Canal42_header_site_BetterCallSaul

03 – Better Call Saul (Temporada 1)

Canal42 03

“Criminosos não mandam prender ninguém. E você dois são o quê? Criminosos! Dinheiro não é só um detalhe. Dinheiro é o único detalhe” – Jimmy McGill/Saul Goodman


Jurandir Filho, Bruno Costa e Ricardo Rente se reuniram para conversar sobre Better Call Saul, o spin-off da série Breaking Bad focada nas desventuras do advogado Jimmy McGill (que futuramente se transformará em Saul Goodman). Produzida pela AMC e distribuída internacionalmente pela Netflix, a série foi anunciada sob a desconfiança de muita gente, mas após assistir o primeiro episódio, tudo mudou! É preciso assistir Breaking Bad para assistir Better Call Saul? Nós respondemos essa e outras perguntas nesse podcast.

Nesse terceiro episódio, comentamos sobre a PRIMEIRA TEMPORADA da série. Para quem não conhece ou nunca assistiu, dedicamos um grande espaço para uma introdução sem spoilers. Quem já assistiu a temporada inicial, relembrará os acontecimentos da série com spoilers.

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


TIMELINE DO PODCAST

[Introdução SEM SPOILERS | até 33min10seg]
[Temporada 1 COM SPOILERS | a partir de 33min11seg]


LINKS RELACIONADOS AO PROGRAMA

[IMAGEM] Brincadeira de Curitiba com a série
[LINK] Várias ligações de Better Call Saul com Breaking Bad


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Vitor

    Grata surpresa para quem, assim como eu, não acreditava que iriam conseguir manter o padrão de Breaking Bad. Vince Gilligan tem meu respeito eterno.

    • Bruno Costa

      E o meu tb Vitor!!!

  • Patrick Simões Dias

    muito legal o podcast, galera! BCS é uma série fantástica mesmo! tão sensacional quanto Breaking Bad. coisa linda mesmo.
    e se eu puder uma sugestão, seria muito legal se vocês falassem sobre Sons of Anarchy (minha série favorita! me convido para participar, inclusive, pois acho que tenho muitas curiosidades e pontos fortes pra levantar!)
    Abs!

    • Bruno Costa

      Sons of Anarchy vai ter futuramente Patrick, faremos meu camarada! 😉

  • Wilkson Luiz Silva

    Salvavdo o dia !

  • Catu

    He-man e She-ra eram irmãos gêmeos, e não primos…

    • Bruno Costa

      Tem toda razão Catu, erro meu…:)

  • Vitor

    Juras, vocês comentaram sobre a presença do Michael Mando como Nacho (o vilão do Far Cry 3), mas como gamer deve ter reconhecido o Trevor Phillips do GTA V em pessoa (o ator Steven Ogg) no episódio 9 fazendo o papel de…Trevor Phillips! (o personagem que ele interpreta tem exatamente a mesma personalidade haha)
    Excelente o cast, moçada, conseguiram exaurir essa primeira temporada em um bate-papo bem informativo.
    .
    .
    .
    .
    SPOILER
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    A dinâmica do Mike é fantástica, como vocês ressaltaram. Além daquela cena dele que pode render o Emmy (do desabafo dele pra nora), um dos melhores diálogos dessa temporada, na minha opinião, foi aquele que ele tem no carro com o cara que contrata ele pra fazer a “segurança pessoal” na negociação com o Nacho sobre a diferença entre um criminoso e um cara “mau”. (também acontece no episódio 9, que é mesmo o melhor de todos até aqui)

    E também não curto esse formato do Netflix de lançar todos os episódios de uma vez. É como falaram, se você assiste tudo de uma tacada parece que você não dá tanta atenção para os pequenos detalhes que cada episódio apresenta. Ainda tenho o costume desde a época de Lost de gostar de ficar acompanhando na internet da vida as discussões sobre o episódio da semana.

  • Já está baixado e na fila pra escutar. Mas primeiro vou acabar de assistir a 1ª temporada 😉
    Quando acabar, volto pra comentar.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Bruno Costa

      Valeu Edu!!!

  • Patrick Simões Dias

    Acho que a montagem e metáfora mais legal, pra mim, é a da cena final do último episódio quando ele acaba o diálogo com o Mike e vai embora e o carro dele passa e a câmera foca no asfalto, destacando a faixa dupla no chão (que pode ser traduzida como “straight line”), quase que dizendo que o Jimmy passou pela “straight line” e a “straight line” agora ficou pra trás.
    ótimas análises e altíssima qualidade pra descrever e destacar os termos técnicos que caracterizaram essa série.
    Valeu, galera!

    • Bruno Costa

      Muito, muito boa mesmo! Adorei essa matáfora e ela é perfeita para o final com ele cantando smoke in the water. Obrigado pelos elogios!

  • Michel Melo de Souza

    Goste muito serie, li alguns criticos dizendo que estava esperando a série ficar boa, que quem não tivesse assistido Breaking Bad não iria gostar, pois eu discordo totalmente, gostei muito da primeira temporada, acredito que a próxima será ainda melhor.

    • Bruno Costa

      Eu tb discordo, não precisa ter assistido BB para acompanhar Better Call. Na verdade ela é bem independente.

      • Michel Melo de Souza

        Minha namorada nunca viu breaking bad (estou tentando convence-la) e adora Better Call Saul.

        • Bruno Costa

          Manda ela ouvir o programa Mah!! 😉

  • Caio César Tarrafa

    Serio que vocês não fizeram a ligação com breaking bad, que ambos personagens tem 2 personalidades!?
    abraço parabens pelo cast.

    • Não entendi a tua pergunta. Eu não acho que o Saul tem duas personalidades em Breaking Bad (diferente do Walter White). O Jimmy aqui eles está se transformando em Saul. Depois que ele vira, não tem volta.

      • Diogo Góes Zanetti

        Concordo com o Juras em parte, o Jimmy é mostrado um Jimmy que tenta ser honesto, mas antes ele era um “Pré Saul”, o Slippin Jimmy, que fazia os trambiques, tentando ser honesto pra honrar o irmão Chuck, mas fechamos a temporada dele aceitando o Slippin Jimmy e nessa formação unindo o lado sacana com o de advogado que tenta ajudar (bandido ou não) tornando-se o Saul.

  • Frozzzt

    Um pouco de exagero exacerbado quando falam da fotografia – é bacana – mas o que realmente é o legado do breaking bad, não só o visual – é os personagens, a trama! Não me importaria se fosse outra fotografia. O que faz a ligação é que ambos personagens estão em decadência, um mundo muito pessimista, povoado por pessoas mundanas, pé no chão, que tornam o mundo de braking bad sem nenhum glamour, repleto de tragédias e humor negro. =)

    • Bruno Costa

      Nada cara, a fotografia é super bacana! Bem pensada para tb transmitir um pouco do mundo de Breaking Bad para o mundo de BCS, dá uma sacada naquela sequência no deserto que falamos, ou na sequência do Mike na delegacia cara.

      Com relação as personagens, sim é fator mega importante! Já os conhecemos de Breaking Bad (alguns deles) e temos a possibilidade única de explorar ainda mais suas facetas, deslizes, acertos e erros. Esse legado é bacana sim e merece ser destacado!

      Dá uma sacada nesse link aaqui: http://www.breakingbadbrasil.com/2015/02/better-call-saul-easter-eggs-e.html

  • Frozzzt

    @Bruno Costa Seu microfone tá sempre com problema? tua voz está com uma qualidade muito pior que do jurandir ou ricardo. Parece que você está no celular ou algo assim. o/

    • Bruno Costa

      Frozzzt, estou vendo já um novo MIC para comprar cara, em breve isso deve terminar! o/

  • Diogo Góes Zanetti

    Ah sei que não tem nada a ver, mas já notaram que o seriado do demolidor tem algumas brincadeiras com cores e a câmera tremida igual do Better Call Saul e Breaking Bad?

  • Luis Fernando Mendes

    Tambem confeso que eatava totalmente cetico com a serie, pensei tambem que seria uma comedia cim elementos de Breaking Bad, e me supreendi. Com certeza a serie ja vai estar ae concorrendo em varios premios do Emmy. Otimo 42 cast, por favvor peço lhes se possivel um cast de Breaking bad ou The Officekk. Ate mais

    • Bruno Costa

      Luis, valeu pelo comentário meu caro! Faremos Breaking Bad, como Juras disse “analisaremos todas as séries clássicas e grandes séries” e a idéia é essa mesmo meu caro.
      Breaking Bad terá um episódio fantástico, aguarde e confie!! 😉

  • Luis Fernando Mendes

    Todas as incríveis aberturas de Better Call Saul

    • Bruno Costa

      heheheheh, Better Call Saul é foda!

  • João Henrique

    Excelente o cast, já entrou prá minha lista de downloads obrigatórios! E só uma dúvida: Ricardo Rente, você não chegou a participar do podcast do Séries etc., com a Cláudia Croitor (muito tempo atrás, acho que uns 6 ou 8 anos…)?

    • Ricardo Rente

      Oi João! Que memória, heim! Hahaha sim, tive o grande de prazer de participar de uma edição com eles. Além do Canal 42, tu também pode me encontrar no territorionerd.com.br 😉

      Um abraço!

    • Eita, que memória, mano! Participei sim, lá pra 2008 hahahaha 😀

  • Paulo Carvente da Silva

    -Zona de Spoiler- -Zona de Spoiler- -Zona de Spoiler- -Zona de Spoiler- -Zona de Spoiler-

    A parte que mais resume tudo o que seria e foi o Breaking Bad e o que resume o Better Call Saul é a cena em que o Mike faz “proteção” ao zé ruela coxinha que roubou os comprimidos da empresa onde trabalha para o traficante lá cujo não lembro o nome.

    O Mike é enfático: “Agora você é um criminoso”. E explica muito bem o que os roteiristas tem e tinham em mente. Os personagens sempre estão flertando com a marginalidade. Mas fica claro no discurso do Mike, algo que em si é uma verdade. Ser um criminoso não te torna bom ou ruim. Depende se você é de fato bom ou ruim. Transgredir uma lei não está de fato ligado a você ser bom ou ruim.

    Vissshhhhh que esse assunto é controverso demais…

    É isso que torna essas obras sensacionais.

    • Bruno Costa

      Adoro a parte do Mike Paulo! As sacadas para conectar ele com o mundo apresentado, o drama e os embates com o Saul só fortalecem a imagem que teremos dele ao fim da temporada e em Breaking Bad. Valeu pelo elogio meu amigo!

    • João Henrique

      Concordo, Paulo! Eles deixam claro que não existe essa coisa maniqueísta do bom ou ruim, preto no branco. Existe muito cinza, você pode escrever certo por linhas tortas. Muito bacana!

  • Cassio Medina

    Quando anunciaram a série, fiquei realmente com medo de ser uma série que andasse na sombra de Breaking Bad, ou tentasse ser o novo Breaking Bad. Mas, felizmente, a série, logo de cara, ganhou identidade própria, apresentando o desenvolvimento do personagem de forma magistral e aproveitando o universo criado por Breaking Bad.
    Excelente cast, como os dois primeiros, continuem com o ótimo trabalho. Valeu!!

    • Bruno Costa

      Curti demais isso, a idéia de identidade que a série ganhou. Muito legal a forma como ela se conecta com BB e ao mesmo tempo mantém elementos que a tornam única em sua essência

  • Don Ramon

    Eu não esperava uma nova abordagem breaking bad, eu esperava uma sátira de Law & Order e séries judiciais. Vi menos disso do que eu gostaria.

    Quando ele for o Saul pode ser que eu volte.

    • Bruno Costa

      De fato essa primeira temporada tem mais elementos de BB, apesar de ter muito dessa comicidade que provém do personagem Don. A série é muito boa, ela só não está encaixada dentro do que vc esperava. Dê uma chance para segunda temporada, agora que o Jimmy parece ter cruzado essa linha.

  • Arthur

    Uma boa série que vale ser vista!
    Eu estava bem inseguro antes do começo dela, não tinha certeza se uma série de “comédia” com o Saul se sustentaria (assim que ela foi me vendida, e ainda bem que fui enganado).
    O ritmo lento alí no começo me incomodou um pouco também. Não acho que seja uma série que te conquista no primeiro episódio. Ela foi me ganhando aos poucos: no início ela me prendia mais pela nostalgia de Breaking Bad; do meio para o fim, a série começou a se sustentar, com episódios ótimos que deram mais vigor aos arcos do Saul e do Mike.
    Better Call Saul vale ser vista! É bem mais dramática do que eu esperava (e isso é positivo). Ela tem uma qualidade de produção bem superior à média das séries, fazendo jus ao legado de sua série “mãe”, Breaking Bad.

  • everton

    So eu que reconheci o ator que interpreta o trevor do gta v aparecendo naquela cena do mike no estacionamento? O mike da um chega ora la nele, tomando as armas dele, quando percebi que era o “trevor” fiquei maluco, a voz, o olhar TUDO

  • Melhor cena da temporada pra mim é quando o Saul Goodman convence o Tuco a quebrar a perna dos skatistas lá, e solte a celebre frase:
    “Sou um dos melhores advogados, reduzi uma pena de morte para uma condicional de 6 meses”. Eu vibrei ao assistir esse episódio, foi muito legal mesmo. A série é bem promissora pra mim, tenho bastante expectativa para próximas temporadas.

    Ótimo programa pessoal!
    Abraço

    • Bruno Costa

      Essa cena é demais mesmo! 😉

  • Feco Porto

    —– SPOILER —-

    Pra mim o melhor episódio é o 4, e explico o porquê.

    O episódio começa mostrando o Jimmy aplicando seu golpe do Rolex com seu amigo. E naquela cena o Jimmy engana a todos os telespectadores. Ninguém imaginou que o gordão do Rolex era comparsa dele no crime.

    Continua o episódio e no meio/fim o Jimmy consegue enganar o telespectador de novo, ao aplicar o golpe do outdoor. O episódio começa mostrando o quanto o Jimmy consegue enganar as pessoas, inclusive a mim, e termina enganando de novo! Mesmo sabendo que ele é bom nisso, mesmo sabendo que ele aplica golpes, mesmo tendo visto no MESMO episódio ele aplicando um golpe, ele consegue te enganar de novo com o lance do outdoor e o cara pendurado.

    Acho impressionante como os caras conseguem construir tudo de um jeito que o Jimmy não só engana outros personagens como o próprio telespectador, mesmo que este saiba o quanto ele é “escorregadio”.

    Sobre o Jurandir, sua nota e seus elogios forçados a Lost, prefiro não comentar.

  • João Henrique

    Eu acho que vocês esqueceram de mencionar, mas o Vince Gilligan foi produtor de “Arquivo X”, lá no longínquo ano de 1996. Então, só prá contrariar o Juras, acho que a frase deveria ser ao contrário: Sem o Vince Gilligan, não existiria o Damon Lindelof (The treta has been planted)…
    Fora isso, acho que uma das melhores qualidades de “Better Call Saul” são suas sutilezas. Não é uma séria apropriada para ser vista toda de uma vez (binge watching). Na minha opinião de merda, é claro!
    Um abraço e continuem o excelente trabalho!

  • Luciano Valério

    Estava atrasado pra terminar Breaking Bad e meio que perdi a empolgação, porque tava num hype danado e isso me dá preguiça… Mas retornei e comecei a acompanhar Better Call Saul em seguida e aí senti o tal “problema” de time da série, mas sou o culpado…rs!

    A serie é realmente demais e pretendo acompanhar a temporada dois dia a dia (se a nossa linda Netflix continuar nessa)!

    Bob Odenkirk está simplesmente fenomenal e superou as expectativas, mas Jonathan Banks é pra mim a melhor interpretação nessa temporada, o que me leva ao meu episódio favorito: “Passado”! Sensacional!!!!

  • Luis Augusto Ribeiro

    Olá senhores, ótimo cast! Descobri alguns detalhes pesquisando mais sobre a serie e ouvindo o podcast do Better Caul Saul mesmo! O primeiro é quase todos os episódios terminam com a letra O, como Uno, Mijo, Nacho e afins! Somente o episódio 5(Alpine Shepherd Boy), que seria chamado Jello(mas eles não tiveram permissão para usar o nome).
    Um outro detalhe( que é uns dos mais interessantes,) é a teoria do gelo e fogo, que percorre a temporada, assim como a teoria das cores percorreu Breaking Bad.
    Essa teoria, demonstra que personagens que carregam cores azuis são boas e a vermelhos são vilões(lembrando que as cores podem estar em objetos importantes da drama). Se perceberem existe determinadas situações que mostram o mesmo personagem com as essas cores.
    Exemplos fodas dessas teorias são:
    No segundo episódio, Tuco está com uma camisa vermelha e sua avó está de azul! Além de ser uma metáfora visual incrível, sobre ela estar aos céus ou acima de Tuco, e o mesmo tirando o sangue do carpete no inferno, ou ele abaixo dela.
    E por fim uma parte do carro de Saul é vermelha, o que indica o que ele fará no futuro.

  • Luis Augusto Ribeiro

    Olá senhores, ótimo cast! Descobri alguns detalhes pesquisando mais sobre a serie e ouvindo o podcast do Better Caul Saul mesmo! O primeiro é que quase todos os episódios terminam com a letra O, como Uno, Mijo, Nacho e afins! Somente o episódio 5(Alpine Shepherd Boy), que seria chamado Jello(mas eles não tiveram permissão para usar o nome).
    Um outro detalhe( que é um dos mais interessantes,) é a teoria do gelo e fogo, que percorre a temporada, assim como a teoria das cores percorreu Breaking Bad.
    Essa teoria, demonstra que personagens que carregam cores azuis são boas e os que carregam as cores vermelhas são vilões(lembrando que as cores podem estar em objetos importantes da drama).
    Exemplos fodas dessas teorias são:
    No segundo episódio, Tuco está com uma camisa vermelha e sua avó está de azul! Além de ser uma metáfora visual incrível, sobre ela estar aos céus ou acima de Tuco, e o mesmo tirando o sangue do carpete no inferno, ou abaixo dela.
    E por fim, uma parte do carro de Saul é vermelha, o que indica o que ele fará no futuro.

    Um grande abraço a todos vocês e continuem o excelente trabalho
    PS: Só corrigindo o Juras, com todo o respeito, Vince Gilligan não é um filho de Lost, mas sim um dos pais de Arquivo X.

  • Menino Well™

    Eu esperei BB acabar para começar a ver, todo mundo me enchia o saco para ver a série e eu esquivava, e pelo fato de ser químico sempre havia piadinhas era chato até =T .. conheci o mundo de Breaking Bad e amei quando vi essa serie ser anunciada achei foda, pois sempre gostei do Saul. E essa série tem um ritmo tão bom, tão gostoso de assistir e um fanservice foda, tanto que estou curtindo mais Better call saul do que Breaking Bad ( talvez pelo fato de não ter efetivamente acompanhado BB ) – achei um plot-twist fenomenal e estou louco para a segunda temp =D

  • Lucas Da Silva Biava

    Gostei bastante do programa. Temas legais e bem atuais, os participantes, e os convidados, estão muito bem. Até o Bruno Costa, que eu acho chatissimo no Cinecast, esta ótimo aqui. Desculpe Bruno, sei que tu é um cara gente boa, mas não consigo te gostar no Cinecast. Em compensação aqui esta muito bem.

    Gostaria de fazer uma pequena critica de meu gosto pessoal: sonho com um dia que vou ouvir um podcast que o Jurandir faça parte e que não tenha UMA MUSICA INTEIRA no fim do cast. Isso é bem ruim no sentido que não sei se tem algo depois ou não. No rapadura o Juras disse que é para ser uma cena pos-creditos depois do filme. Particularmente acho isso um saco. Acho que 30 segundos de musica ta bom, até por que as cenas pos creditos acontecem, atualmente, em sua maioria, antes dos creditos verdadeiros. Mas não da nada Juras, sou seu fã de longa data. Ja te ouvia muito antes de ouvir outros podcasts. Sou da época do “Biografia Kubrick”.

    Um abraço para todos. Esse programa ja esta entre os meus podcasts favoritos. Façam muitos mais.

    • Bruno Costa

      Eu agradeço pela sinceridade e por gostar de mim pelo menos aqui..risos..vai que no futuro não nos damos bem em todos os 2 programas?! 😉

      • Lucas Da Silva Biava

        Bastante provavel que isso aconteça. Abraços amigão.

  • Finalmente finalizei a primeira temporada e puder escutar o episódio! =D
    Assim como vocês, também curti muito a série. Dá pra perceber que, no fundo, o Jimmy é um cara “bom”, que quer “fazer a coisa certa”, mas tudo conspira contra ele, o levando a tomar outro rumo. Porém, o episódio final demonstra que, no fim, ele pode tomar a decisão em aceitar a melhor oportunidade que ele teria (e aquilo que ele sempre buscou e trabalhou duramente até então) ou rejeitar e seguir por outro caminho. Avaliar e tentar entender o que se passou pela cabeça dele é complexo. Há muito a se colocar na balança.

    No mais, parabéns por esse episódio. A intro com citações de spin-offs foi um episódio à parte 🙂

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • O Bastardo

    Sem Damon Lindelof não existiria Vince Gilligan?! Já ouviu falar de Arquivo X caro Jurandir?

  • Samuel Lucini

    Caraca jamais imaginei que aquele cara era o Trevor

  • Rodrigo Parrella

    Pooorra, agora vou ter que ver essa série.

  • Alisson Paulo Saia

    Segundo episodio é sensacional!

[contact-form-7 id="78" title="Formulário de contato 1"]
Mostrar
Sumir