td_mini

S01E13: True Detective [Temporada 1]

Canal42 S01E13

“Se a única coisa que uma pessoa decente pensa é a expectativa de uma recompensa divina, então, irmão, essa pessoa é um pedaço de merda” – Rust Cohle


Jurandir Filho, Bruno Costa e Ricardo Rente conversaram sobre a primeira temporada de True Detective. Como a série conseguiu entrar na lista de melhores de todos os tempos com apenas oito episódios? É uma série ou um filme de 8 horas? Quais as grandes referências da história? Quem é o Rei de Amarelo? Quando veremos a continuação dessa história? O que esperar dos novos trabalhos de Nic Pizzolatto? A parceria entre Matthew McConaughey e Woody Harrelson funciona bem?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


TIMELINE DO PODCAST

[Introdução SEM SPOILERS | até 50min15seg]
[Temporada 1 COM SPOILERS | a partir de 50min16seg]


LINKS RELACIONADOS AO PROGRAMA

[VÍDEO] Assista ao trailer da primeira temporada de True Detective
[LINK] Lista de alguns easter eggs de True Detective
[PODCAST] RapaduraCast – True Detective: o Rei de Amarelo, Carcosa e Cthulhu


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • PsicoHélder Soúlima

    Baixando…!

  • Leonardo Pereira

    Vão falar de Magnífica 70 quando a temporada acabar?

    • Ismael Pereira

      Merece um podcast mesmo. To acompanhando e gostando muito também.

      • Bruno

        Caras, já viram (fdp) ? Também é produção da HBO e é animal! Muito melhor do que Magnífica 70 e O Negócio

        • Ismael Pereira

          Quero ver mas fico em dúvida. Pois não curto futebol nem um pouco. Acha q vou gostar?

          Foda é que essas séries não muito recentes brasileiras da HBO é difícil achar com boa qualidade (se é que nem procurei, mas lembro que procurei outras e não tava com qualidade legal). Se tiver link já manda ai ^^

          • Bruno

            Hmm, vamos ver… Acho que seria o equivalente de você ver um House of Cards sem manjar nada de política – Apesar de você boiar um pouco no fundo técnico que a trama se baseia, o que importa mesmo são os conflitos e desenvolvimento de personagens.
            No (fdp) por exemplo, lógico que os torcedores de futebol vão poder aproveitar melhor o seriado, mas a parada interessante é justamente explorar o lado humano de uma figura tão pouco explorada como o juiz das partidas, como eles lidam com a pressão das federações em jogos importantes, como funciona as fraudes por tras do campo, é bem interessante!
            Infelizmente não sei te indicar algum lugar para assistir a série, pois eu vi quando se passava na HBO – Eu tô ligado que existe uma boa possibilidade de você poder assistir na integra e em boa qualidade em serviços de TV a cabo que disponibilizam conteúdo On Demand (No meu caso, eu pude ver alguns episódios da série sem pagar nada)

          • Ismael Pereira

            Valeu. Depois vou procurar pra assistir. Vai ser a mesma sensação então de filmes de drama envolvendo esporte. Não curto esporte nenhum, mas gosto muito de filmes de dramas que envolvem eles (quando são bem feitos).

            No HBOGO tem mesmo, só que não curto ver por lá pq lá a qualidade dos vídeos é bem ruim.

    • Iago Luiz de Morais

      Ótima sugestão

    • Bruno Costa

      Cara, eu vou ver nesse fim de semana para ver se curto.

    • Feco Porto

      To assistindo também, mas essa série tá tomando o mesmo caminho daquela O Negócio também nacional da HBO: atuações ruins.

      A meu ver, os atores estão estragando muito essa série que tinha tudo pra ser boa. Não que ela seja ruim, mas a atuação é muito fraca…

  • LUNATIC

    Déjà vu…

  • Bruno Medeiros

    Mas… e Sense8?

    • Júlio Santa Rosa

      É bom mesmo ou é só Hype? ainda não consegui parar e assistir.

      • É muito bom, mas não se deixe levar pelo primeiro episódio (que não vai pra lugar nenhum). A temporada de Sense8 é um imenso primeiro episódio dividido em 13 partes.

        Essa é a primeira série da Netflix que realmente só mostra seu valor se você assistir vários episódios de uma vez.

        eu só fui fisgado mesmo lá para o terceiro episódio.

        • Bruno Costa

          hahah exatamente onde me pegou tb MArcus, depois do terceiro episódio ela engata a 5ª marcha e vai embora. Só digo uma coisa: Whats going on! 😉

        • Júlio Santa Rosa

          Por isso que perguntei, vi minha esposa vendo o primeiro ep e a única coisa que me puxou foi a Marta do Doctor Who, rs. Vou dar uma chance só pq tenho fé nos irmãos!

          • Puts, vc acredita que que eu não tinha reparado que era a Martha de Doctor Who? Eu assisti a série inteira e via o rosto da menina e achava ela familiar mas não lembrava de onde.

            Pobre Martha, a mais esquecível das companions de Doctor Who.

          • Júlio Santa Rosa

            esquecida porem amada, rsss.

      • Raul Primo

        boa pergunta… eu vejo ela la no netflix, mas a sinopse não me chamou a atenção…

  • silas. silas bezerra

    Terminei a primeira temporada ansioso para assistir à segunda. Obra espetacular. Ainda não vi algo tão foda em forma de série, sinceramente.

    Talvez eu assista à segunda temporada semana após semana, mas o espírito da coisa é tão “um filme de X horas” – como Demolidor, por exemplo – que até dá vontade de deixar a parada se desenrolar na tv (E já houve a largada no domingo passado!), findar e só depois conferir.

  • silas. silas bezerra

    Terminei a primeira temporada bastante ansioso para assistir à segunda. Obra espetacular. Ainda não vi algo tão foda em forma de série, sinceramente.

    Talvez eu assista à segunda temporada semana após semana, mas o espírito da coisa é tão “um filme de X horas” – como o ótimo Demolidor, por exemplo – que até dá vontade de deixar a parada se desenrolar na tv (E já houve a largada no domingo passado!), findar e só depois conferir. Enfim, eu ainda tô decidindo o que fazer.

    A respeito do programa: maravilhoso! Parabéns, pessoal! E reanimou meu desejo de rever o quanto antes a fase com Woody Harrelson e Matthew McConaughey (Ator que também me surpreendeu com as mudanças na sua carreira, apesar de ele ter feito parte de alguns marcantes projetos no início!).

    Abraços!

  • Diogo9595 .

    Encerrar com Townes Van Zandt não é pra qualquer podcast!

  • Júlio Santa Rosa

    Tão foda que acaba e você fica querendo mais! bato palmas assim como fiz no final, naquela cena eeeeeeespetacular deles olhando para o céu.

    • Bruno Costa

      Cara, por isso que eu disse: a série não termina quando acaba, ai é que ela começa!

  • Renato Rodrigues

    Ah essa obra prima (‘:

  • Eu juro que quase tenho um infarto quando vi que True Detective não ia receber 3 notas 5.

  • Raul Primo

    Concordo que a série merece estar na egrégia Tábua do 42, mas um ponto que eu acho que merecia uma ressalva, é o modo que eles definem o grande assassino.

    Aquele negócio de “porque as orelhas dele são verdes”, e fazer a ligação com a casa que eles viram a 15 ANOS eu achei bem caído.

    Mas a ainda dou 5 estrelas, ta na minha lista, ta na minha vida… Virou um modelo de serie que procuro assistir.

    Por fim, obrigado pelo cast, que eu esperava tanto.

  • Cabelo Rente

    Gostei muito das interpretações do Bruno Costas, não tinha pensado nessa relação do Cristo e do personagem do Matthew, se ñ me engano, entendo a série como uma crítica a fé cega, esse caminho bizarro q a sociedade hj parece querer trilhar, a fé que coloca uma venda nos olhos da sociedade para soluções mais reais aos nossos problemas, a fé q acaba deixando grande parte das pessoas em uma posição mais passiva e traz um conformismo q sempre me irrita. O personagem do Matthew supera esse conformismo e exatamente por isso ele volta para o problema e não fica aguardando ou conformado com a “solução” q tinha se dado. A sua postura niilista (Bruno, vc chegou a dizer q a série é pessimista esse é um posto q não concordo conceitualmente, vejo ela mais como niilista justamente pq ele ele tem um certo prazer e vemos até mesmo uma certa alegria sua visão sobre a humanidade. O pessimista não teria o mínimo de vontade em retornar ao caso, largaria de mão e se conformaria com tudo e ele se sentiria um derrotado.) o motiva a buscar uma solução para o caso mesmo tendo a certeza q isso não mudará em nada a sociedade, no final ele resolvendo ou não o caso nada será diferente já q a humanidade não tem importância alguma para o universo.

  • Lucas F. Zurwellen

    Cara obrigado por falar dessa obra prima! Minha série favorita até hoje e um certo medo da 2ª temporada não conseguir alcançar a expectativa mas como vocês falaram, as temporadas são fechadas e devem ser encaradas como algo separado.

    Pra mim faltou vocês falarem da trilha sonora muito foda da série, que arrastava vc ao fundo do poço ou te tirava de lá junto com os personagens.

    Confesso que não choro pra filme ou série mas o final desta, naquele ultimo discurso do Rust, foi difícil segurar o suor viu.

    Valeu e continuem com o ótimo programa.

    • Bruno Costa

      Po cara pior que falamos sim, acho que acabou ficando na edição..esse programa foi bem grande cara. Vamos revisitar True Detective na segunda temporada e falaremos sobre a trilha! Obrigado!!

  • Excelente podcast e série. Queria saber se vocês assistiram Fargo? Tem uma proposta parecida com True Detective, mas no estilo dos irmãos Coen e logo estreia a segunda temporada. Parabéns pelo cast.

    • Bruno Costa

      Não vi ainda Fargo. Tá na minha lista tb!! Quero muito assistir para gravar aqui no 42!

  • Caras, para mim True Detective foi a melhor série do ano passado, e isso para mim é algo digno de nota, pois sempre preferi séries que lidam com ficção científica, mistérios sobrenaturais, ou com elementos fantásticos. True Detective é uma série policial que tem uma atmosfera foda, beirando o sobrenatural. Durante toda a série, ficava pensando se eles iriam logo partir para uma explicação sobrenatural, mas no fim tudo ficou calcado na realidade, apenas com reflexões metafísicas.

    Se Constantine tivesse 1% da atmosfera e ambientação de True Detective, muito provavelmente não ficaria com aquela impressão de sobrenatural mundano que série exalava.

  • Caio Medeiros

    que sensacional é esse “grande filme”, enredo, fotografia, atuação…tudooooooooooo..fantastico.assistindo novamnete para pegar as referencias que vcs falaram…

    • Bruno Costa

      Show de bola Caio!! Tem muita coisa escondida ainda em True Detective!

  • daniel araujo

    otimo cast, série espetacular, True Detective me fez parar de ver merda, depois de assistir true detective eu não consigo mais aceitar seriado com produção, roteiro, e atuações medíocres, depois de ver true detective meu nível de aceitação pra série mudou MUITO é um sériado íncrivel que consegue em 8 epísodios fazer oque muitos sériados não conseguem em 24 epísodios realmente foi uma das melhores coisas que ja assisti na vida

    PS: as musicas dessa série, especialmente a de abertura são FANTASTICAS ouço ate hoje 😀

    • Paloma R F

      A única série que me pegou logo no primeiro episódio, além de GOT, foi True Detective. Fiquei louca!
      Depois disso, filtrei muito mais as séries que assisto, antigamente assistia umas 15 séries ao mesmo tempo, agora só assisto as que acho muito fodonas.

  • Igor

    Excelente cast.Sem spoiler da segunda temporada, mas o Colin Farrel ja me ganhou no primeiro episodio. o que é otimo ja que eu estava com um pé atras pra essa segunda temporada(não sou fã nem dele nem do vince vaughn), acho que o maior problema que ela terá com as pessoas será o padrão de comparação com a primeira temporada que é ridiculamente alto rs.

    • Bruno Costa

      Colin Farrel até agora é um personagem tão interessante quanto Rustin e Martin. 😉

  • Vitor Medeiros Nunes

    Um paralelo que deixa essa série tão grande é compará-la a uma outra que tem elementos parecidos, porém de forma medíocre que é a The following com Kevin Bacon. Ambas são sobre detetives, tem relações com a literatura, coloca o conceito de seita e tal. Só que a execução é completamente diferente, enquanto True Detective é uma obra de arte a outra é simplesmente um material áudio visual transmitido pela televisão.

  • Renan M. Sampaio Motta

    Um aquecimento para a nova que já estreou. Vou esperar sair tudo pra ver numa tacada só. Expectativa é alta pra season 2

  • Andrey Lima goulart

    Legal demais !! Parabéns pra vcs !

    • Bruno Costa

      Valeu Andrey!!

  • Depois de True Dectetive m/ 5/5
    …ainda têm gente que acha Breaking Bad foda ¬¬

  • Vitor

    Alguém avisa o Jurandir que Louisiana é um estado, não uma cidade uahuahua

    No mais, parabéns pelo cast, principalmente pro Bruno. Gostei muito das interpretações que ele tirou. Vi a temporada toda apenas uma vez (na época que foi transmitida pela primeira vez) e lembro que no final fiquei com vontade de rever tudo pra tentar tirar um pouco mais do que tinha absorvido na primeira assistida, mas fui deixando pra depois e até hoje não consegui.

    O primeiro episódio da segunda temporada já me agradou bastante. A impressão que me deu é de que vai ter um clima mais noir – a mudança de estilo é interessante pra afastar um pouco as comparações com a primeira temporada. O elenco continua sendo de um bom nível à exceção do Vince Vaughn. Pelo menos compensaram a presença dele colocando Colin Farrell, Rachel McAdams e o grande Tim Riggins (ta na hora do Kitsch acertar outro papel).

    • Bruno Costa

      Muito obrigado Vitor! Bacana que curtiu o papo!!! Eu tb to curtindo a segunda temporada, vamos ver se vai manter a qualidade.

  • Julio santos

    Primeiramente, esse foi um ótimo cast principalmente a participação do senhor Bruno Costa(adoro o trabalho ele no Cinecast). Essa série fica meio difícil criticar os pontos negativos, eu não vejo nenhum ponto para criticar pelo contrario como senhores disseram a série tem muita referência, analogia, metáforas e etc.

    PS1: vocês iram fazer um 42 sobre a série Fargo ? ela tão genial quanto o True Detective, minhas duas séries preferidas de 2014.

    PS2: próximo cast promete =D

  • Keilla Teixeira

    O mais interessante da série foi esse algo mais que ela te dá. Uma mitologia construída que na série só é citada em certos momentos e deixa o espectador com curiosidade e vontade de mergulhar mais naquele assunto: Carcosa, Rei Amarelo, ocultismo, as bases filosóficas do Rust (me fez gostar de filosofia!!!).

    Além do Rei de Amarelo, do Chambers, vale tentar (não foi publicado em português) ler também Conspiração Contra a Raça Humana, de Thomas Ligotti. Rolou até uma treta em que o Pizzolato foi acusado de plagiar a obra – o que na minha opinião é infundada pq o autor do livro se inspirou em vários filósofos pessimistas e niilistas, assim como a série. Quem quiser pirar mais vale ler Schopenhauer, Nietzsche e sobre niilismo em si.

    Agora o que me deixou intrigada é filha mais velha do Marty. Aquela menina tinha alguma coisa: os desenhos pornográficos dela, a postura que ela assume quando fica adolescente… Alguma coisa aconteceu ali (abuso?). E em nenhum momento tu sabe o que foi.

    No mais, ótimo programa. Me fez reescutar o rapaduracast sobre a série 😉

    • Bruno Costa

      Sobre a filha Keilla, desde criança ela fazia os desenhos, ela desenhou em alguns momentos a espiral tb. Eu acho que não foi abuso e sim o conceito de Psicosfera que envolve inconsciente coletivo, conceito estruturado por Jung.
      Veja como o avô da menina tb já diz como ela ficaria mais tarde na série, tudo está conectado com o gatilho psicológico que foi o assassinato da mulher no começo da série.
      Algumas pessoas foram afetadas mais pela mensagem do que outras, basta ver que vários personagens são envolvidos nessa espiral.
      Pelo menos é o que eu penso analisando o conceito do Rust, quando ele tem os diálogos com o Marty.
      Sobre plágio, eu realmente não acho que foi…a série tem ainda outros conceitos que não falamos nesse programa, exemplo o conceito de Sombra de Jung, referências as histórias noir, pulp dos anos 40/50 e etc.
      São muitas, muuuuuitas referências..risos

      • Keilla Teixeira

        Sim, a psicosfera. Tinha esquecido disso… Agora fiquei com vontade de rever a 1ª temporada de novo.
        E se for falar de todas as referências vai ter podcast até o fim do ano falando só de True Detective. O que me faz pensar que incrível deve ser a biblioteca do Pizzolato.

        • Bruno Costa

          Eu acho que ele inclusive já mostrou a biblioteca dele..vou ver se acho a imagem.

    • Mitologia essa que foi tirada de livros de Robert W. Chambers e Howard Philip Lovecraft.

  • Fabio Baiense

    Impressionante o camarada ter gostado tanto da série sem ver o episódio final porque não fez falta, é muita incoerência. Só viu agora pra fazer o cast. Mas aprecio muito a coragem de admitir que o fez.

  • Andy Dinho Oliveira

    Tô querendo baixar, mas não tá dando.

    • Bruno Costa

      Pq Andy?? Diz ai para gente tentar resolver!!

      • Andy Dinho Oliveira

        Acho que foi problema no navegador mesmo, já consegui, obrigado.

        • Bruno Costa

          Show de bola!!!

  • Perfeição descreve essa serie. Será que a próxima temporada abordará o mesmo background em uma estória diferente? Já haviam rumores de que os Mythos de Lovecraft seriam abordados mais a fundo onde a serie iria se basear na ideia do conto “O Horror na Argila” mixando a mitologia do Rei de Amarelo.

    • Barbarian

      Acho improvável. Tudo aponta para Édipo Rei como a base dessa temporada, desde o nome da protagonista (Antigone) da Rachel McAdams, a referência ao homem sem olhos, etc.

  • Wallace Alves

    Mais alguém concorda que Fargo merece um cast do 42?

    • Bruno Costa

      Tá todo mundo pedindo hein?! 😉

    • Barbarian

      Outra que entrou num Top 10 de melhores ever com uma temporada só.

      Ano passado foi O ano.

  • Lucas Vinicius

    Tipo eu tenho medo de assistir essas séries que falam mais por 2 motivos o primeiro é que são pesadas e eu não gosto tanto sou um cara mais pipoca.E segundo vcs falam que mudam sua visão de série mas gosto de assistir ali meu Bones e Criminal Minds sem ficar criticando pesado kkkkk’

  • Muito bom o episódio pessoal!

    Também curti bastante a série, e estou na espera da próxima temporada. Assim como vocês comentaram, o ponto alto da série é o envolvimento que ela tem com o público. A tensão criada literalmente nos transporta para dentro daquele caso. Muito boa mesmo!

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Bruno Costa

      Vendo alucinadamente a segunda temporada já o primeiro episódio 3 vezes! 😉

      • Barbarian

        To vendo todo ep duas vezes também. Que série excelente.

  • Barbarian

    Ah,

    – E Jamie Lee Curtis também teve “Um Peixe Chamado Wanda”;
    – The Rock com “Ballers” e Jack Black com “The Brink”, ambas na HBO, e “The Comedians” com Billy Cristal e Josh Gad no FX (:

  • Cassio Medina

    Mesmo atrasado, só passando pra falar que o cast tá fantástico, como de costume, e dizer que True Detective é com certeza 5/5.

    • Bruno Costa

      Valeu Cassio!!

  • Barbarian

    Pessoal, uma dica: typo no “Quem Somos”:

    “…um time intergaláctico apaixonado pro TV…”

    Abraço!

  • Alejandra Álvarez

    A trilha sonora excelente, estrutura narrativa, enredo, performances, fotografia,
    qualidade visual, o roteiro, tudo isso fará com que True Detective 2 ser aguardada com grande expectativa em sua segunda temporada.

  • Alguém me diz o nome da musica que toca no final do programa!

    • Glauber Freitas’

      O nome da música é Lungs, de Townes Van Zandt!

  • João Gabriel Dias

    Fui atraz do livro rei de amarelo por causa de true detective, eu achei alguns contos pertubadores!

    • Laura Braga

      João, também procurei ler e alguns contos são muito bons mesmo! Recomendo pra todo mundo!

  • Priscila Guerrero

    Oi, pessoal! Ouvi esse episódio e comecei a assistir True Detective. As vinhetas da HBO não me venderam a série tão bem como vocês fizeram. Já assisti aos dois primeiros e achei a trama muito legal. Obrigada mesmo! Queria uma série assim para assistir, algo que não fosse o caso da semana, mas fosse investigativa. Forte abraço!!!

    • Bruno Costa

      E ai tá curtindo Pri?!

      • Tomei um susto no começo: a net tinha tirado do catálogo do Now e deixado apenas a 2ª temporada. Eu tinha visto 2 episódios. Aí, desanimei e deixei de lado. No domingo eu estava zapeando para ver o Magnifica 70 no net now e vi que eles puseram novamente True Detective no catálogo!!! Aí fiquei feliz e voltei a assistir! Parei no episódio 5, que foi de tirar o fôlego. E estou gostando bastante, Bruno, é uma série muito legal e graças ao canal 42, fiquei interessada em ver!

  • Alicia Jaramillo

    Há muitas séries que eu gosto , mas certamente os de crime e mistério são os meus favoritos. Atualmente eu ver True Detective 2 e estou muito satisfeito, é um excelente projeto que é muito vale a pena ver , enredo e personagens descelnace são excelentes. Eu não me arrependo Veral , espero continuar assim nas suas próximas campanhas .

  • Cão

    Não foi comentado, mas alguem mais teve a sensação no meio da série em que parecia que estavam querendo fazer com que nós achassemos que o Rust realmente estava envolvido com aquela merda? foi um mini sensação que ali no fundo voce pensava ” cara mas sera que ele ta envolvido?”

    • Bruno Costa

      Total Cão!! Tem razão!

  • Luciano Valério

    Enfim terminei a maratona de True Detective pra ouvir esse programa!

    Caras, eu gosto muito do gênero investigação e suspense tanto emlivros, filmes e séries (inclusive faço menção honrosa a The Killing, a qual sou fã) e True Detective foi, até então, a minha melhor experiência com séries desse tipo!

    Nota 5, com louvor!

  • Carolina Gómez

    A primeira temporada que eu amava, e o segundo ou dizer que fiquei surpreendido, esta série atraó me do início ao fim, não me perder. Miuto bom série!

  • Laura Braga

    Muito amor por essa série, mas vou confessar que não estou ansiosa por uma nova temporada. Essa foi espetacular, acho difícil ser superada. Vocês me fizeram ficar com vontade de assistir de novo…obrigada pelo cast, meninos! S2S2S2

  • Renato Machado

    Concordo onde alguem fala q o cenario é um personagem na série. Mas por favor alguem avisa o Jurandir que Lousiania é um estado e não uma cidade. É um estado relativamente grande quando comparada com alguns estados brasileiros. E o estado não foi destruido pelo Katrina, somente a cidade de New Orleans e algumas pequenas ao redor, que foram atingidas. A série se passa no interior do estado, longe desta area. Os fantasmas do estado estaria pra mim muito mais ligado com a historia violenta do estado, onde foi uma das principais locais de entrada de escravos e imigrantes da america central nos EUA.
    Mas no geral o programa está bem legal, o site no geral parabéns.

  • Alexandre de Paula

    Terminei de assistir True Detective nesse final de semana, e de fato: É FODA DEMAIS!
    Talvez o ritmo incomode algumas pessoas, mas não tem o que falar de mal da história super bem trabalhada e do desenvolvimento dos personagens (que são muito interessantes).

    Não tenho muito o que acrescentar sobre o que vocês já falaram MUITO BEM no programa. Só queria fazer uma citação sobre o debate de luz e escuridão da série…

    Na verdade, não existe escuridão. Como assim? A escuridão não é algo que se pode criar/produzir. Já a luz existe e pode ser criada por partículas e ondas eletromagnéticas. Ou seja, a escuridão nada mais é que a ausência de luz.

    Porque existe a escuridão no mundo, neste caso, na série? Porque as pessoas deixam de produzir, de ser e agir como luz. Se o Marty e o Rust (principalmente) não fossem além para desvendar o caso (produzindo assim luz), a escuridão teria vencido esse caso, pois os homens da seita e o assassino já abandonaram essa luz (e estavam em escuridão).
    Entendo perfeitamente o ponto de vista do Rust sobre a escuridão está vencendo, pois afinal, o que é mais fácil para os Homens: não fazer nada e deixar tudo escuro, ou se esforçar pra acender algum tipo de luz no mundo? Mas ao mesmo tempo, a visão do Marty sobre isso, de que antes era tudo trevas (se referindo a Gênesis 1.2) e agora as coisas estão mudadas, foi muito interessante.
    Gosto muito desse debate e por isso achei o final tão fodástico assim!

    Ótimo cast e realmente essa série merece seu lugar na tábua sagrada do Canal42!

  • Raphael Teodoro

    Demorei para assistir a Série e finalmente vim ouvir o Cast e minha única reclamação a fazer é o modo como usaram o termo “Religioso”! Religião não é algo exclusivo a quem é Cristão, seja ele Católico ou Evangélico! Religioso é que tem fé em algo seja ele Judeu, Budista, Muçulmano, Espírita e afins. E é recorrente essa falha em associar Religioso = Cristão!

    Cast maravilhoso , sou fã do trabalho de vocês e bora ver séries

  • Iuri Matos

    Este é meu episódio favorito do 42, vocês estavam inspirados

  • Jade Ottoni

    Pessoal, parabéns pelo cast. Assisti a série na época mas acabei ouvindo esse podcast essa semana, e Bruno, fantástica sua análise. Não só me deu uma vontade de reassistir a série, como estou providenciando O Rei de Amarelo do Chambers e alguns contos do Lovecraft, pra imegir de vez no universo!

  • Diego C.

    Tô com o Ricardo na avaliação dessa primeira temporada. Entendo o quão bem feita a série é mas por muitas vezes achei ela arrastada e eu não consegui pegar todas as referências.
    A série não deixa de ser excelente, e pra mim ela vale 4.5 estrelas.

  • Marcos Souza

    Baixe o cast do True Detective, ja que não tinha visto, e ouvi a parte sem spoilers, e fui correndo pra ver.

    Acabei de ver o ultimo episódio e, como falaram no Cast (que acabei de ouvir agora haha) fica difícil ver series porcaria, com diálogos ruins…

    Parabéns pelo cast, e por me fazer vivenciar essa experiência que é True Detective!

    Abraço e sucesso!

[contact-form-7 id="78" title="Formulário de contato 1"]
Mostrar
Sumir