C42S01E28_WetHot_Kimmy_capa

28 – Wet Hot American Summer e Unbreakable Kimmy Schmidt

Canal42 28

ESSE PROGRAMA NÃO TEM SPOILERS


Jurandir Filho, Bruno Costa e Ricardo Rente conversaram sobre a primeira temporada dos seriados Wet Hot American Summer e Unbreakable Kimmy Schmidt. Por que não dedicamos um episódio para cada série? Porque queremos falar de mais seriados e como só temos uma edição por semana, muita coisa passaria batido. Faremos mais programas nesse formato e se vocês pedirem edições exclusivas para algumas delas no futuro, aí nós faremos edições analisando melhor. 😀

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Renato Rodrigues

    Justíssimo!

  • Kika

    Li um pouco sobre Unbreakable… na época do lançamento, mas acabei deixando pra lá. Agora com o programa, fiquei muito curiosa! Quero ver.

  • Said Tayar Segundo

    Wet Hot American Summer ou como fazer o Netflix passar a te sugerir merdas como essa

  • Wesley Soares

    Vlw mesmo por falar desse Wet Hot bla bla, tava pensando em assistir haha deixa pra lá agora…
    Assisti Unbreakable Kimmy e achei realmente fantástico. Acho interessante o nome da série, unbreakable = inquebrável Kimmy Schmidt, já diz mto sobre a personagem, ela nunca se abala, nunca abaixa a cabeça e está sempre sorrindo.

  • Francesca Abreu – Manu e Nelle

    não fiquei triste dividir um episódio para duas séries. Tinha parado de assistir por conta da falta de interesse do meu marido e enteado. Agora, vou retornar a assistir.

    • Parado de assistir qual? 😀

      • Francesca Abreu – Manu e Nelle

        U.K.S . nós tinhamos começado a assistir assim que chegou na netflix.

        A sinopse de w.H.A nunca me interessou porque é muito difícil me divertir com comédia desse gênero.

        Mas, ao contrário de vc, juras, eu já curto os filmes do Will Ferrel. Eu gosto dele. auhauhauahauh

        Por conta de vocês do Canal 42 já voltei a assistir U.K.S.

  • Yaggo Poloponeso

    2-pak do canal 42 :v

    • Bruno Costa

      Sobe o som do 2pak! 😉

      • *tupac, mah

        • Bruno Costa

          Ai é cópia do 99, o nosso tem que ser sobe o som do 2pak mesmo!!! uhauhauhauha

          • Yaggo Poloponeso

            cara não manja das referência Jujuradianas :v

  • Kathleen Lanny

    #Chateada
    Nunca consigo entrar no telegram kkkk :'(

    • Bruno Costa

      Deixa seu usuário que eu te incluo lá Kathleen!! 😉

      • Kathleen Lanny

        Opaa!!
        61 81288225
        Obrigado, Bruno 😀

        • Bruno Costa

          Kathleen, deixa seu usuário com @, exemplo @kathleen para inserirmos no Telegram.

          • Kathleen Lanny

            Nossa, desculpa kkkk
            Estava com a cabeça em outra coisa aqui :$
            @kathleenlanny

          • Bruno Costa

            Tranquilo, tá adicionada! 😉

          • Glauber Castelluber

            Bruno, vc pode me add no Telegram tb 😉
            @glaubercast
            tks

          • Agora fiquei curioso com o Telegram add aí Bruno, @WeizRocha

          • Igor Freixo

            me add lá Bruno, @IgorFreixo

      • Kaio

        já que todo mundo tá pedindo nesse aproveita e me add lá bruno, é @kaioliveira o user

      • Igor Freixo

        me adicione lá tb Bruno Costa

    • Kaio

      já que todo mundo tá pedindo nesse aproveita e me add lá bruno, é @kaioliveira

  • Josias Jr.

    O cast veio na hora certa pra mim, eu tinha visto um episódio de Wet Hot (detestei e larguei) e tava pensando em voltar a ver. Mais um ótimo cast e por favor : cast próprio para 2a temporada de Kimmy o/

    • Felipe Romão

      Por favor, um cast inteiro pra Kimmy, eu amei demaaaais!!! kkk

  • Nathalia Hurst

    Gostei muito de Unbreakable Kimmy Schmidt, sempre confio na Tina Fey. O problema é que fiz maratona quando saiu e agora vou ter que esperar muito pela segunda temporada haha.
    Mas vocês já viram a versão sem o songify da entrevista do começo da série, a da abertura? Nela a gente descobre de onde veio o “unbreakable”, eu curti! https://youtu.be/HUk6GmqfqnY

  • Arthur Menassi

    Uma série de comédia que eu to gostando e recomendo é The Last Man On Earth. To achando bem legal.

  • Paula Lucas

    Gente quase fiquei triste em ouvir isso sobre Wet Hot blablabla. O que achei interessante foi a zueira com todos os clichês de filmes adolescentes dos anos 80 e 90 em 8 episódios. A cena em que a mulher coloca um grampo no cabelo e todos ficam “uaau realmente ce parece ter 15 anos” é engraçada justamente porque ela não mudou NADA, exatamente como a Drew Barrymore em “Nunca Fui Beijada”. E o que mais tem são exemplos assim, exagerados. Não achei o nível da série nada comparado com The Office ou Arrested, maaaans, não consigo deixar interessante essa coletânea de situações-comuns de filmes teen. Talvez por ter assistido muito quando mais nova esses filmes possa ter rolado uma conexão maior, não sei. A série tem seu valor (um pouquinho escondido, mas tem).

    Sobre Kimmy, concordo com tudo <3.
    Por favor, nas comédias façam uma de Arrested Development.

    • querida Paula, vc deve ser uma pessoa com um mega bom humor e alegria de viver e isso é louvável pra defender essa bomba de serie com clichês porcamente executados. Más vc é linda a série não 🙂

      • Paula Lucas

        ó num sei se o sr ta sendo ironico mas vo acreditar que não. kkkkkk

        • Bruno Costa

          Jogou foi é uma cantada maneira ai ó! huahuahauhahu

          • Weslley Bispo

            Cantadas everywhere kkk

    • Paula, eu acho muito justo tu curtir a série. Acontece muito isso de gostarmos de algo e é realmente muito paia vê um monte de gente falando mal. Mas fazer o q, né?

      Valeu pelo feedback 😉

      • Paula Lucas

        kkkk, Mas compreendi o que vocês falaram, geralmente nem curto mt besteirol (o âncora nem terminei de ver), mas alguma coisa me fisgou em wet hot! brigada pela resposta fofa, adoro o trabai docês!

    • Eduardo Rodrigues

      ARRESTED DEVELOPMENT POR FAVOR <33333333

    • Diogo Góes Zanetti

      meu sentimento é igual ao Jurandir sobre essa série… pra mim foi uma tortura, se fosse um videogame me senti jogando uma mistura de superman 64 com o ET da Atari (E olha que eu tenho esse cartucho original)

  • Victor Giovanne

    tmb n consigo entrar no telegram. Bruno me add lá tmb @Giovanne_victor

    • Bruno Costa

      Deixa comigo man!

  • Josué Neto

    Só comecei à assistir Kimmy Schmidt por curiosidade depois q vi indicações no Emmy pra ela (posso falar sem nenhuma dúvida todas merecidas), e q grata e ótima surpresa foi essa série, muito boa mesmo. E sim, merecia um programa só pra Kimmy Schmidt…

  • Rodrigo Santos

    Wet Hot American Summer é a prova concreta de que so talentos reunidos sem um boa narrativa atrelada pra fazer exatamente com que as estrelas brilhem não vale nada, série desnecessário que nem merecia ser citada quanto mais dividir um cast com outra serie que a esmaga em todos os sentidos. E kimmy foi uma grata surpresa, serie leve divertida e com personagens carismáticos, excelente serie de comedia.

  • Igor Campelo

    Gente, WRAS é uma paródia daqueles filmes dos anos 80 em que adultos interpretavam jovens. Ali, tudo é exagerado pra chamar a atenção. Não é a toa que o filme, inicialmente, não fez muito sucesso nos EUA, uma vez que o poder de interpretação do americano médio é triste. Agora, de vocês, eu esperava mais.

    • Bruno Costa

      Igor, a gente falou disso no podcast, que era uma homenagem/sátira desses filmes dos anos 80..só que para gente não funciona mais cara, desculpe. Entendo que tenha público para esse tipo de material e muita gente curta a cultura do nonsense pelo nonsense, só acho que nenhum de nós 3 é o público desse tipo de comédia.
      Veja bem, quando você tem materiais que abusam do nonsense com conteúdo (south park, borat e etc) e funcionam, ver uma série como Wet Hot parece uma completa perda de tempo saca?
      Você pode gostar, ninguém vai te condenar por isso, só dissemos que para a nossa equipe – Eu, Ricardo e Juras – não funciona mais esse tipo de humor. Entendemos a proposta, só não gostamos tanto dela.

      • Igor Campelo

        Bruno, mas ainda assim achei que vocês foram muito duros com a série, como se ela não tivesse nenhum mérito. Parece que vocês analisaram como uma série de comédia original, e não como uma sátira.

        E deixa eu perguntar: algum de vocês viu o filme ANTES de ver a série?

        • Bruno Costa

          Ricardo viu, ele fala no cast até.

          • Igor Campelo

            Ele disse que viu o filme, mas não se foi antes do seriado

            Ah, e valeu pelo feedback. Isso torna a experiência do 42 ainda mais impressionante

          • Bruno Costa

            Cara..não sei responder se foi antes não..

  • Michel Melo de Souza

    Fiquei com vontade de assistir Unbreakable Kimmy Schmidt, a única série de comédia que acompanho atualmente é The Big Bang Theory.

    • Bruno Costa

      Michel, vale muito a pena mano…tem momentos fantásticos e bons questionamentos a nossa sociedade e ao machismo de um modo geral. Acho que vc vai curtir.

      • Michel Melo de Souza

        Cambinei com a muiê, vamos começar a assistir essa semana : )

        • Bruno Costa

          Ai sim! Ai sim fomos surpreendidos novamente!!!

  • Caras, vcs vão fazer podcast sobre Heroes? eu to vendo Heroes Reborn, vou dizer a vocês: que merdinha viu?

    Era melhor ter continuado morta.

    Minha sugestão é fazer um episódio de “séries promissoras que viraram um prato da papa azedo” e falar de Heroes (e Heroes reborn) lá.

    • Bruno Costa

      Putz..se falarmos vai ser ano que vem bro, pode ter certeza disso.

    • Heroes merece! Revolucionou 😀

      • concordo. mas infelizmente se perdeu feio. Não é sempre q vejo uma série que com tanto potencial estropiar a própria trama desse jeito.

        (recentemente eu vi isso novamente em Helix, uma série SCI-FI Hard que se perdeu loucamente na segunda temporada).

        e Heroes Reborn não tem motivo de existir, tudo que ela tá contando já está foi contado (ou está sendo contado agora) de forma muito melhor por outras séries baseadas em quadrinho.

      • A propósito, tá assistindo Heroes Reborn?

  • Eduardo Rodrigues

    eu gostei MUITO de Wet Hot American Summer HAHAHAHA e não gostei nada de Unbreakable Kimmy Schmidt (sorry, achei bem forçado). Outra série de comédia que tá com a segunda temporada MUITO boa é The Last Man On Earth!
    BTW Por favor, façam um podcast sobre Fargo! Vai ter segunda temporada agora e é FODA o/

    • Fargo! SIM o/

    • Paula Lucas

      JESUSSS CRISTO, ansiosíssima pra segunda temporada de fargo <3 <3

    • Cassiano Lima

      Fargo é incrível meu camarada.

  • Johnny_Gomes

    curti a referencia a Resident Evil 4!! “Welcome”

  • Rafael Oliveira

    Eu assisti Wet Hot American Summer não vou dizer que foi uma total perda tempo, porque realmente em algumas partes eu dei risada sim, por lembrar de filmes e situações, mas é uma serie que pode ser vista quando vc estiver de boa, com tempo, pra ver se exigir muita coisa, quando a
    Unbreakable Kimmy Schmidt ainda não vi, ouvi falar bem, não iria entrar na minha lista, mas ouvindo o cast vou colocar na mudei parcialmente de ideia, não vai ser minha prioridade, mas esta na minha lista para ver, ainda estou tentando terminar Entourage rs, mas enfim, parabéns pelo ótimo trabalho e continuem nessa ritmo =)

    See you next time Space Cowboys

  • Wesley Melo

    Umbreakable Kimmy foi uma grata susrpresa que o Netflix me deu. Impossível não se apaixonar por aqueles personagens que não destoam de forma alguma. E que atuação da Ellie Kemper… como eu consegui acreditar naquela personagem… naquela inocência e vislumbre que eu poderia dizer que eram reais, e como não falar do TItus e de como eu torci por ele no Emmy. Numa ambientação linda, que até a musica de abertura é boa. Espero ancioso pela 2a temporada.

    Quanto a Wet Hot… sinceramente como eu me senti um retardado assistindo aquela coisa… nos comentários no Banco de Series disseram: “Assista o filme que você achará a série genial…” e isso é verdade porque o filme é um LIXO! Qualquer coisa perto dele vira um Lars von Trier… não vou negar não dei uma risada sequer.. mas mesmo assim não vale a pena e ainda tô no episódio 3 e não planejo seguir adiante. De Wet hot… a única coisa que vale é a trilha sonora que uma ode aos anos 80 e nada mais.
    Enfim, ótimo cast pessoal, continuem me entretendo durante minhas viagens de ônibus semanais ! Abraço.

  • HeroiLegal

    fiquei bastante ofendido com o jurandir filho na primeira parte do programa, só ódio gratuito, totalmente desnecessário… entendo que é uma série pra gente com um gosto especifico mas falaram da série como se fosse uma total perda de tempo que não é.

  • HeroiLegal

    wet hot muito bom, totalmente injusto esse review

  • Gostei do programa, esse formato de duas séries sem spoilers pode ser uma boa para abordar algumas séries.

    O Wet Hot apareceu lá no Netflix e pensei em ver justamente pelo elenco, mas essas notas me desanimaram. hehehehe

    Já a da Kimmy está na minha lista há tempos, agora terei uns dias em casa e tentarei assistir.

  • Milrren Mattar

    Qual é a do Telegram?

    • Bruno Costa

      É o nosso grupo de debate com os ouvintes man! 😉

      • Eu instalei por causa de vocês, agora exijo entrar, abraço.
        HAHAHAHAHAHAHAH

        • Bruno Costa

          Deix ao usuário ai! 😉

        • Heloisa

          Eu também kkkkkkkkkkkkkkk

        • Gustavo Flesch Werneck Passos

          eu tambem…
          Gustavo Flesch
          VLw

  • Cassiano Lima

    Na boa, to afim de ver essas séries não, mas o cast ta massa. Falando em frases ou expressões recorrentes no cast, o Bruno a cada 10 minutos fala “se você parar pra prestar atenção”. #zoeira

  • Gabriela Campos

    Unbreakable me ganhou logo no começo, quando a Jacqueline, que era aeromoça, apresentou a casa para a Kimmy fazendo os movimentos das mãos como as aeromoças sinalizam as saídas de emergência nos voos.
    Depois disso me entreguei total para a série!

  • Olá Meus queridos Bruno / Ricardo / Jurandir

    Eu acredito que tenha visto algo que vocês nao perceberam. Eu, por ter vivido mais tempo nos anos 80 do que a maioria de vocês pude notar algumas coisas interessantes no “Wet Hot American Summer”.

    Muitas das piadas existentes na série são RUINS porque estão reproduzindo as MESMAS piadas realizadas nos anos 80 na TV e nos filmes da época.

    Os problemas com coisas radioativas, repórteres fantasiada de adolescente, agentes do vietnam, bad-boys sensíveis, turma de acampamento rival mauricinho, personagens mudando de ator no meio da série, tudo isso ja foi visto, e por isso que nao achamos graça nenhuma. Porque aquilo é para mostrar como a TV e alguns filmes amadureceram, assim como o público.

    Ao meu ver, tudo retratado lá é uma imensa crítica às gambiarras realizadas na TV, especialmente nos anos 80.

    Claro, a série está longe de ser genial, ou mesmo marcante. Mas mesmo assim é interessante revisitar as “soluções” encontradas por Roteiristas nos anos 80, e hoje são consideradas cretinas.

    Acredito que rever algum capítulo com este espírito, para lembrar como eram mambembes os roteiros de TV, de filmes para adolescente e as “soluções” mágicas é interessante para sabermos quem fez o que.

    Por exemplo : O Bruno criticou a “idéia” da latinha ser um personagem transformado. Mas lembrando que séries como Fringe e Big Bang Teory fez o mesmo com o personagem do Leonard Limoy, cada um à sua maneira. A primeira fez um desenho animado, e a segunda fez um boneco ter a voz dele.

    Claro que são um grande volume de referências à histórias mal contadas, e clichês tão utilizados que hoje parecem ridículos. A série “Jane the Virgin” soube trabalhar melhor com os clichês de maneira cômica e até mesmo o aparecimento do irmão gêmeo malvado aconteceu de forma hilária.

    A série “wet hot american summer” está longe de ser uma série excelente, mas não é a extrema porcaria que vocês a consideraram. Acredito que olhando pelo lado de que é uma crítica bem-humorada à séries mal executadas, com furos no roteiro e etc ela pode parecer interessante.

    Um forte abraço e parabéns pelo trabalho

    Luciano

  • Fala pessoal, ótimo episódio (o que já é “normal”). Fiquei motivado a conhecer essa Unbreakable Kimmy Schmidt. As situações cômicas possíveis parecem ser infinitas! To ainda pra ver a do cavalo antes (a.k.a. Bojack Horseman) hehehe
    Por outro lado, apesar de ter crescido em meios às comédias americanas, Wet Hot American Summer não me cativou. Sei que seria nostálgico, mas não ponto de investir na série.
    Obrigado por mais esse episódio!

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    Ps: não tinha visto, mas vi recentemente o hangout com os a leitura e comentário de feedbacks (inclusive curti a fanpage, pois eu estava “perdendo” hehehe). Obrigado pela consideração 😉

  • Weslley Bispo

    Kkk adorei o programa. Eu “Ricardei” o wet hot no episódio do lixo tóxico kkkkkk. Não dava pra ver aquilo kkkk. Não o assisti o unbreakable. Mas primeira coisa que farei hoje é assistir assim que chegar da faculdade.

    Obrigado pelo programa continuem assim sempre!

  • Marcelo A R Dias

    Zero? Zero? não né Jurandir mas blz gosto é assim, cada um tem o seu.
    Continue com esse ótimo trabalho, um Abraço!

  • Rodrigo Deway Bacelar

    E eu achando que ia rolar cast de Homeland antes da estréia da 5ª temporada. haha

  • Rodrigo Moreira

    Ouvi hoje! Achei que eu era um chatão, velho, “Seu Lunga” por não ter suportado assistir ao primeiro episódio de “Wet Hot What The Fuck”. Quando ouvi vocês… minha vida mudou! Especialmente você, Juras, tô contigo!
    Quanto a Unbreakable Kimmy Schmidt, a série não me ganhou logo de cara e por isso, até dei um tempo. Mas vou retomar!
    Fato interessante é que, apesar de ser uma comédia, Kimmy vive em um futuro distópico para ela, se pensarmos que a personagem passa por um momento inicial de desespero por se ver em um local “normal”, para muitos, e completamente estranho para ela. Nunca pensei que uma distopia poderia ser tão alegre.
    Parabéns pelo Canal 42 que é do canal (que trocadilho imbecil rsrsrs). Abs.

  • Heloisa

    Só não dei 0 pra wet hot whatever pq o Netflix não deixa. Parei de ver no meio do segundo episódio. Unbreakable é muito legal. Gostei do formato 2 por 1 🙂

    • Acho que Wet Hot só vale se você tiver visto o filme antes e tenha algum vínculo emocional com ele.

      Como série standalone não se sustenta mesmo.

  • Vamos lá?

    Wet Hot, pra mim, foi série de ver de uma sentada só. Eu já tinha visto o filme e achei bestão mas bem divertido. Daí tirei uma manhã de sábado e matei em pouco menos de 4 horas; antes da hora do almoço eu já tinha acabado.
    É realmente bem idiota, mas acho que se sustenta pela capacidade de não se levar a sério, pelos nomes se divertindo em cena e pela vibe da série. A trilha sonora é excelente e um espetáculo a parte. Gostei bastante “dentro da proposta”. Nota 5/10.

    Kimmy é bem legal, de fato rica de subtextos e que expõe preconceitos e a superficialidade do dinheiro de uma maneira bem interessante. Muito boa mesmo, deu até vontade de reassistir. 8/10.

  • Quanto à NBC, gente, não necessariamente eles acharam ela merda. Pode ser que não tinha espaço na grade pra uma comédia, pode ser que ela não testou bem com o público do canal, talvez foi um humor muito ácido… É bem mais complexo do que isso.

  • Felipe Romão

    ATENCAO SPOILER
    Kimmy é vida! A minha visão de Kimmy é que ela não é “inocente/bobinha”, e no meu ponto de vista ela não ficou presa num banker 15 anos, tudo isso é uma alusão à mulher atual que ACORDOU/SE LIBERTOU de uma pensamento machista que era o pensamento que a prendia e a fazia acreditar no reverendo, vemos isso claramente no episodio que ela pedala, pois ela percebe que esta entrando em outro ciclo de mentiras e machismo. E a maior confirmação disso é o proprio julgamento, em que ela (e a outra menina que ficou presa) são as únicas que são “iluminadas” com essa nova visão, o que pode vir a ser o próprio “feminismo”. Agora, voltando ao fato de ela ser bobinha, é que a partir do momento que ela “acordou” pra esse novo olhar do mundo em que ela é independente do homem, em que ela pode ser quem ela quiser, etc, ela precisa “aprender” a viver o mundo novamente, tudo se resignifica na cabeça dela. Tanto que, ela passa a serie toda ACORDANDO as pessoas ao seu redor, ajudando cada um a se encontrar, como a Jaqueline, o Titus, a Shan, etc…
    Eu vejo que “ficar presa 15 anos”, “ser que nem criança”, são estrategias da narrativa para expressar essas vertentes.
    🙂

    • Elaine

      Também vi dessa forma depois que assisti e realmente até os “exageros” dela parecem uma forma de “libertação” desse machismo-prisao que ela vive. Série espetacular!!!!

  • Jonas Luis Macedo

    Vcs poderiam der feito um
    da família da pesada ,do penny dreadful, Américan horor history ,the americans e house of cards que merece muito um cast

  • Bruno Costa

    Deixa seu usuário que eu te adiciono Heloisa.

    • Heloisa

      @Heloisalolo. Obrigada 🙂

  • Gustavo Maycá de Souza

    Pessoal, aproveitando o cast de comédias, já comentei com o Ricardo no twitter e queria ver aqui com o Juras, o Bruno e os nobres ouvintes do 42, alguém conhece a série Man Seeking Woman? Queria saber de quem assistiu a primeira temporada, que saiu em 2015, o que acharam? É uma comédia que ri muito mesmo em diversas situações mas ela é bem peculiar, nonsense ao extremo, faz graça com situações completamente absurdas, me lembrou um pouco o estilo de muitos esquetes de Porta do Fundos.

  • Jefther Barbosa

    Como ouço podcasts em parcelas, iniciei o episódio da semana. E quando cheguei em casa tentei ver Wet Hot blablabla. Cara, não consegui passar de 3 minutos. Que negócio disgusting. Mas acho interessante essa proposta de trazer séries que vocês não recomendam. Pois é interessante quando existe crítica e nem todos concordam, pois cada um apresenta seu argumento e bora lá!
    Fiquei muito inclinado a assistir Unbreakable Kimmy Shmidt. Está na minha lista e irei ver com certeza.

    Ótimo programa, continuem com o belo trabalho. Grande abraço.

  • Gustavo

    Pessoal, sobre a Unbreakable Kimmy vocês esqueceram de mencionar que é mais uma série ‘FILHA DE LOST’, uma vez que a Donna Maria Nuñez também finge que não sabe falar inglês, assim como a Sun… 😀

    • Bruno Costa

      hauhauhahuhau boa!!

  • Luciano Valério

    Opa, de volta aos comentários!
    Por algum motivo decidi assistir o filme de Wet Hot antes da série e acho q não cheguei aos 20 min…. Logo, nem gastei tempo com a série!

    Já Kimmy, assisti numa tacada só! Achei demais o formato da série e a forma como as coisas vão se desenvolvendo, e claro, Titus é o melhor…. E já marquei pra assistir novamente!

    Valeu moçada!

  • Rodrigo Deway Bacelar

    Comecei a assistir UKS e apesar de exagerar no besteirol em vários momentos, acho que a série conquista graças ao carisma dos personagens.
    O Tytus é demais. De longe a figura mais engraçada da série.

    3,5 estrelas em 5.

  • Gabriel Guimarães

    fui ricardado do grupo do telegram, na verdade eu desisti a muito tempo, não dá pra acompanhar, não tenho o tempo livre que essa nova geração tem rs.

    Abs.jpg

  • Ronan Barradas

    Concordo que WHAS não é uma série pra ser vista mas confesso que dei risada do hate do Jurandir, ficou total internet mesmo haha. E também gostei bastante da Kimmy Schmidt mas achei que a série demorou pra decolar, achei a primeira metade da temporada bem comum, nada demais mas que cresce bastante quando o foco sai um pouco da Kimmy na cidade grande e passa a ser a Kimmy desatando os nós da libertação.

    Uma curiosidade é que falaram que a NBC ricardou a série quando já tinha seis episódios prontos, os últimos seis episódios já são sob a batuta da Netflix. Podem até reparar na duração dos episódios que muda daí pra frente. Próxima temporada é 100% Netflix e aposto que será ainda melhor.

    Provavelmente todos sabem mas a abertura inspirada no meme do Antoine Dodson eu achei GENIAL, e cola demais na cabeça. Aqui a reportagem original que deu origem https://www.youtube.com/watch?v=EzNhaLUT520 e a música criada através do autotune que viralizou anos atrás https://www.youtube.com/watch?v=hMtZfW2z9dw

  • JéssicaBarboza.Art

    Fui ver a série Unbreakable Kimmy Schmidt e sinceramente minha nota é a máxima, adorei e irei ver novamente, aliás não vejo a hora de ver mais uma vez os episódios! Comecei a rir na abertura da serie, muito divertida, entendi as referências as básicas claro como vocês citaram no cast. Kimmy é encantadora ela anima a gente, algumas coisas são exageradas, mas é isso ai a série nos faz gostar de todos os personagens desde os malucos aos mais carismáticos pois todos acabam tendo um bom background como o Titus! Adorooooo

  • Adriano Alves de Sousa

    Pow, fiquei super curioso pra ver essa WHAS! hahahahahahah
    Adoro essas séries extremamente noSense, tipo IT Crowd, Community, Galavant, Another Period e etc.. Mas vamos ver neh.. vai que é ruim mesmo.

  • Amaro

    Coração peludo do Jurandir com o Wet Hot American Summer hehehe , a série é legal dentro da proposta deles.

  • Lucas Ramos

    Deram mole de falar de Kimmy e não mencionar a melhor abertura da história das séries…

  • Leandro Arriba

    Po Juras eu gosto desse tipo de serie fala assim não parece que você está me chamado de besta porque eu gosto desta serie, as vezes gosto de desligar o cérebro e ver essas coisas poderia ser mais respeitoso pois existem muitas pessoas que gostam se não não existiria series deste tipo , mais o cast foi bom como sempre e Kimy é fantástica mesmo

  • Talisson

    comecei Unbreakable Kimmy Schmidt na sexta.Terminei hj.Mto boa série!!Vlw pela recomendação! Super rápida e gostosa d ver.

  • Eu achei Went Hot American Summer bem interessante, não uma maravilha, mas depois que você pega o espírito da série, então começa a ver que não há apenas as críticas ao clichês cinematográficos. Vejo também como uma justificativa para esse modelo de produção, pois ele só se perpetua devido ao interesse do público. Assim, essa série é mais uma crítica a “América” de um modo geral.

  • Carlos Baptista

    Quanto ao Wet Hot, queria saber se os casters viram o filme antes.

  • James sousa 8

    assistir Unbreakable Kimmy quando vir que o John Hamm iria participar e já emendei na segunda temporada a Tina Fey está otima como psicologa bebada kkkk

[contact-form-7 id="78" title="Formulário de contato 1"]
Mostrar
Sumir