S01E31: Penny Dreadful [Temporadas 1 e 2]

Canal42 S01E31

Jurandir Filho, Bruno Costa e Ricardo Rente conversaram sobre as duas primeiras temporadas de Penny Dreadful. A série é realmente de terror? Eva Green carrega tudo nas costas? Funciona misturar várias histórias clássicas em uma só? Qual o público alvo do seriado?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


TIMELINE DO PODCAST

[Introdução SEM SPOILERS | até 35min20seg]
[Temporadas 1 e 2 COM SPOILERS | a partir de 35min55seg]


TROFÉU 42 2015

[LINK] Vote agora nos melhores de 2015


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Keller Nunes Backes

    Opa ai sim eim! 😀

    • Eu nem julguei nada. Apenas disse que esse modelo de série misturando vários mitos/lendas/histórias não me pega. E não me pegou, até onde vi. Consegui ver muita qualidade em vários aspectos, mas infelizmente não é um gênero que curto ver em séries. :T

  • Samuel Oliveira Costa

    Obrigado por mais um cast sensacional sobre uma série muito querida e filosófica!

  • Mário Motta

    Aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

  • Matheus Santos

    Pq vcs fazem um cast sendo que só um integrante viu a série toda ?

    wtf…

    • Eu poderia ver as duas temporadas completas, que ainda assim minha opinião não iria mudar. Como eu sei disso? Eu me conheço. Não um gênero que eu gosto. Essa misturada de mitos/lendas/histórias me tira da imersão. Por mais que eu tenha achado muita coisa bacana.

      • Matheus Santos

        O problema não foi que vc n tenha gostado da série, eu só queria que mesmo não gostando que vc e o Ricardo pudessem comentar mais mesmo achando ruim,pq teve uma parte do cast q basicamente só o bruno falou ,eu só queria mais comentários de vcs , pq quando todo mundo assistiu tudo rola mais discussão.

  • Talvez depois do Cast eu comece a ver a série.

    • Keller Nunes Backes

      Veja, vale mto a pena 😀

  • Erick Santos Oliveira

    Opa! Vou ouvir agora

  • Parabens pela escolha da série que é sensacional 🙂

  • @ogovernador

    [SPOILERS]

    Gosto bastante de Penny Dreadful e é uma de minhas séries favoritas no momento. Fotografia, elenco, tudo… Uma pena que não tenha funcionado para o Ricardo e o Jurandir, mas faz parte, bola pra frente. The Leftovers e Gotham por exemplo foram duas séries que ricardei por motivos parecidos.

    Alguns pontos sobre a série:

    – Penny Dreadful tem muitas referências, talvez até seja baseado, no filme “A Liga Extraordinária”. Filme horroroso por sinal.

    – No episódio 7 ou 8 da segunda temporada eles revelam que Lúcifer tinha um irmão que foi expulso para Terra, enquanto ele foi para o inferno. O irmão que foi expulso para Terra? Drácula. O “mestre” da primeira temporada.

    – Sou fã das histórias do Lobisomem, das originais, e revelarem que o verdadeiro nome de Ethan é Lawrence Talbot foi uma grata surpresa.

    – Eva Green é espetacular em todos os sentidos. Como Emilia Clark é indicada ao Emmy e ela não, eu não sei.

    Acho a primeira temporada de PD muito boa e a segunda no mesmo nível. O maior problema da segunda foram as bruxas e as sequências de ação como citado. Dorian Grey no primeiro ano era um personagem insuportável (o ator é horrível), e depois teve um bom desenvolvimento (junto com Brona/Lilly) e se credencia para um grande vilão. Mas ainda estou no aguardo de enfim colocarem a figura do Conde Drácula no show.

    Aguardando o cast de Sons of Anarchy e Hannibal 🙂

    Abs a todos!

    • Sulean

      Uma série não funcionar pro Ricardo não surpreende, mas uma não funcionar pro Jurandir ai é inacreditável.

    • Keller Nunes Backes

      Acho meio foda eles ficarem cavando defeito de uma série com 8/10 episódios.
      Cara, a história da Vanessa no passado treinando com a Bruxa é mto foda, e não foi nem mencionado por eles…

      Ricardo mesmo tem que desconsiderar pois não gosta de nada basicamente…

      • @ogovernador

        hahaha

        Aquele episódio flashback da Vanessa com a bruxa é sensacional

        • Keller Nunes Backes

          Foda, é muito mimimi justificando o porque de não gostarem a série.

          Se não gosta então nem faz cast né, fazer podcast pra falar mal… tomara que seja o cast mais comentado kkkk

          • Matheus Santos

            foi um Bruno cast pq só ele falou ,mesmo eu concordando com tudo que ele falou , era melhor nem ter feito pq só 1 viu tudo

          • Aluizio Ribeiro

            Concordo… realmente foi um brunocast…

          • Bom, se nossos argumentos é “mimimi” de fato sua compreensão do papo não irá muito além do óbvio. Faremos programa do que for relevante/interessante e não só do que gostamos. Abs.

          • Ricardo, hoje em dia é “proibido” criticar as coisas que as pessoas gostam, pois logo será acusado de “mimizento”. Paciência! Felizmente, eu e muitas pessoas se motivam para assistir séries com críticas negativas, até por que sou muito desconfiado com as opiniões alheias. Desistir de séries não é pecado como o próprio Bruno falou no programa.

          • @ogovernador

            Eles deveriam pelo menos ter convidado mais gente para o cast, quem viu tudo que nem no TWD. Aí não teria sido só o Bruno.

      • Matheus Santos

        o pior foi q só o Bruno viu toda , se for pra fazer o cast assim era melhor nem fazer

        • jardel

          Exatamente Matheus , fiquei com essa sensação sua , fizeram o podcast meio nas coxas, de 18 episódios , o jurandir viu 4 episódios , ae fica foda analisar a serie , mas paciência né , seria interessante eles fazerem estes podcasts com os 3 ou no minimo 2 tendo assistidos todos os episódios para ficar com uma analise melhor e não barrigar o podcast.

          • Sinto muito que nosso programa e opniões não tenham satisfeito suas expectativas, mas ninguém aqui fez nada “nas coxas”.

        • Rilton Dantas

          Reclamei da mesma coisa, tanto que quando percebi que nao apenas um mas 2 integrantes nao tinham visto a temporada toda eu parei de ouvir…

          • Maria Confort

            Também achei ruim isso daí 🙁
            Penny Dreadful é uma das minhas séries favoritas e é uma Liga Extraordinária que deu muito certo, as atuações são excelentes, a mitologia também. Esse episódio que mostra a história da Vanessa com a bruxa é muito, muito bom! O melhor das temporadas, também fiquei triste por ninguém ter falado nada 🙁

          • Bruno Costa

            Maria, eu falei sobre isso. Achei essa a melhor parte da segunda temporada!

      • Sulean

        Critico de verdade tem que avaliar tudo, um exemplo é o Regis Tadeu que é critico musical, se me lembro bem ele deve ter uns milhares de CDs comprados.

    • Erick Santos Oliveira

      Esperando o Cast de Hannibal tbm

    • Penny Dreadful e a Liga Extraordinária bebem da mesma fonte, que é a literatura de ficção do início do século 20. O Filme da Liga é baseada em um quadrinho de Alan Moore de mesmo título, e não preciso dizer que os quadrinhos são espetacularmente superiores ao filme.

      • @ogovernador

        O que mais estraga o filme são os (de)efeitos especiais

  • Tairon

    Cara, esta série é irada!
    Tem uma leve pitada de terror com um ótimo mundinho.
    Uma das minhas séries preferidas atualmente, que infelizmente (ou não) tem poucos episódios.

  • PKamirski

    Esperando cast de Arquivo X!

    • Sulean

      Vai ser do mesmo nipe do Lost.

    • acho que vai demorar viu?

      muitas temporadas para ver. Mas seria bacana um episódio antes da 10ª temporada.

      @jurandirfilho:disqus e equipe do Canal 42, uma sugestão: Não dá para falar de séries muito longas ou já meio antigas sozinhos, convidem uma galera da fan base para falar nos podcasts de Arquivo X, Doctor Who, Star Trek, etc. Se a gente tiver que esperar todos assistirem os episódios dessas séries esses podcasts só saem depois de 2025.

      • Pois é, mas o povo tem que ser paciente. O podcast tem apenas 31 edições e já querem que a gente tenha falado de todas as séries do planeta. Calma, que vai dar certo. Arquivo X todos os participantes viram. Doctor Who e vi muita coisa. Relaxe, quando formos fazer, a gente chama uma turma batuta. 😉

  • João Roberto

    Eu tinha uma saboneteira na pia do banheiro que as baratas gostavam de ficar embaixo, e quando eu ia lavar a mão e mexia na saboneteira a desgraçada saia num pinote violento que me fazia gelar inteiro viado. Não tenho medo de barata, mas porra, do nada assim é foda macho hahahah.

  • ThePescadorParrudo

    Assisti a primeira temporada por causa da Eva m/ e só agora vou assistir a segunda motivado pelos comentários do Bruno. Valeu 🙂

    • Bruno Costa

      show!! 😉

  • MRibeiro Serviços Digitais

    Para a galera da antiga, o Ricardo é tipo a Aracy de Almeida do show de calouros do Silvio Santos, não gosta de nada… 😛

    • O ouvido seletivo é impressionante

    • Raz

      Aracy de Almeida foi foda huaeHuaHUHAEUehUAHEuahUEHuaHA

  • Filipe Bortoletto

    Uma série interessante para se discutir no 42 seria Salem, achei meio arrastada, mas o tema das bruxas me cativou muito, e creio que quem gosta de um terror meio gore vai adorar.

    • Paulo Roberto Galliac

      Salem. KKKKKK! Por isso crítica essa série.

      http://www.metacritic.com/tv/salem

      • Cara, avaliação do Metacritic não quer dizer nada. Tem muita coisa que críticos adoram e não é lá essas coisas, e tem muita coisa que os críticos odiaram, que é bem bacana.

        • Raz

          Olha como muda as coisas… no cast do interestelar era Deus no céu e o rotten tomatoes na terra pra justificar o 7.
          Rotten é melhor que o imdb pq é feita por pessoas qualificadas pra julgar uma obra… + ou – isso foi dito.
          Agora desconsiderando a critica especializada sr Jurandir Filho? Qual a lógica da vida? auehauehuaheuahuehauhea
          Descosidera Juras eu entendo que cada caso e um caso, é só pra te pertubar 😛
          Abraço

  • jardel

    Achei uma pena esta excelente serie não funcionar pro jurandir que geralmente gosta de tudo , com o ricardo eu até entendo , mas com jurandir eu achei ruim ele não ter gostado , mas é isso ae bola pra frente e que venha a terceira temporada.

  • jardel

    Achei uma pena esta excelente serie não funcionar pro jurandir que geralmente gosta de tudo , com o ricardo eu até entendo , mas com jurandir eu achei ruim ele não ter gostado , mas é isso ae bola pra frente e que venha a terceira temporada.

    • Esse impressão de que eu gosto de tudo tá bem errada. A minha sorte é que aqui no 42 eu tive oportunidade de falar, principalmente, de coisas que gosto muito.

  • Vocês se preocupando com o Tinhoso, enquanto isso a barata voadora já rasteja entre nós.

  • Tinhoso, sete pele, mochila de criança, Canhoto, Pé-Rachado, Capiroto, Exu sem luz, Preula viva, O Chifrudo.

  • Anunciaram o Dr. Jekyll/Mr. Hyde para a terceira temporada (quem sabe, tendo alguma ligação com o Victor).

    Não vejo a hora de incluirem outros personagems da literatura da epoca. Quem sabe até o Alan Quarteman (sendo este também um aventureiro, poderia requisitar a ajuda do Sir Malcolm).

    Eu li recentemente A Ilha do Dr. Moreau, e existe um período de 10 anos que são apenas citados no livro. Isso poderia dar uma excelente deixa para incluí-lo em uma futura temporada, nem que seja como uma ponta.

  • Antonio Pereira

    Monstrinhos…. vamos valar daqueles fantasminhas que ficavam no guarda-roupas e saíam quando apagava a luz do quarto, quando eramos crianças… =D

  • Nunca tive medo da escuridão quando criança.

    Hoje, eu sou o Medo na escuridão.

  • Filipe Bortoletto

    Achei a análise do podcast justa, mostraram o bom e o ruim da série, amo a série, mas ela é meio arrastada mesmo e traz uns episódios com algumas coisas somente jogadas ali.

  • Paulo Roberto Galliac

    Ouvindo agora, mas já decepcionado porque nem todos os participantes não viram a série toda. Broxante! O pessoal do Masmorracast foi que me motivou e fez um podcast melhor. https://masmorracine.wordpress.com/2014/08/15/batendo-papo-na-masmorra-37-penny-dreadful/

    • Justo e que maravilha que existe a internet para as pessoas poderem produzir conteúdo! Mas lá falaram apenas sobre 1 temporada. Se o nosso cast fosse somente sobre a temporada 1, teríamos 2 participantes tendo visto TUDO e eu tendo visto 60%. A média seria melhor. 😀

      • Kyle. 아저씨

        Tu tem resposta pra tudo né Jurandir?! Ninguém gostou, cara. Incrível como o cara não admite que o cast ficou ruim. Não importa se as opniões pessoais foram negativas ou positivas, a questão é que é um saco conversar com alguém sobre um livro sem ela ter lido o mesmo.

        • Cara, faz um exercício pra mim? Olha o teu histórico de comentários em todos os podcasts que tu escuta, tu vai achar um padrão: tu só fala mal de tudo e TODOS os podcasts. Deve ser muito ruim viver assim. Sorry, cara. Tenta divertir um pouco na internet. Abraços.

    • Bruno Costa

      A primeira temporada é “chupeta no mel”, eu adoro a primeira temporada que dois dos 3 viram tudo e ninguém citou isso.
      Sorry bro..

  • Rodrigo Deway Bacelar

    Eu tô tentando gostar dessa série. Assisti 3 episódios e parei.
    Não me empolgou muito. Vamos ver se ouvindo o podcast eu me animo para continuar.

  • Paulo Roberto Galliac

    John Claire/Calibã/ Criatura (mais humana de todas) e Vanessa Ives (Eva Green) tem química ali, quem não viu perdeu. São os melhores personagens. Quem é fã mesmo sabe disso: https://www.youtube.com/watch?v=6zGZGUnADao

    https://www.youtube.com/watch?v=xMnQbcpmUQc

    https://www.youtube.com/watch?v=wXtj65dOZuI

    • Paulo Roberto Galliac

      Os participantes valorizaram mais o FÚTIL sobrenatural e os demais elementos fantásticos que a pegada humana da série. BROXANTE!

      • Paulo Roberto Galliac
      • Cara, chamar fotografia, ambientação, caracterização, atuações, maquiagem e efeitos especiais de FÚTEIS é praticamente jogar a série no lixo. Na boa!

      • Bruno Costa

        Cara, tu realmente ouviu o cast bro? Onde nós valorizamos mais o sobrenatural? Falamos justamente que o chama atenção é essa lupa sobre cada personagem e o deslocamento de cada um deles…

    • Bruno Costa

      Eu falei isso no podcast, não entendi seu ponto…

  • Achei as opiniões do podcast honestas mas ele ficou um pouco aquém do esperado. Talvez o podcast tenha saído cedo, era para ter esperado todos terminarem a série (que nem é grande), ou talvez seja melhor que não tivesse nem saído, já que o Juras nem curte o gênero e parece q cedeu por pressão popular mesmo.

    • Valeu pela mensagem, Marcus.

      Não faria diferença esperar pois não havia interesse de continuar assistindo. Gostaríamos que vocês entendessem que não ver tudo faz parte do review. A falta de interesse em continuar é uma crítica à série.

      E quanto ao Jurandir não curtir o gênero, não vamos fazer programas somente de séries que nós gostamos. Vocês pediram Penny Dreadful, nós assistimos e demos nossa opnião sincera. Essa é a proposta do Canal 42.

      Abraço! 🙂

      • Kyle. 아저씨

        O problema é: Começaram falando da série como se tivessem assistido tudo e depois vem o segundo bloco e “ah, nem vi a primeira temporada”

        Por favor né. Não faz papel de idiota mais não.

        Fala logo no começo que não assistiu e poupa o ouvinte, isso é picaretagem.

      • Aluizio Ribeiro

        Opa, vocês não assistiram. Quem assistiu foi o Bruno. Imagina ter que assistir Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças e não assistir os trinta minutos finais. A análise poderia detonar o filme, mas o final impacta sobre todo o filme. Quem sabe ler metade do livro O Conde de Monte Cristo e fazer uma resenha. Achas que a obra literária será digna da resenha? Não assistiu, convida alguém que tenha assistido ou não faz o cast. Simples…

        • Livro, filme e série são coisas diferentes. Assim como vocês não continuam assistindo algo que não está lhes agradando, nós também não continuamos.

          Não houve falta de respeito com o ouvinte. Falta de respeito seria omitir que abandonamos a série ou que tivéssemos adorado, como muitas fazem. Somos transparente com o ouvinte.

          Quer desconsiderar nossa opnião por conta disso, paciência. Semana que vem tem outro programa.

          Só menos. Bem menos…

          • Aluizio Ribeiro

            Certo, são diferentes, concordo, mas não tem como fazer uma “análise aprofundada” se não teve contato com toda a obra. Não desconsiderei sua opinião, pois ela foi baseada na do Bruno, assim como a minha. Porque vcs não convidaram outros participantes?

          • Bruno Costa

            Pelo simples fato de que existe uma coisa chamada agenda e nem sempre conseguimos conciliar tudo bro. O cara precisa ter um microfone bom, boa conexão, ter visto a série, etc e etc

          • Aluizio Ribeiro

            Blz, entendo, mas então deixa pra outra ocasião.

          • Minha opnião não foi baseada na do Bruno. Nós deixamos pra de fato falar sobre a série na hora da gravação.

            E outra coisa, o fato dos três, mesmo assistindo quantidades diferentes de episódios, terem tido a mesma interpretação e dado a mesma nota, só mostra que “assistir tudo” é um requisito da cabeça de vocês. Como se quem não viu TUUUUDO da série não tem opnião formada ainda sobre ela.

          • Aluizio Ribeiro

            Ricardo não é isso, na página principal do canal42, no link quem somos nós, o site propõe uma “análise aprofundada” sobre as séries, e vc acredita realmente que há como fazer isso vendo metade da obra? Ou 25% dela?

          • Brother, depende do que você considera como “análise aprofundada”. E por isso eu sempre digo no programa que se o cara quiser desconsiderar nossa opnião só pq não vimos tudo tudo tudo, beleza, vá em frente.

            Eu editei esse programa, e sinceramente, pra mim o que falamos foi super adequado. Um papo honesto entre amigos. Se tivéssemos assistido tudo a única coisa que iria mudar é que apontaríamos mais defeitos, como o Bruno fez: e vocês estariam reclamando porquê só falamos mal da série.

            Difícil agradar.

          • Aluizio Ribeiro

            Eu não estou reclamando porque vcs falaram bom ou mal da série, eu estou terminando a primeira temporada e independente da opinião de vcs eu iria assistir tudo. O ponto aqui é outro; na minha humilde opinião não dá pra fazer uma análise aprofundada sobre qualquer coisa, em sua plenitude, se vc não a viu por completo. Exemplo: O Bruno tem embasamento pra fazer uma análise dessas para as 2 temporadas, o Juras para 25% dela e vc apenas para a 1ª temporada. Vc concordou com tudo que o Bruno disse sobre a 2ª temporada e se isso for a sua análise aprofundada, então ok, entendi.

          • Eu não “concordei” com o Bruno sobre a segunda temporada; até pq não tenho como fazer isso sem ter assistido. Eu apenas acompanhei o papo pra dar ritmo ao programa.

          • Lucas Dias

            Olha.. concordo com o Aluizio Ribeiro.. acho que vcs tem direito de dar sua opinião.. assim como nós temos. mas Vcs deveriam assistir td pra opinar.. Pois a proposta de vcs é avaliar e estávamos esperando por isso.. Vcs pelo menos deveriam avisar que não viram todo os episódios no começo do cast.

  • Laura Stefani

    Gosto é igual “toba” pessoas queridas:cada um tem o seu….eu AMO essa série, pra mim ela funciona perfeitamente e a Eva Green está perfeita nessa personagem. Acho uma série lindíssima, que valoriza o lado humano dos monstros e o lado monstruoso da humanidade. Se os senhores não viram o último episódio da segunda temporada, não sabem o que é se debulhar em lágrimas com a conversa do John Claire e da Vanessa…hahauhauhauha.

    • Bruno Costa

      Laura, concordo! Acho essa a melhor passagem da série, ou pelo menos uma das, pena que a segunda temporada se perde na minha opinião…

    • Keller Nunes Backes

      Aquela cena que a Vanessa se não me engano, se imagina junta com o Ethan e com os filhos (tipo no pensamento dela)…nossa, você deve ter chorado tbm kkkk

      • Laura Stefani

        AHHHH não….aquela cena não, Keller. Eu sofri muito mais com a bruxa sendo queimada…pensei nas minhas ancestrais…. 😉

        • Keller Nunes Backes

          kkkkkkk, Muito boa aquela atriz que fez a bruxa mestra da Vanessa (Patti LuPone). Tanto que ela voltará na terceira temp! 😀

  • A falta de um “chefe final” não me incomodou nem um pouco. O formato da série é diferente.

    Cada personagem ali tem sua vida, e em alguns ponto essa vida toca a vida de outros personagens.

    no fim essas linhas acabam se cruzando várias vezes e isso gera situações interessantes, e as vezes isso gera conflito, ou promessa de conflito futuro. Como expectadores onipresentes, vemos os vilões apenas nos pontos de cruzamento, e não vemos o background que vemos nos demais personagens. Mas tudo que precisamos saber sobre os vilões foi mostrado.

    SPOILER DO FIM DA SEGUNDA TEMPORADA

    Como assim o fato de não existir um conflito físico (entendi que sentiram falta disso por não haver uma “transformação” na bruxa líder) seja anti-climax? Os episódios finais da segunda temporada são fantásticos, e Vanessa enfrentou o tinhoso em pessoa. Mas o conflito todo se resolveu todo a partir do dialogo foda, e da força interna/convicções pessoais dos personagens.

    • Bruno Costa

      Tu curtiu o Season Finale da segunda temporada? Eu achei bem anti climático sim…

      • Achei excepcional o embate de Vanessa com o Capiroto na forma de boneco. Assim como Victor e sir Malcolm enfrentando seus próprios demônios. E o sacrifício de Sembene. E a conclusão da Criatura, que percebeu que não poderia fazer parte da humanidade e tão pouco do mundo planejado pelos seus iguais, e resolveu se isolar do mundo. Até mesmo o professor Lyle encontrou forças para enfrentar a situação, em vez de se entregar de vez ao papel que deveria desempenhar.

        No fim toda essa experiência serviu para unir todos os personagens. Na primeira temporada eles tinham uma ligação meramente objetiva, praticamente contratual. Na segunda temporada é uma ligação emocional, e ao fim da segunda temporada essa ligação se solidificou.

        • Bruno Costa

          Eu acho a idéia dessas cenas ótimas, tirando a parte da Vanessa, dentro da casa elas são mal executadas. Totalmente desleixados e como expliquei acima, sem levar em conta os poderes das Bruxas.
          Faltou um melhor desenvolvimento nesse aspecto, assim como na primeira temporada.
          Aliás, eu diria que o confronto com os Vampiros é melhor executado do que com as Bruxas, pois até o fim as criaturas mantém as capacidades que mostraram na temporada.

      • Anti-climático talvez tenha sido a importância que foi dada ao “cão de caça de deus”, e no fim resultou apenas num cara muito peludo correndo por um casarão.

        mas não dá para reduzir o episódio a apenas isso.

        todos os finais do episódio (foram vários, como destaquei no comentario anterior) foram dignos de nota.

        Tem dois monólogos, um de Vanessa e outro de Sir Malcolm, que devem ter sido transcrições de obras literárias, de tão fodas que achei. Vou tentar achá-las e colocar aqui.

        • Bruno Costa

          Eu achei o embate em si totalmente anti -climático, quando elas atacam Vanessa e Chandler no começo da temporada, elas se mostram poderosas enquanto bruxas. No season finale, onde está esse poder? Cadê a capacidade demonstrada lá no primeiro episódio que as colocaria como a grande ameaça? Cadê aquele medo que a Vanessa sentia só de ouvir o nome Bruxa?
          A cena do Sir Marcolm com sua família é bem ruim..aliás, ele ainda precisa ser melhor desenvolvido sobre a questão da áfrica, diz que viu e passou por coisas, ameaça arrancar a cabeça da Bruxa e rir no processo, só que está tudo no campo textual.
          O problema não são os textos, Penny é bem escrito, o problema é a parte da ação física, o confronto que deveria se dar com aquelas criaturas.
          A melhor cena desse tipo foi o monstro de Frankenstein matando seus captores, isso é bem pouco para uma temporada toda.
          “Ah Bruno, o que importa é a parte humana..isso é fútil dentro do contexto todo”, não acho isso, até por que a série desde o primeiro episódio da primeira temporada tem esse elemento de ação muito vivo nela no seu contexto.
          Temos atiradores, caçadores, guerreiros tribais, etc..temos que ter embates físicos mais bem desenvolvidos e vilões melhores trabalhados. A primeira temporada com os Vampiros “npcs” de jogos de Rpg me deixou bem frustrado.
          A segunda temporada, nesse quesito, é ainda pior..as Bruxas que são ditas como ameaçadoras e etc, no fim são bem fracas…fracas a ponto do Sir Lyle subjulgar uma delas atirando e o Sir Malcom idem, com extrema facilidade e nem olhando para ela.
          Esse desbalanceamento me irritou muito..fora que eles invadiram a noite, onde elas ainda são mais poderosas.
          Cadê aquele final com o combate parecido a invasão da casa de Sir Malcom? Ali elas estavam poderosas a ponto de arremessaram personagens e lutarem com 2 ao mesmo tempo com facilidade.

          • E quem disse que precisa de um embate físico? O embate existiu no campo das palavras, e internamente. É onde a série brilha, e é onde deve ficar, para não entrar no terreno traiçoeiro que a separa de uma “A Liga Extraordinária” da vida.

            Dizer que sir Malcolm resolveu o problema trivialmente é subestimar a provação mental que ele e Victor passaram momentos. Não é qualquer um que carrega a culpa de ser o responsável por enterrar toda a família.

            No início as bruxas eram ameaça maior, sim. Toda ameaça é maior quando é desconhecida. Mas tivemos uma temporada inteira pra conhecer as bruxas, e os personagens não adentraram no seu covil sem planejamento ou sem saber o que esperavam. Todos estavam preparados para matar ou morrer.

          • E uma obervação deveras relevante: Nem tudo funciona com ação.

            A prova disso são os dois últimos filmes de monstros clássicos da Universal, Drácula e I, Frankenstein. ambos tem uma pegada de ação e aventura praticamente supeheroística, e ambos não valem o tempo gasto para assisti-los.

            The Wolfman (com Benício del Toro) é um pouquinho melhor e mesmo assim não é grande coisa.

          • Raz

            Eita Bruno, mas a Vanessa passou por uma transformação a temporada inteira.
            Da que sentiu medo no inicio com as bruxas, da confrontação do passado e no fim parar de tentar fingir quem não é e abraçar sua natureza maligna.
            No final nem o próprio demonio podia com ela, como as bruxas iria assustar?
            Quando ela bota a mão na cara do boneco e fala: Conheça seu mestre, pqp cara foi foda demais, ela passou pelo inferno na terra pra assumir seu lugar nas trevas e mesmo assim não perder sua humanidade.
            Isso é um desenvolvimento inacreditavel, a jornada do heroi ao contrario.
            No final ela aceita que esta condenada, mas direciona o poder maligno para o bem, não pq espera a redenção e sim pq simplismente quer fazer algo de bom em um mundo de merda.
            A unica coisa que foi merda mesmo foi o lobisomem.

  • El Luchador

    Quando eu era pequeno, lá por 94-95, meu irmão mais velho me contou uma história que o Ken (sim, do SF) puxava os pés das crianças fracas à noite.

    W
    T
    F

    • Bruno Costa

      hauhauahuahhauhaaha isso é sério?

      • El Luchador

        Sim, cara. HAHAHAHA
        E isso me marcou, tanto que lembro até hoje.
        Não faz sentido algum, mas mesmo assim, nunca consegui desvincular essa história do personagem. Pra mim ele sempre será o puxador de pés.

  • Luciano Naraki

    Quando vi o tema do Canal42 de hj soltei um PUTA QUE PARIU com toda a força do meu ser ….kkkkkk morri!!!!!

  • alvaro caxone

    tambem ricardei essa, nem temrinei a primeira temporada,assisti uns 7 episódios acho. Realmente, a série é belissima, mas eu não conseguia ver pra onde a história ia. O plot da MIna que deveria ser o condutor da historia acabava ficando de lado em função de outras histórias aleatórias. Em séries que possuem temporadas maiores isso até pode funcionar, mas com tão poucos episódios isso acaba ficando sem sentido.

  • Diego Lima

    Fazer um cast sem ter assistido a série toda e ainda criticar é surreal. Eu pulei o cast sobre Fear The Walking Dead justamente porque não vi e nem verei. Se for para fazer o podcast ao menos assistam a série toda.

    • Cara! Concordo totalmente contigo.
      Esse negócio de Especialista em Porra Nenhuma tá foda.

    • Bom, seguindo essa lógica só faremos programa quando a série for concluída, né? Só depois do series finale? Entendi.

      • Diego Lima

        Não, Ricardo. Quando fizeram sobre The Walking Dead, por exemplo, eu gostei muito até do seu ponto de vista, de alguém que são deu sequencia da série. Mas no cast de TWD teve a visão das meninas e dos outros dois integrantes do podcast para contrabalancear. Nesse ficou somente o Bruno defendendo e apontando coisas boas e ruins. Me expressei mal ao comentar “assistam a série toda”, devia ter dito “comentem aquilo ao qual assistiram”.

        • Bruno Costa

          Agora ficou mais coerente bro!

          • Kyle. 아저씨

            Agora que entenderam é só não repetir mais.

    • Bruno Costa

      Diego eu assisti e a segunda temporada e apenas eu critiquei a mesma, onde está a injustiça nesse ponto? A série não prendeu todos os integrantes..faz parte meu velho! 😉

      • Diego Lima

        Recolocando meu ponto, Bruno você assistiu e seu ponto de vista foi bem plausível. Porém, prefiro quando todos comentam tendo assistido, fica uma discussão muito melhor e coerente.

  • Série maravilhosa. Eva Green é monstruosa na atuação. E os diversos personas obscuris são bem interessantes. Não tem como “Ricardar” uma série fodaralhassa dessa.

  • Respeito muito os participantes mas o que foi esses comentarios do tipo não vi e não gostei. E preciso ver a totalidade pra ter uma avaliação justa cara, me desculpem mas foi o cast mais vazio q vcs fizeram.

    • E alguns anteriores estão na mesma pegada…

    • Rodrigo, a gente fez um excelente bloco sem spoilers incentivando os ouvintes a verem a série. Esse é o objetivo desse bloco. Quando a gente dedica um podcast sobre um tema, é porque queremos que as pessoas vejam. Não faz sentido fazer um podcast exclusivo sobre algo só pra falar mal. Falamos muito bem de muitos aspectos de Penny. EU, particularmente, não gosto desse gênero misturado de mitos/lendas/histórias. Por isso a série não me pegou, mesmo reconhecendo muitas coisas positivas.

    • batatao

      Cara, eu entendo seu ponto, mas é meio besteira querer que os caras assistam todos os episódios para dizer se a série é boa ou não. Tem série que simplesmente não gostamos a primeira vista, claro, dá para continuar e talvez no meio da temporada trocar de opinião, mas é uma mera questão de opção, não é obrigação de ninguém. Inclusive um dos méritos de uma série é justamente manter a atenção do telespectador. Temos que aprender a respeitar a opinião alheia, vi o primeiro episódio dessa aclamada Sense 8 por exemplo e achei uma merda, não tenho a menor vontade de continuar. Vamos aprender a respeitar a percepção e opinião alheia, ninguém é obrigado a ver todos os episódios de uma série para dar uma opinião só porque tu gosta dela.

      • Acontece, q a partir do momento q VC tem um site que se prontifica a falar sobre uma determinada serie o mínimo q se espera e q todos os envolvidos tenham assistido a ela ou eu to errado? Por acaso VC consegue falar sobre algo q não viu 100? E em nenhum momento eu fui desrespeitoso com ninguém ou VC TB não leu a mensagem toda?

        • batatao

          Estás completamente errado. É simplesmente absurdo achar que uma pessoa tem que ver todos os episodios de uma série para dar uma opinião sobre, se fosse assim todas as opinioes da série seriam positivas, já que para ver a totalidade de uma série você tem que gostar dela, espertão. Não falei que tu desrespeitou ninguém cara, to dizendo que tens que saber respeitar a opinião daqueles que não tem paciência para ver todos os episódios de uma série para dizer que gostam ou não, simples. O podcast se propoe a apenas conversar sobre a série, é para isso que podcasts servem, cada participante dá sua opinião e considerações sobre algo, o review não é a prioridade. E só para finalizar, meu comentário anterior foi totalmente educado e na boa, disse que até entendia teu ponto, então sem sensibilidade por favor.

          • OK dono da razão, vc sempre vai achar que esta certo mesmo estando errado.

  • Manoel Ortega

    Passando só pra fazer coro… Se for pra fazer de má vontade, sem ter assistido, melhor nem fazer.

    • Bruno Costa

      Sejamos justos, eu assisti a tudo e Ricardo viu a primeira temporada toda, a série não prendeu dois dos 3 integrantes. Isso é ruim? A série apenas não funcionou para todos nós..apenas isso. Caso a gente tenha falado algo de errado, deixa um comentário falando sobre o que você discorda Manoel e vamos trocar idéias bro! Abs 😉

    • Rodrigo Deway Bacelar

      Mais má vontade do que com “Wet Hot American Summer”? Porque essa eles ao menos viram a temporada inteira.

  • Raz

    A primeira temporada de Penny Dreadful é muito boa.
    O episodio da possessão é um dos mais fodas que já vi, só perde pra possessão do ahs asylum.
    A segunda realmente é meio arrastada, me decepcionei com o visual do lobisomem.
    O cara se transforma em um animal selvagem e violento com o cabelinho chupado pra trás? caraca que mancada 😛
    Porem o arco do Frankenstein é muito boa e o dialogo final com a Ives é fantástico.
    O Dorian Grey não disse pra que veio ainda, tá lá papando todo mundo e sem um rumo certo. Talvez na terceira temporada o arco dele seja melhor.

    O Ricardo Hater é café com leite ele debate muito bem, mas no final gosta de quase nada, direito dele como tb é meu direito de nem prestar atenção em suas considerações finais.
    Juras não curte o genero ok.
    Só acho meio estranho somente 1 ter visto inteiro, fica estranha a conversa.

    Vou fazer uma critica positiva ok? Não se ofendam por favor.
    Gente eu sei que vcs querem agradar o seu público, é muito louvável.
    Porém se vcs não tiverem pelo menos a maioria entre vcs tendo assistido a série inteira é melhor não fazer, pq cai demais a qualidade do debate o que é natural.
    Ah, mas a primeira temporada teve 2 que assistiu, ok, mas vcs se comprometeram em fazer 2 temporadas, é praticamente um coito interrompido.
    Por exemplo o Hater estava criticando o Clare e o Bruno lembrou que o arco dele na segunda temporada é fantástico. Está vendo como compromete a conversa?
    Vcs fizeram o episodio pra agradar e acabaram tendo dor mais de cabeça com várias criticas.
    É melhor fazer cast com qualidade. Mesmo que pule séries que é de agrado geral.
    Quando for assim, enfia a serie dos 3 em 1, que não se aprofunda muito nas séries.
    Mais uma vez é somente uma critica positiva, por favor não se ofendam.
    Abraços!

    • Bruno Costa

      Raz, obrigado pela crítica! Sempre serão bem-vindas por aqui. Com relação ao cast, eu acho que é válido vocês saberem quando nós desistimos de séries também. Acho justo com o ouvinte saber a verdade: 2 de 3 não gostaram a ponto de continuar.
      Podíamos ter feito apenas a primeira temporada? Claro que sim. Podíamos ter feito apenas a primeira e todo mundo achar que o Ricardo e Juras iriam acompanhar, nesse ponto preferimos ser verdadeiros com vocês: não iremos fazer mais programas para Penny Dreaful.
      Com relação a trazer pessoas para agregar, o podcast é formado por Bruno, Ricardo e Juras e achamos que dessa forma vocês precisariam da nossa opinião.
      Novamente obrigado pela crítica bro! 😉

      • Raz

        Claro que precisamos da suas opiniões Bruno, por vcs eu assisti o mr robot e achei incrível.
        Chamar um convidado de outros podcast não é crime nenhum, pelo contrario, esses crossovers de podcasts é muito bacana.
        Como teve o Sicas no cast do Demolidor por exemplo.
        Mas pra fazer um cast “aleijado” acho que não é muito jogo entende. É muito mais honesto não fazer ou colocar em 3×1 do que fazer nessas condições.
        Eu entendo que vcs estão se defendendo falando que é natural os participantes não gostarem e abandonar séries, eu concordo com isso.
        Mas pra se fazer um cast com a qualidade é preciso ter a maioria com conhecimento de causa se não fica raso e desnecessário.
        Desculpe Bruno eu entendo que vcs fizeram pra agradar, mas como fã de vcs me sinto na obrigação de tentar avisar que infelizmente falharam miseravelmente.
        É isso, que fique a lição 😀

        Abraço!

        • Bruno Costa

          Abraços mano! 😉

  • Eu até queria continuar a ouvir o cast, mas nem comecei a segunda temporada :'(

    Mas o que mais me divertiu na primeira temporada (que eu matei em 2 dias, hehe) foi que a cada novo personagem eu pensava “caramba, já ouvi esse nome!”. Fora o costume design que tá UM AMOR SÓ com ar vitoriano, frio, sujo e sem saturação.

    Resta ver a segunda agora.

  • Rodrigo Deway Bacelar

    Gente, parem pra pensar. Se formos esperar eles terminarem tudo que já foi lançado de uma série para finalmente comentar, o número de shows abordados no cast será bem limitado.

    Se eles não pretendem continuar com a série, que dêem logo o ponto de vista negativo e partam pra outra.

    Graças ao cast que venci preconceitos contra séries como Agent Carter, que hoje em dia eu adoro.

    Por outro lado detestei a segunda temporada de True Detective, que o Bruno adorou.
    Só por isso vou desconsiderar a opinião dele? Se não fosse pela indicação dele, não teria conhecido Mr. Robot.

    Tem uma galera que precisa aprender a aceitar opinião alheia. Isso faz parte do crescimento pessoal e maturidade.

    • Raz

      A equipe do cast é muito boa, isso é inquestionavel.

      O que pega é fazer um cast sendo que somente 1 assistiu, se for pra fazer assim é melhor não fazer e fazer de outras séries.
      É so isso que tá pegando acho que a maioria que reclamou não é pq o Juras ou o Hater não terem gostado, direito deles, é pq a conversa ficou tão limitada que se tornou dispensavel.
      Acho que é dever do publico do cast sempre se manifestar com educação quando se dá bola fora, assim que se amadurece, errando e aprendendo e não ficar passando a mão na cabeça.
      Abraço!

      • Rodrigo Deway Bacelar

        Acho 100% válido se manifestar com educação. Mas parte dos comentários não está seguindo essa linha.
        No meu entender a maioria escuta o cast para ouvir a opinião deles sobre determinada série e se a o parecer de um dos integrantes foi “não gostei o suficiente para continuar assistindo a temporada por N motivos”, ainda é um ponto de vista válido.
        Não é questão de “passar mão na cabeça”. Apenas estou dando minha opinião de que não me incomodou.

        Abraços.

        • Raz

          Opa não tive intenção de te atacar com o passar a mão na cabeça, desculpa se deu a entender isso.
          Quanto ao povo que perde a linha, eles devem ter olho clinico pra identificar os trolls ou os fãboys.
          Me incomodou esse cast pq foi desnessario, poderia ser de outra série.
          O grande barato do cast pelo menos pra mim é ver eles falando de séries, quer sejam as que eu assisti ou não. Prefiro mil vezes quando é série que não vi, por exemplo assisti mr robot por causa deles e achei foda demais.
          Não é questão de gosta ou não gosta e sim de conteudo pra se passar, seja ele bom ou ruim.
          O que é chato é não passar nada que seja relevante 😛

          • Rodrigo Deway Bacelar

            Tranquilo, mano. Não me senti atacado. 😉
            Abraços!

  • El Luchador

    Não sei porque tanto mimimi.
    Os caras falaram do que viram, e não há nada injusto nisso.
    Até porque é um podcast de opinião e não de reviews.

    Se tivessem só pagando pau pra série, falando bem de tudo, duvido que teria gente falando: “Ah, mas vocês tinham que ter visto tudo pra poder falar bem…”

    MENAS, gente.

  • Kika

    Eu AMO Penny Dreadful! E mesmo achando válido o argumento do Jurandir, de que não é a praia dele, acho que se decidem fazer um programa, então pelo menos vamos colocar um número maior de participantes que assistiram do que pessoas que não viram.
    Ainda mais, de 3 só 1 assistir, não acho legal. Como alguém citou aqui, poderiam ter feito como o programa sobre Daredevil, com convidados.
    Tanta coisa para discutir, que foi deixada de lado. O episódio incrível da Cut Wife, a evolução da Brona/Lily (apesar do Bruno ter falado rapidamente), algumas respostas que ficaram para a próxima temporada.
    Enfim, não me incomodei por não gostarem tanto quanto eu, mas pq faltou discussão. E mesmo não concordando com certos pontos do Bruno, obrigada!

    • Cesar C

      Eles não querem uma equipe maior porque depois vai ter que dividir o Patreon entre mais pessoas…

      Sinceramente, deveriam chamar 2 garotas e deixar a equipe em 5. Todos os podcast do Jurandir parece o clube do bolinha.

    • somethingbrazil

      Tá aí uma sugestão que eu achei ótima e razoável.

      Natural que os 2 não tenham gostado tanto da série e não se interessaram por assistir tudo. Acontece.

      Seria legal, para equilibrar, ter um convidado que assistiu tudo e é fanzaço da série.

      Assim teríamos 2 grupos bem representados. E, por consequência, uma conversa mais rica.

      Acho que isso seria uma abordagem boa para qualquer programa.

  • Érica Tamiris

    Penny Dreadful. Só assisto por 2 atrizes: Eva Green e Bilie Piper. Elas e suas personagens são simplesmente maravilhosas. Eva Green me fez CHORAR no final da segunda temporada, é sério. Embora a primeira temporada tenha sido melhor como um todo, o final da segunda me emocionou… todo mundo se separando… Acho que os personagens realmente me cativaram. Mas o restante dos atores é OK, alguns cresceram mais que outros. Dorian Grey por exemplo é desnecessário… Aquelas bruxas, não via a hora de morrerem, todas!!! Mas eu me importo muito com todos os outros. Concordei com vocês sobre as “barrigas” de roteiro. Concordo que realmente é necessário um vilão forte para a terceira temporada não se arrastar como a segunda… Mas estou ansiosa pela volta da série e da Eva Green encapetada heheheh.
    E….. NIGHTWISH !!!!!!! Dead Boy’s Poem… CHOREI no fim do cast… sem mais! haha

  • Edu Mad-Hatter

    Vocês tem problemas de procurar pessoas para fazerem o cast ou so tem que vocês mesmos? Irrita bastante pessoas que tiveram o tempo e entenderam a serie e ter que ouvir opiniões vazias em todo cast.
    Questão aqui eu não gosto vou parar de ouvir mas sim vocês passaram para o publico um material mais rico do que estas furadas de bola.

  • Aluizio Ribeiro

    Concordo com o Rodrigo Santos, não faz sentido fazer um podcast sobre algo que não se tem conhecimento suficiente para emitir uma opinião aprofundada, (“O Canal42 acompanhará as principais séries da atualidade no final de cada temporada, trazendo análises aprofundadas sobre os temas e estendendo a discussão que os episódios trazem.” – informação retirada do próprio site). O fato de não ter assistido toda a temporada porque “não gostei” ou porque a série “não me pegou” é uma atitude plenamente justificável, o que acho injustificável e até mesmo um desrespeito com o ouvinte é seguir adiante e fazer um podcast sem ter embasamento suficiente sobre o assunto, até mesmo porque o comprometimento do Canal42 é de fazer uma análise aprofundada sobre a série. Um exercício seria refletir o quão aprofundado foi esse podcast. O Canal42 poderia muito bem ter convidado outros participantes para torná-lo mais interessante e assim evitar um podcast de uma única pessoa. Meus parabéns Bruno Costa por seu total respeito com o público que esperava mais do canal. Muito obrigado.

  • Rodrigo Deway Bacelar

    Não quero fazer coro com as críticas, mas acabei de ouvir e foi um dos casts com análises mais rasas que ouvi até agora. Não acho que seja necessário assistir tudo para ter uma opinião, mas sem que mais de uma pessoa tenha embasamento na série as discussões ficam muito fracas. Deveria ter ao menos um convidado para debater a segunda temporada com o Bruno Costa.
    Parabéns ao Bruno pelo comprometimento e por ter tocado o programa praticamente sozinho mais pra frente.

  • Keller Nunes Backes

    Fica complicado você indicar esse podcast para um colega falando da série Penny Dreadful, porque a impressão que dá (para que não conhece) é que é uma série ruim, pela opnião de vocês.

    Ela tem muito mais pontos positivos do que negativos. Não é a toa o tanto de gente comentando aqui a respeito.

    • batatao

      Cara, opinião é opinião. Puta merda. Os caras não gostaram, simples. Independente do cast ser ruim ou não, essa intolerância de vocês quando a opinião dos participantes é negativa em relação a série que vocês gostam é um saco. A mesma coisa aconteceu no podcast do Sense 8 enxeram o saco do Ricardo porque ele não gostou da série e largou. Vocês são chatos demais, isso sim.

    • Rodrigo Deway Bacelar

      Cara, você não gostar do cast é ok, mas os caras tem todo o direito de achar ruim e expressar o ponto de vista deles.
      Quando você diz “pela opinião de vocês” está dizendo o óbvio.

      • Keller Nunes Backes

        A questão é que a opnião daqui do 42, tem mto mais relevância que a minha por exemplo, por ser um site sobre séries e tals (quando digo a indicar essa série a alguem).

        Mas ok, cada um tem o direito de gostar do que quiser né, continuarei escutando outros (até porque o do yuyu hakusho gostei demais!).

        Caprichem no DeathNote 🙂

  • Daniel Souza

    Achei justa e bem maneira a posição de vocês ao dizer que desistiram da série. A galera acha que porque vocês produzem algo que tem OBRIGAÇÃO de ver tudo.

    Não é bem assim, mesmo.

    Mas agora, eu acho que o ponto focal da crítica dos comentários a respeito dessa discrepância é que acabou limitando demais a discussão. Reduziu a conversa sobre a série. Teria sido interessante terem chamado mais alguém que teve interesse em continuar a série pra equilibrar o cast.

    Abraço!

  • Será que um dia sai um podcast no Canal 42 sobre Death Parade? Po daria pra colocar em um 2pac, é só 10 episódios, 20 minutos cada. xD Comecei sem esperar nada da animação, e terminei emocionado com a história.

  • Norberto Silva

    Nunca pensei que uma das minhas séries preferidas fosse dar tanto bafafá… Ainda estou baixando, ou ouvir o cast amanhã, mas já esperava que não fosse uma unanimidade, mas acho que o mais importante é sempre respeitar a opinião alheia… Curto demais Penny Dreadful, mas vou aceitar caso o pessoal do cast não curtir.

  • Gregory Oliveira

    Obrigado pela introdução…. Ainda mais quando se ouve o programa as 2:37 da madrugada…e Ricardo, sei como se sente pelo chucky…boneco do carai kkkkkk

  • Alex Oliveira

    Penny Dreadful foi uma grata surpresa. Comecei a assistir por recomendação de um amigo e os primeiros capítulos foram espetaculares. Depois a série se voltou para uma chatice sem fim, mas mesmo assim assisti toda a primeira temporada. Quando começou a segunda resolvi dar uma chance e por incrível que pareça a segunda é muito melhor. Todos os capítulos confusos que estiveram presentes na primeira temporada deram lugar a uma história concisa e interessante. Sendo assim, o Bruno ainda teve sorte, pois assistiu a temporada que realmente vale. Abraços pessoal e parabéns pelo trabalho.

  • Penny Dreadful é como um bom vinho que você aproveita lentamente, mas sem moderação.

    É a única das séries que acompanho que faço questão de ver duas vezes.

    • Bruno Costa

      Pode ser…vou rever a segunda temporada para ver se ela me convence em uma segunda olhada.
      De primeira não me convenceu não..ainda acho a primeira bem mais interessante.

  • Gharcia

    Importante: Tem MUITA coisa pra ver. Série, livros, games, HQ e, quem sabe, a vida pessoal.
    Eu apoio MUITO o “não vi e não gostei”.
    Depois de 2 décadas consumindo conteúdo, dá pra ver de LONGE que o roteiro não vai levar a nada ou que a premissa é fraca ou o plot não convence.

    Ou sera que tem gente que precisa ouvir a música inteira pra saber que não vai gostar dela?
    Ou será ainda que tem gente que precisa comer o bife de fígado até o final para saber se gosta ou não?

    Sobre o episódio: GENIAL. Eu sou entomófobo e as descrições do que o participante faz com uma barata são de arrepiar. Dá a impressão de ser um papo informal pré episódio, mas ele foi preparado para deixar os ouvintes desconfortáveis com as histórias de medo de insetos ou medo do sobrenatural logo antes da série. Muito bom a condução do Host. Parabéns pela edição, trilha e sonoplastia. Genial.

    Grato por tudo e até breve.

  • Johnny_Gomes

    exp sobrenatural: depois que vi o director’s cut do Exorcista (com as mensagens subliminares), aos 15 anos, fiquei 2 semanas vendo o exu sem luz toda vez que estava no escuro. Trauma pra vida inteira

  • Dii Alves

    Poxa, gente. Tô dividida em minhas opiniões… Bom, como apreciadora de casts e séries, eu entendo a posição de cada um, principalmente do Juras e do Ricardo quanto ao fato de não terminarem a série por “x” motivos. E como fã de PD, eu me sinto um pouco decepcionada por não tratarem da série de uma forma mais completa, não acompanharem até o fim e debater mais e tal. É complicado mesmo ver algo que não nos agrada, mas acredito que os ouvintes, esses que ficaram mais chateados, se decepcionaram (assim como eu) porque quando ouvimos os casts, queremos uma visão geral. Seja da trama, do enredo, dos episódios, das personagens, da narrativa, enfim. E essa visão geral é diretamente afetada se não ouve acompanhamento até o final. E, principalmente, queremos saber sobre isso a partir do ponto de vista de quem viu tudo mesmo, gostando ou não. Sim, a intenção de quem ouve cast é escutar a opinião de alguém que que tenha visto sobre aquilo. “Ah, mas isso nem sempre rola”. Sim, não rola, mas é a verdade, como vcs foram sinceros, eu tbm estou sendo. Lógico que não existe um parâmetro de episódios para definir se a série é boa ou não, isso já foi comentado em vários outros casts, por isso até acho super válido vcs terem deixado bem claro que não levaram adiante pelos motivos de cada um. Deixando “a treta” de lado kkkkkkkk, queria deixar uma opinião sobre essa misturas de personagens. O Frankenstein e o Mostro, por exemplo, não sei se vcs conhecem o romance original, escrito pela Mary Shelley, mas a personagem da série lembra muito o do livro, e eu achei sensacional. Na verdade sou beem suspeita para falar desses personagens, porque eu simplesmente sou apaixonada por literatura, ainda mais as antigas. O figurino, o espaço é tão lindo, como vcs mesmos apontaram, que eu praticamente viajo dentro da história! Chega de tagarelar que meu post já virou uma redação hahah mil beijos e até a próxima! :*

  • Capeitão Caverna

    Vou dar minha última chance na terceira temporada, se não me instigar eu abandono de vez. To assistindo só pela “modinha”.
    Mto bela visualmente, interpretações honestas mas só.

  • Caio Medeiros

    série fantastica, ótimas atuações, produção linda, ambientação d+…uma terror/barra drama que foca em cada personagem de uma forma interessante, como sempre so o bruno é coerente…

  • Alan Zim

    Kkkk eu sinto esse arrepio no banheiro,é muito tenso!

  • roberto tiburcio

    No questionário faltou uma caixa com a sua opinião na ultima pergunta da segunda parte. Quanto ao cast apesar da opinião de vocês sobre a serie ser superficial, uma vez que a maioria não viu a serie e não gosta do tipo de serie, são pertinentes quanto ao roteiro de vilões da segunda temporada, mas num todo a serie é muito boa, melhor que muita serie que vejo. Não costumo ricardar de series, mas de podcast sim! Acho a dinâmica de vcs mediana e que quando ocorrer de só um participante ver a serie, convida alguem que acompanha e entenda um pouco de serie. Garanto que entre os ouvintes de vcs tem podcasters tb que podem ajudar a melhorar o programa. abraços!

  • Michael Bryant

    uma dica, não percam tempo fazendo ep de séries q vcs mesmo n assistiram gastem esse tempo pra fazer um podcast das series q vcs assistiram

  • Matheus isel

    Nightwish num podcast
    Parabéns Jurandir Filho

  • Pedro Franco

    Também sou ouvinte do rapaduracast e 99 vidas, além de assistir o territórionerd, e gosto bastante do trabalho de vocês. Entretanto fiquei bastante frustrado ao ouvir que vocês ao menos se deram o trabalho de assistirem a série (com exceção ao Bruno). Concordo que ninguém é obrigado a assistir o que não gosta, mas vocês, como provedores de conteúdo, ao decidirem fazer um programa analisando a série, em que o subtítulo é “temporada 1 e 2”, assistir os 18 episódios era o mínimo esperado, como forma até de validar a opinião de vocês em relação a série, por mais negativo que fosse o julgamento.

  • Rubens da Cunha

    Meu problema com a série é o ator que faz o Dorian Gray. Tem que suspender muito a descrença para acreditar que ele é assim tão sedutor, apaixonante, que tem esse sex appeal todo, a ponto de pegar meio elenco. Na série, a Vanessa Ives meio que se apaixona por ele. E eu fiquei me perguntando wtf? é um miscasting desgraçado, pois é visível que a Eva Green comeria aquele garoto com torradas no café da manhã…

  • Erick Santos Oliveira

    Vale salientar que a falta de interesse em continuar assistindo pode vir de gosto pessoais tbm, e não somente uma crítica à qualidade da série.

  • João Vivas

    Parece que o programa de Penny Dreadful gerou um debate imenso. Em parte o pessoal está correto em criticar, pois é meio complicado fazer um episódio sem que ao menos a maioria tenha assistido as temporadas a fim de tecer críticas mais aprofundadas. Gostei inclusive da sugestao de alguns ouvintes para que vocês tragam convidados quando o trio principal não tiver em sua maioria assistido tudo ou prevalecer uma opinião negativa. Com relação ao episódio em si, só o escutei até o momento em que vocês encerram a discussão da 1° temporada – pois ainda não terminei a 2° temporada. Em minha opinião estava sendo travada uma boa discussao, mesmo com o Juras e o Ricardo não tendo assistido tudo. Arrisco-me a dizer, inclusive, que compartilho de algumas das opiniões negativas deles sobre a série. Realmente falta um fio condutor maior da trama principal, mas acho que vocês pegaram pesado com Dorian Grey, o melhor personagem na minha opinião de “merda”. Ouso dizer que só continuei vendo a série por causa do Dorian e da Eva Green, ainda que o exorcismo feito pelo pistoleiro tenha me atraído muito pela história dele.

  • @jurandirfilho:disqus já que vc não curte esse lance de misturar monstros, dá uma conferida em The Strain. É uma série bem bacana que mostra um vampiro muito diferente do que é mostrado na cultura pop.

    E tem produção do Guilherme del Toro, dá pra sentir o dedo dele na série (inclusive dá pra perceber que essa ideia do Strigoi tem sido desenvolvida por ele desde Blade 2).

  • Guilherme Ferreira

    Pelos comentários percebo que grande parte da galera não aceita muito bem uma opinião diferente da sua própria. O triste é que isso parece que vem acontecendo bastante em nossa sociedade. Quanto ao cast, só de fazerem um bate papo sobre uma série que gosto muito já é válido, uma vez que a coloca no radar de pessoas que nem sabiam de sua existência. Quanto às reclamações referentes aos integrantes que não viram todos os episódios, acho realmente difícil exigir que os participantes assistam todas as temporadas de todas as séries que serão discutidas, se fosse um programa de um só participante isso seria fundamental, mas como não é… Além do mais , falar em detalhes de todos os episódios é impossível, mesmo para quem viu tudo. Acho que o principal mesmo são as opiniões e, principalmente, algumas curiosidades da série, dos atores, produção , etc.

  • Jessica M V Rebechi

    Eu não curti a série, comecei assistir a primeira temporada e achei muito fraca, nem terminei de ver. Pode ser que mais pra frente eu tente assistir de novo.

  • Olá…

    Ouvi a primeira parte do programa e fiquei muito interessado na série. Quando terminar de assistir, continuo.

    Muito obrigado.

    Um abraço.

  • Ouvi este episódio até o final e finalmente entendi sobre o quê é exatamente esta série. Arrisquei tomar os spoilers e agora vou dar um tempinho, até esquecê-los (minha memória anda mal mesmo e acaba ajudando heheheh) para poder ver a série, já que acho bem interessante o período vitoriano que é o cenário de Penny Dreadful. Adorei as explicações mesmo!

  • Paulo Monroe

    Gosto bastante da série, descobri ele meio que sem querer. Eva Green sensacional, espero que a série continue tão bom quanto está.

  • Amaro

    Essa série é ótima, demora uma meia dúzia de episódios até realmente engrenar é verdade, mas vale a pena.

  • Vinicius Henrique

    Trilha do Death Note no fundo. Foda.

  • Murilo D.

    achei essa série chata e muito arrastada. bem chata mesmo.

  • Victor Mantovani

    Mano na moral, acho Penny Dreadful uma das melhores séries que já vi, a produção e a qualidade da atuação é foda, e me desculpem mas a segunda temporada foi tão boa quanto a primeira, começou meio arrastada mas depois que engatou a história do Verbis Diablo ela deu um salto.

  • Lucas Dias

    Já que vcs podem avaliar uma serie com 2 temporadas sem assistir a tudo.. vou fazer o mesmo e parar de ouvir o cast aos 22min… já que li nos comentários que vcs não se preocuparam em ver tudo. NA minha opinião Parcial.. esse cast não ta legal… “15 min” contando historinhas de baratas no começo do cast já é um ponto pra dizer que essa não é a área de vcs.

  • Danielli Cunha

    gente, estou chorando de rir literalmente e estou nos primeiros 7 minutos.. imagina até o final! kkk

*Campos obrigatórios

Mostrar
Sumir