canal42_header_S02E13

53 – Isso Daria uma Ótima Série | #02

Canal42 53

Jurandir FilhoBruno Costa e Ricardo Rente se colocaram na posição de criadores de séries para impressionar o público e os produtores executivos. Cada um escolheu uma temática/produto, e explicou porque daria muito certo no universo dos seriados. Dessa vez foram 3 mídias diferentes: um livro, um filme e um mangá/anime. E aí, qual você aposta que daria certo?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


PODCASTS RELACIONADOS

Canal42 S01E14: Isso daria uma ótima série | #01
Canal42 S01E35: Death Note [A SÉRIE COMPLETA]


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Vander

    Não está fazendo download no android

    • Bruno Costa

      Conseguiu??

      • Vander

        Sim, estava dando erro para atualizar o feed, mas agora já está normal

  • @ogovernador

    A ideia do Bruno foi incrível. Além de sete temporadas, tem que ter sete episódios por temporada hehehe.

    Novamente vou sugerir uma série de Dragon Age. Além de Eva Green (como Morrigan) acho que o Richard Madden, Robb Stark de GoT, poderia ser o protagonista. Da para estender a história do primeiro game (Origins) e ganhar umas quatro temporadas com isso.

    • Sulean Moura Barros

      Dragon Age poderia ser do terceiro, o primeiro é muito Senhor dos Anéis, muito mesmo. Já o Inquisition tem uma identidade própria. Claro, não que eu reclame de ter Dragon Age, enfim, de Videogame tem muita coisa pra ser adaptada.

      • @ogovernador

        A adaptação do primeiro game poderia também ter todo um clima político, estilo Game of Thrones.

    • Bruno Costa

      Gostei de explorar 7 episódios!! Boa ideia!

      • @ogovernador

        Cada temporada em um lugar diferente, como disse o Jurandir, com protagonistas diferentes, explorando cada pecado… Encomendaria o piloto na hora! hehehe

        • Bruno Costa

          heheheheh

  • Carlos Baptista

    Série dos livros da série Kingkiller seria genial.

  • kevin garvey

    Acho que um spin-off de The Leftovers da HBO funcionando como um prequel, parecido com o Fear The Walking Dead seria sensacional. A minha ideia é que, já que a série se passa dois anos depois do 14 de outubro, a minha ideia seria mostrar os eventos que aconteceram, antes das pessoas desaparecerem. A série começaria no dia 4 de outubro e cada episódio seria um dia até o dia 14, que seria a season finale, onde uma parte do elenco já seria levada. A segunda temporada já começaria no dia 15 de outubro, mostrando como as pessoas estão tentando entender o que aconteceu, procurando respostas e tal e mostrando o que a série tem de melhor, as relações inter-pessoais.

    Canal: HBO
    Elenco: (como é um spin-off, não me atentarei a falar muito de personagens e características)
    Olivia Cooke
    Tatiana Maslany
    Michael B. Jordan
    Steve Yeun
    Aaron Paul
    Gary Oldman
    J.K. Simmons
    Viola Davis

    Produção: Vince Gilligan (pra ligar tudo aos poucos e não deixar nenhum detalhe passar, coisa importante nesse tipo de série)
    Direção

    • Renato Santos

      vixe , leftovers já dá sono com um grande evento, um dramalhão antes do evento , seria melhor do que rivotril hehehe.

    • HUEHUEHUEHUHEUHEUEH

      nah, a parada de leftovers é só o drama que o evento gerou, acho que não tem nada realmente relevante antes da calamidade, ela é o que ela é, e não tem nenhum motivo evidente pra ela ter acontecido

  • Tiago

    Pela descrição de Diário de um Banana, para mim a série se encaixaria em uma Disney Channel do que NBC, pelo fato da Disney fazer séries nesse formato, personagens por volta de 11 a 15 anos (geralmente são 2 ou 3 irmãos nessa idade), com histórias que passam na escola e em casa. E não ser tão adulto como algumas séries Teen da ABC Family e CW. E duração de 22 minutos e no máximo 4 temporadas, e focada mais na comédia, sem ser uma sitcom.

    • Dariel Penha

      Disney só faz sitcom.
      Boa sorte charlie, no ritmo, Mr Young, Sunny, Hannah Montana, zack e cody….

      De que merda vc ta falando????!!!

  • Leonardo Denipoti

    Acho q a q mais poderia dar certo é a do banana! Uma q bastante parecida é a do “todo mundo odeia o Chris!”

  • Cérberus

    Fico muito feliz de ter sido citado no podcast sobre o meu comentário em que falei do seriado do Assassin’s Creed. Isso mostra que vcs do Canal42 dão atenção a seus ouvintes, obrigado por isso e parabéns pelos podcasts, vcs são fodas!

    HITMAN
    Já tinha falado sobre esse seriado no programa anterior, e ainda acho que daria uma ótima série. Como estão fazendo atualmente no game, cada episódio seria uma missão diferente para o agente 47, com alvos e desafios. Porém cada temporada teria a sua história principal, contada aos poucos no contexto de cada assassinato. Seria muito interessante vermos que cada capitulo se passa em um país diferente, em festas, eventos, e etc… as oportunidades para cenários e reviravoltas são infinitas, com a trama principal envolvendo corrupções dentro da empresa em que o protagonista trabalha.

    ELENCO: Agente 47 / Jake Gyllenhaal
    CANAL: Netflix
    PRODUTOR: Vince Gilligan

    EMPEROR OF THORNS
    Uma série que viria para substituir GoF ou rivalizar com a mesma seria a adaptação dessa trilogia de livros escrita por Mark Lawrence. Iria mudar o jeito como assistimos uma história medieval, pois o personagem principal é um adolescente que desistiu de seu trono como rei e se tornou o líder de uma gangue de ladrões em busca de vingança. Jorg, o protagonista, é um anti-herói, e muitas vezes durante a série iria praticar atos que fariam o espectador ter raiva dele, algo que ocorre muito nos livros. Com um universo muito rico, a época em que passa a trama, ao contrário de outras obras de fantasia medieval, é em um futuro da humanidade onde por algum acidente de ”mil sois” fez com que regredisse-mos a uma época medieval novamente. Momentos em que os personagens se deparam com a antiga tecnologia humana, como computadores por exemplo, seriam fantasticos de se assistir na serie. Personagens que primeiramente são fantasticos, na verdade foram humanos vitimas de radiação e etc… seria uma série diferente com tematicas que o público ama. As temporadas teriam 13 episodios de uma hora, cada uma das três adaptando um livro (Prince of Thorns, King of Thorns e Emperor of Thorns)

    ELENCO: apesar dos muitos personagens nos livros, escolhi apenas o protagonista – Jorg Ancrath / Tom Holland – Katherine / Holland Roden
    CANAL: Netflix ou HBO
    PRODUTORES: Steven S. DeKnight e John Logan

    • Bruno Costa

      É nóis meu brother!

  • João Antônio

    Uma das partes que eu mais gosto deste podcast é essa conversa informal do começo. E digo uma coisa: é como se vocês conversassem comigo, porque são coisas que eu penso, mas não tenho com quem discutir. O Ricardo Rente deu a definição perfeita: banda de garagem kkk Alguém passa perto, escuta e começa a curtir.

    Eu sou o ouvinte Old Web, de baixar e colocar no meu mp3 Sony NWZ-B14F, 2GB, porque ouço no ônibus e quando estou correndo. Eu sempre ouço com o play e vou fazer as coisas, mas quando não tenho tempo baixo e ouço depois. Gosto tanto que alguns eu ouço mais de uma vez, por exemplo: ouvi o podcast do Breaking Bad três vezes. O podcast que mais ouvi foi o RapaduraCast 331 – Jukebox Maestro: James Horner: seis vezes e do Rocky Balboa três vezes.

  • Uma pergunta: Por que o site tem dois players?

    • Bruno Costa

      Pq um deles só funciona na versão mobile! ;0

  • Luiz Guilherme Silva

    Melhor série do 42! Simbora ouvir, mas tem Death Note já é bom!

  • As Crônicas do Matador do Rei, daria uma excelente série!!

  • Bruno Machado Ricardo Silva

    Nós como fans vemos algumas séries que amamos sendo adaptadas de forma meia boca e normalmente ficamos furiosos.

    A primeira season do Death Note é perfeita e não mudaria nada da trama, claro que alguns aspectos são muito orientais e poderiam ser facilmente adaptados pro mundo ocidental.

    Shinigami poderia ser um “Anjo da morte” como Samael é descrito na bíblia.

    Death note na CW da forma que o Ricardo falou, me deixou com medo de um segundo “dragon ball evolution”

  • El Luchador

    Bruno, você me deixou triste com sua sugestão de série sobre Seven.

    Triste por saber que nunca acontecerá.
    : (

    • Bruno Costa

      Quem sabe??

    • Felipe Bezerra

      Fiquei com muita vontade de ver isso também…rs

    • Yan Valderlon

      Cara, foi a ideia mais sensacional de série que eu já ouvi. Muito bom a ideia. Espero fortemente que isso aconteça um dia. Inclusive Bruno, como faz pra enviar essas propostas pros produtores? Vale demais a pena, viu!

      • Bruno Costa

        Rapaz…eu não sei como enviaria isso..não faço ideia.

  • Dardano Piranda

    Fala Juras, Ricardo e Bruno. Preciso falar 3 coisas.
    1) Sobre os comentários, infelizmente a tecnologia, se ajuda pela facilidade, atrapalha por outros pontos. Quando vc usa um app, acaba esquecendo o site. Desde qnd baixei o Podcast Addict nunca mais entrei nos sites que ouço.
    2) Não entendo porque até hoje nunca pensaram numa série de Goonies.
    3) Esse ano teremos 50 anos de Jornada nas Estrelas. Caro Jurandir, por que não um crossover de Canal 42 e Rapadura sobre o tema? Juntar o galerão para discutir a série em um capítulo do 42, e fazer a parte 2 discutindo os filmes no Rapadura… Que tal?
    Abraços

  • Filipe Bortoletto

    Explicando porque acesso o site para ouvir… porque eu trabalho o dia inteiro e só ouço podcast no trabalho, em casa eu não vou ouvit podcast eu prefiro assistir series, deixo os podcasts para o trabalho e não vou gastar meus dados de celular para ouvir sendo que posso ouvir de boas pelo navegador

  • Filipe Bortoletto

    Ah e sobre serem poucos podcasts no Brasil e muitos no EUA, prefiro qualidade a quantidade!

  • Alvaro Caxone

    A ideia da série do Death Note é boa, mas não desse jeito… A série podia ser da AMC, com uma pegada série e uma trama fechada compoucos episodios por temporada. A figura do Shinigami poderia ser adaptada para um demonio ou um deus pagão, mas com uma participação suprimida pra manter o tom mais realista.

    • Grillo

      Exatamente. Bruxa e ser na CW não pegaram bem

      • Like a stone[r]

        Nada na cw prestaria.

    • Byzkoitu

      Rapaz, vim aqui pra comentar a mesma coisa hauah mas resolvi pesquisar a palavra “Demonio” antes e vi o seu comentario!
      Penso a mesma coisa!

    • CW não. L sem camisa, teen. Meu Deus

    • HUEHUEHUEHUHEUHEUEH

      shinigami poderia ser adaptado pra um perpétuo, like a sandman kkkkkkkkkk, o livro da morte, poderia ser o objeto que ela condena os personagens e a queda do livro pode ser só uma aposta dela com o destino para ver o que acontece

    • Matheus Ogeny

      No lugar do shinigami pode ser um ceifeiro. Faz bastante jus ao teor que o próprio shinigami dá a série.

  • Renato Santos

    acabei de ouvir o cast e quero dizer que gostei das 3 sugestões. Engraçado que das 3 a q gostei mais é a q eu modificaria. A serie 7 poderia se passar no mesmo tempo da série, como foi o caso de hannibal, poderia focar em como os crimes foram planejados e executados, o jogo de gato e rato mais elaborado, daria mais espaço pra se conhecer o assassino e suas motivações lá das raízes, pq o filme foca nos detetives e os crimes já aconteceram, seria uma série com classificação alta e bem gráfica. acho q seria muito boa assim como foi hannibal.
    Mas o jeito do Bruno ficou óitimo também, incrivel como 7 é tão bom q não importa o tempo q passasse a série ela seria foda.
    Falando sobre o Ricardo, todo mundo fala q ele fala muita merda, mas acho uma série do death note se passando no ocidente poderia ser uma boa, uma nova visão, algo novo pra uma série q é ótima mas que vive do passado. o q foderia seriam as comparações, dos fãs chatos e exigentes, mas veja bem, não seria bom trazer de volta algo q foi bom mas q não tem conteudo novo? e em um novo formato q traria algo diferente do q já foi passado?
    Acho que seria uma boa sim.
    Não comentei sobre o jurandir pq achei muito boa a sugestão dele sim e nao teria o q acrescentar. Talvez se ela fosse uma produção nacional pra realmente remeter ao nosso universo escolar e não o universo americano o qual não sabemos realmente como é.

  • Diego Muratt

    Cade 2 temporada demolidor ?

    • Grillo

      Eita mas o senhor tá bem perdido hein

  • Wilkson Luiz Silva

    A ideia das duas primeiras series são boas , mais a de uma série do Death Note adapdada poderia dar muito certo ou muito errado

  • Lucas Freire

    Acho que uma série adaptando a franquia de jogos Splinter Cell. Cada jogo tem elementos de thriller de ação e uma narrativa que eu acho que poderiam se encaixar bem em algo no estilo Homeland, por isso sugiro ser uma série da Showtime, com cada temporada sendo a caçada do Sam Fisher a um terrorista, culminando com o enredo do último jogo, em que ele tem que caçar o líder de uma grande célula terrorista através dos Estados Unidos enquanto também tenta impedir que ele realize ataques a diversos serviços essenciais para a sociedade americana (telecomunicações, combustível, etc). Quanto ao diretor, acho que o Paul Greengrass poderia usar muito bem o que ele já fez e vai fazer de novo com a franquia Bourne pra criar excelentes cenas de ação e suspense, utilizando não só coreografias de luta e efeitos práticos, mas também algumas trucagens digitais pra representar todos os gadgets que o Sam usa (os óculos de visão noturna, PEMs, drones…). Pro elenco principal, sugiro o seguinte:

    Sam Fisher: Tom Hardy
    Anna “Grim” Grimsdotir: Jessica Chastain
    Irving Lambert: Lawrence Fishburne

    Meu único medo é ficar parecido demais com 24 Horas, mas esse é o meu pitch. O que acham, senhores produtores.

  • Heitor Lyra

    A descrição do diario de um banana bate muito com o Manual de sobrevivencia escolar do Ned (que é bem boa, inclusive)

  • Eu veria todas as séries, mas com um pé atrás em todas hahahaha Mas ta valendo acho que as ideias são boas, só não podem se perder como acontece com muitas séries que começam com uma boa premissa mas depois despencam como The Family.

    Sobre a série do Ricardo, eu acho que seria interessante sim adaptar certas coisas até porque a aparência do Ryuuku seria bastante galhofa para uma série ocidental, porem acho que dar uma motivação para a bruxa seria caído, pois oque é maneiro em Death Note, é que o Ryuuku largou o caderno no mundo humano just for fun, porque ele estava entediado e queria ver aonde isso ia dar. Alias isso é muito interessante até pelo final da história aonde ele tem a última conversa com o Yagami.

    • Pode adaptar, fala que é “anjo da morte”. Assim pode ser interpretado com atores.

  • Sou old school, venho no site, baixo clicando em “salvar link como…” e transfiro o arquivo pro smartphone. Não sou muito do mobile.

    • Kika

      Faço o mesmo. Do jeito que eles falaram, pensei que fosse a única!

    • Faço exatamente a mesma coisa! Gosto de ler o post e ver as imagens e videos relacionados, principalmente no 99 Vidas. E assim também dou um page view para os sites.

    • Jaime – o agente bom de corte

      Dou o play no site, no pc.

    • Não faço isso desde 2014, são muitos podcast ia levar um tempo pra mim. Huauuah

    • Jade Ottoni

      Também faço isso, e ainda baixo pra um pen drive e vou escutando no carro haha

  • Ander Navarro

    Saudações Quarenredoisnianos.

    Fico com a série do Bruno, que ao meu ver, série ótima, equiparando a True Detective tals.

    A muito tempo atrás assisti um filme que até hoje me arrepia da cabeça aos últimos fios da alma, o Efeito Borboleta. Odiei do fundo do meu coração negro quando fizeram as sequencias, acabando com uma ideia que, ao meu ver, era genial. Mas se pudesse apresentar alguma ideia para produção, eu apostaria em uma série desse filme. Manteria a essência principal, a capacidade do protagonista de alterar e consequentemente voltar ao passado. Nessa nova série, conheceremos Chloe, que após sofrer um acidente, descobre que pode viajar entre as realidades, e sempre tem que se adaptar a que está. Mas a “doença” que faz isso a ela, age de uma forma diferente. Chloe é baterista de uma banda de rock em sua atual realidade, e ao ouvir certas músicas, que ativam lembranças em seu cerébro, Chloe viaja a outras realidades. Na trama, a vemos tentar fugir dessa vida, mas o seu talento, unido a banda, se tornam seu único meio de sobrevivência. A serie renderia bons momentos e uma ótima trilha sonora. Poderia ser produzida pela HBO, pelos mesmos produtores de “Six Fix Under”. Para o papel principal escolheria a atriz Ashley Grenne ( A Aparição) . Para o papel de coadjuvante, e seu namorado, Brenton Thwaites (O Sinal), e um elenco nessa faixa de idade para a banda. É isso!!!

  • Punpun

    Gosto da ideia de adaptar death note mas mudar a essência de uma história fechada em algo procedural, é muito ruim, e qual o problema de criar o conceito de algo como o shinigami na cabeça dos americanos? No mais, as outras ideias são razoáveis.

  • Grillo

    Comprei fácil a série do Bruno. A do Jurandir ia ser legalzinha mas, sei lá, já existe Manual de Sobrevivência Escolar do Ned, que pra mim é impecável. Essa do Ricardo aí me deixou desanimado. Pareceu pegar Death Note da forma maravilhosa que é e tentar encaixar ele em uns padrõezinhos chatos ocidentais. Sem Shinigami metade da graça vai embora. Deixa Death Note onde está vai.

  • Marcos Silva

    Tem um mangá/anime q daria uma ótima série, Shingeki no Kyojin.

    • Não teria verba pra fazer os titas, e se fizesse com pouca grana ia ficar muito galhofa. Ah não ser que pegassem o universo e focassem no suspense, um terror meio medieval sem mostrar os titãs em todos os episódios.

      • Renato Santos

        ficaria cansativa e lenta, o anime já é assim e ainda tem os titãs, se tirar as batalhas iria ficar algo lento e sem graça.

        • Dai depende do que se espera, se a proposta for fazer uma série mais focada no terror de estar em um lugar cercado por monstros gigantes, pode ser interessante.

      • Vitor Santos

        Acredite mas depois da primeira temporada os titãs ficam em segundo plano por um bom tempo.

        • To ligado, pra mim perderam a mão.

  • Vitor Santos

    Eu não costumo comentar nos casts antigos porque achava que como são antigos ninguém liga pros comentários sei lá.

    Uma série que eu iria querer ver na HBO dirigida pelo nosso caro amigo Quentin seria um prequel/spin-off de Kill Bill, mais precisamente DVAS, uma série do Deadly Viper Assassination Squad do filme. A série poderia ter a Beatrix como protagonista e mostrar um pouco mais o treinamento deles e as missões ou até mesmo o Bill fundando, sei lá. Seria foda também ver um pouco da rivalidade da Elle com a Beatrix Kiddo ou até entrar em um clássico clichê das amigas/rivais que no final de tudo tem que se matar. Mas o mais legal é que eu mudaria um pouco a história do filme pra poder contar até a morte do Bill, seria algo como a Elle convencendo o Bill a matar a Beatrix no meio de uma missão ai ela indo atrás de vingança depois. Eu não vou fazer igual a vocês e deixar o pé no chão eu vou viajar legal aqui já que essa é a graça da parada e dizer que o elenco perfeito pra essa série seria o elenco do filme só que mais jovem sem tirar nem por. A série poderia também colocar uma originalidade nas armas dos personagens não só na Hattori Hanzo, poderia ser cada personagem com uma arma diferente e única e incrivelmente bom com ela, exceto pela Elle e a Beatrix pra poder ter uma luta tão foda de espadas quanto a do filme.

  • Jardel Alves

    Podcast old school aqui; baixo do site e transfiro pro iPod (é que meu iPod é dos antigos, hahaha). Mas assino o feed no smartphone pra favorecer também.

    Sobre as séries, a indicação do Juras parece ser boa, mas não me pega; mas aí é gosto pessoal, até acho que seria sucesso, só não é pra mim, rs. A série de Death Note acho que não vingaria Ricardo, DN é tá intrínseco com algumas coisas da cultura oriental, que não pegaria em série americana, se mudar o cerne da série (tirar o Shinigami) pra agradar ficaria ruim e mesmo assim acho que o público novo não compraria e quem já é fã muito menos.

    A ideia de Seven eu já comprei, já dá pra produzir? Hahaha. Sou fã de antologias como o Bruno disse ser, e pelo tema do filme (e o filme) em si ser muito bom, acho que sairia algo muito bom.

    Enfim, muito legal ter o programa “de volta” depois dessas últimas semanas de hiato; continuem o bom trabalho galera, tamo junto!

  • Byzkoitu

    Ae galera, falando do youtube dos podcasts brasileiros: http://youtuner.co, conta até com o streaming direto do site.. e o Canal 42 está lá! http://youtuner.co/channel/canal42.tv

  • Paulor1899

    Demora danada pra retornarem….. Ficou em 2 por mês?
    Abraços e parabéns pela qualidade do trabalho.

  • Pedro Sobrinho

    Esse talvez é o podcast com a melhor trilha sonora de todos os que eu ouço. o/

  • Edinho Bianchini

    NAO GOSTEI DA SUA IDEIA RICARDO… CW NÃO TEM NADA A VER COM DEATH NOTE… NUNCA ESTE CANAL IRIA ABORDAR TEMAS FORTES ASSIM

    • Edinho Bianchini

      OUTRA COISA O PLOT MAIS LEGAL DO DEATH NOTE É A CAÇA ENTRE L E LIGHT

  • Laura Stefani

    Eu dou play no site, obrigada Bruno por ser sempre educado com os ouvintes “old school”. É por essas e outras que prestigio seu trabalho.

    • Bruno Costa

      Eu que agradeço pelo carinho!!

  • DJOnizukaBlast

    Das séries abordadas no programa, acho o que renderia mais sucesso seria a versão de Seven

  • Samanta Miranda

    Sobre a sugestão do Ricardo, quem gosta de DN e assistiu o anime ou leu o mangá, acho que não compraria a ideia por já termos o contexto e “feeling” que a animação passa. Mas para nova audiência talvez funcione sim.

    Minha sugestão de série seria sobre Boku ga inai machi. É um anime/mangá que brinca muito bem com viagem no tempo e suas consequências. Apesar de ser bem curto, acho que daria para dividir os arcos em 2 temporadas de 10 episódios. Seria bem curta, mas como não tenho muita criatividade para essas coisas, deixo aqui para o pessoal opinar.

  • Murilo Laredo

    Bruno me fez comprar a série de SEVEN! Show de bola!

  • Raphael Teodoro

    Diário de um Banana com Asa (ex-Futuro-Homem Aranha)

  • Eduardo Rodrigues

    FAÇAM MAIS PROGRAMAS DESSE QUADRO <3
    Desculpem vocês, mas eu tenho a série perfeita na minha cabeça. Na verdade já foi série, de rádio e televisão, mas é beeem antiga.

    MOCHILEIRO DAS GALÁXIAS
    Seria um sonho pra mim. Eu veria fácil. Uma série britânica de cinco temporadas, as três primeiras com a história dos três primeiros livros, as outras duas pra finalizar e tentar consertar os dois últimos que não são tão bons.
    CANAL: Netflix
    SHOWRUNNER: Edgar Wright
    ELENCO:
    Arthur Dent – Simon Pegg (Ele é velho demais?)
    Ford Prefect – Rupert Grint (Rony de Harry Potter)
    Zaphod Beeblebrox – John Barrowman (Capitão Jack Harkness de Doctor Who)
    Trillian – Natalie Dormer (Margaery Tyrell de Game of Thrones)
    Marvin – Benedict Cumberbatch (SIM)
    Narrador – Martin Freeman (fez Arthur no filme)

    • HUEHUEHUEHUHEUHEUEH

      Acho que uma obra do mochileiro das galaxias não é dificil de rolar não cara, como é uma obra britanica, poderia ser feita pela propria bbc, a unica coisa tem que ser vista é com relação aos direitos autorais, não a muito tempo atraz foi feito um filme baseado no livro, isso pode atrapalhar o andamento de criação.

      Mudando de assunto sabe quem seria também um excelente ford prefect? o matt smith, puts, se ele não tivesse gasto a atuação da vida dele em doctor who, ele seria O CARA, o arthur poderia ser aquele cara do discurso do rei, seria sensacional, e pra finalizar a trilian no livro se eu não me engano é descrita como uma moça com traços libaneses, sonhando alto poderia ser a julia roberts, não teria atriz melhor kkk fora isso acho que concordo com você, talvez benedict como zaphod beeblebrox, já que o personagem no livro é egocentrico para um caralho e marvin como já temos a julia roberts poderia ser o tom hanks pra fuder de vez o cache desse cast kkkk

  • Curti as indicações. Na questão do Death Note, poderia funcionar como uma estória baseada na original, como uma extensão. Ao invés de repetir a receita, que já vimos no mangá, no anime, e em alguns live actions, que tal uma série live action mostrando o que aconteceria se o Death Note caísse nas mãos de um ocidental, após os acontecimentos com o Kira? O usuário não teria conhecimento dos deuses da morte, e teria que pesquisar sobre a cultura. Claro, poderia ter uma repercussão negativa, principalmente se for nos EUA, mas poderia funcionar melhor que trocar toda a cultura da trama para algo local. Isso me lembra Power Rangers hehehe

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Paulo Vinicius Machado

    Acho que o que daria uma ótima série, é a série de nome CAOS, ela é ambientalizada no universo do clube da luta, com o seu protagonista um membro do projeto caos, mostrando toda a operação na visão de um soldado, todos os ataques, planejamento, ascensão dentro da equipe, acredito que isso poderia render algo foda! Feita pela netflix (possibilitando assim, episódios mais trabalhados e sem restrições que os canais de tv possam vir a ter.
    Fica ai a minha sugestão, espero que gostem!!

  • Tonhão

    Ricardo Rente indicando CW como casa do Death Note, tá de sacanagem?

    Minha indicação seria uma série da Graphic Novels Marvels do Kurt Busiek com Alex Ross. E como papel de Phil Sheldon seria uma homenagem foda uma interpretação do Stan lee. E com participação de todos os super heróis fazendo pontas assim como o Stan faz nos filmes de super herois, Além da metalinguagem, é uma visão muita humana acerca de um tema tão mitológico e que renderia um produto único e muito empolgante. A emissora nem tem discussão. É Netflix gente. Agora o diretor me foge. Mas acho que seria interessante o Vince Giligan, já q é pra viajar huheushuhes

  • John L. F. Silver

    “A forma correta de ouvir podcast” normalmente é ruim e bugada. Por isso prefiro ouvir no site e ser bonito e charmoso do que “discolado” e se foder.

  • Prefiro ouvir pelo site enquanto vou trabalhando. 😛

  • Iuri Matos

    Especialmente para Ricardo Rente, gostaria de ver uma série sobre a Inês Brasil
    Trama: Inês na Alemanha com seu advogado, Inês no show do MC bin Laden, vários memes e aquele ditado né!
    Canal: Rede tv (ainda existe?)

  • Luis Fernando Mendes

    Ok ok Ok. Eu sei que foi zoeira do Ricardo Ele como fã da série sabe muito bem que NUNCA Death note se encaixaria na CW. Ele so Zoo gente. calma

    Ele sabe que o Shinigamy é um Deus da Morte então em todas as mitologias existem a entidade do Deus dos Mortos. Nesse caso, ao invés de uma Bruxa (calma que sei que foi zoeira e me fez rir) pode ser um ceifeiro. Quanto a história, igual com a original, porem claro com os esterótipos ocidental.

    Light ou Jack seria Evan Peters que vem se tornado quase o queridinho da garotada por conta do Mercurio.

    L seria mesmo Erza Miller ou Richard. osh Brene ( Silicon valley)

    Misa seria Ashley menson ou Jennette McCurdy

    O Ceifeiro tem que ser uma pessoa pra impactar, nos momentos mais sombrios e voce sabe muito bem que Death Note é recheado desses momentos. Na minha opinião seria foda se fosse uma mulher, nesse caso escolheria Helena Bohan carter;

    Soichiro Yagami mas nesse caso Abrahan, seria um pouco dificil. Tem que ser um pouco da cara do personagem principal e nesse caso acho que Tom Sellek seria perfeito.

    A seria passaria claro na AMC, um dos melhores canais de séries e teria em torno de 5 temporadas.

    Diretor – David Fincher com certeza sob produção de Tim Burton ou Guilhermo del Toro

    E ae que tal Ricardo?

    • Bruno Costa

      Curti bem mais!!

  • Henrique Tavares

    Essa ideia do Death Note… jesus. Ela é exatamente como todas as notícias de adaptação ocidental de Akira e Ghost In The Shell (ou mesmo revivals de Exorcista ou MacGyver) que deixam os fãs revoltados. Mas vou admitir que o Ezra encaixou perfeito com o L.

    Sobre baixar podcast manualmente, eu faço isso porque grande maioria dos podcasts que ouço escuto seletivamente, e consigo ter mais noção do que realmente vai estar na minha playlist pra ouvir… A sensação de feirinha de ir nos sites e ir escolhendo o que quero levar é muito boa também, haha

  • Eliabe Neri

    Desculpa galera mas DEATH NOTE já tem mangá,light novels,anime,filmes resumindo o anime,3 filmes live action,um dorama de 12 episódios (é ccomo se fosse uma minissérie pra quem não sabe) ainda vão ter 2 filmes,um americano e um filme japones.
    Sinceramente não vejo MAIS UMA SÉRIE como algo que realmente precisamos,visto que já temos MUITO material…não tem mais o que espremer dessa história.

    abraço.

  • Talles Choji

    Tenho medo do Death Note virando serie americana, Acho que Assassins Creed daria uma ótima serie, cada temporada com um protagonista do jogo, eles podiam desenvolver bem melhor a historia do jogo.

  • Bruno Braz

    Estou escrevendo enquanto vocês falam de Se7en…
    Oque daria uma ótima série… Minha opinião como fã de terror:

    Uma serie de terror, em primeira pessoa, bem no estilo do jogo “Outlast”
    Acho que não seria necessário um grande investimento pra fazer acontecer…
    Poderia ser no estilo de capítulos dos jogos survivor horror, no qual cada “fase” daria um episódio, cada deslocamento do(s) personagem(s).
    O clima em si já seria extremamente misterioso naturalmente.
    Nós, que consumimos terror, temos pequenas chances de apreciar algo realmente bom e, quando conseguimos acaba sendo através de algum filme novo que salva o gênero momentaneamente…
    Então imaginem só, se a cada novo episódio pudéssemos voltar a vivenciar o que só quem é fã de terror sabe? Que delícia! 😀
    Não tenho ideia de qual canal ou produtora poderiam executar o projeto, muito menos de quem seria o protagonista até por que seria em 1° pessoa.
    Uma forma de atrair público seria convidar atores renomados para pequenas participações, principalmente como vilões, ou aqueles personagens que te ajudam de vez em quando…

    Abraço, ótimo cast!
    Bruno Braz – Joinville SC

  • Clinsmann Silva

    Adoro o programa de vocês , sou fã de todos ,gosto do território nerd do Ricardo , e a serie que eu veria com certeza era a 7even , parece ser incrível a ideia. manda uma abraco no proximo podcast,, valeu

  • Alexandre Erédia

    essa serie que o Jurandi falou me lembro da serie onde eu tive o primeiro contato com Mr White(Yeah science beatch!), Malcom in the middle….Gostava demais dessa serie!

  • Dariel Penha

    Pior comparacao falar q Diario de um banana está entre kick ass e batutinhas! Nao tem nada haver com isso!
    Uma boa comparacao seria com a serie “manual escolar do ned”!

    Ah, e esse negocio de dizer q o Greg só se ferra é mentira, já q só acontece coisas ruins com ele PQ ELE QUER!
    Greg já saiu com uma garota do 7 livro, mas a sua arrogância fez ele perder essa garota pro Rowley!
    O greg tbm já ganhou um banco de musculação, mas sua preguiça falou mais alto e ele nem usou aquilo.

    Alias, nao acho o Greg é o herói, ele é um anti heroi egoista e burro.

    Charlie Brown tbm nao seria uma boa comparacao tbm, o Charlie é do “bem”, Minduim nunca fez algo de ruim para os outros, diferente do Heffley.

    Se o Greg pudesse ele pisaria em qualquer um que atrapalhasse seu caminho, se ele tivesse PODER, ele nem seria amigo do Rowley!

    Varias vezes ele fala sobre ser famoso e o Rowley estará segurando a beirada de sua capa!
    E sempre diz que o Rowley nao deveria ter isso ou aquilo antes do que o PROPRIO GREG venha a ter!
    Igual quando o Rowley comecou a namorar, ele reclamou q ele nao esperava q o Rowley namorasse antes dele.

  • Victor Teodoro

    Seven COM CERTEZA eu assistiria, 7 temporadas de 10 ou 8 episódios, assistiria fácil. Acho o filme uma obra de arte! A sinopse que o Bruno fez ficou muito boa também.
    As outras duas não me cativaram tanto, mas encomendaria um piloto e talvez mudasse de opinião.
    A propósito… Excelente cast, parabéns!

  • Cleber Segundo

    sempre baixo o cast pelo “salvar link como…”, mas baixei um aplicativo no androide e vi que atualiza os cast, vou dar uma chance.

    caras, gostei mais do papo inicial sobre o como ouvir o cast do que o conteúdo em si depois.

    Na década de 80 lá para 1987, eu trabalha muito em plantão noturno e ouvia muito as rádios AM, pois tinha programas noturnos muito bons, que falavam de tudo. Quando veio o FM la pela década de 90 o radio deixou de ser algo intimista e voltado ao publico par ser mais sobre só musica e me deixou de certa forma órfão, os programas diminuirão e as noites passaram a ser sem conteúdo.

    Se tivesse o podcast desenvolvido na época eu seria o maior usuário desta mídia, que tem como nos informar no momento que quisermos.

    Gosto muito da tecnologia, por que nos dá liberdade de escolher, o que ouvir, assistir e dar preferencia a nossa “Banda de Garagem” preferida.

  • Cleber Segundo

    gostei mais do diario de um banana, e sim a disney chanel seria melhor escolha.

    minha serie que eu gostaria de produzir, varia de uma animação que foi muito sucesso na década de 60 o Jonny Quest.

    para quem não conhece vai uma pequena apresentação:

    Jonny Quest é uma série de ficção cientifica/aventura sobre um garoto que acompanha seu pai em magníficas aventuras.

    Jonny Quest: Nathan O’Toole (Bjorn garoto de Vikings).
    Dr. Benton Quest: Sean Bean (GoT e Legends).
    Roger “Race” Bannon: Antony Starr (Banshee).
    Hadji Singh: Este teria que procurar uma opção…
    Bandit: é facil um buldog mirim.

    Uma serie de 5 temporadas, com 13 episodios e uma busca por uma relíquia, ou contra uma organização criminosa que queria dominar o mundo, enfim tem muitas possibilidades.

    Não seria uma serie infantil, mais para o lado juvenil adulto em uma emissora aberta como a ABC ou a CBS. mas poderia ser produzida pela Netiflix tambem.

    esta seria minha aposta.

  • San Ramon

    Gostei mais da ideia do Juras.

    Eu gostaria de uma série estilo Battlestar Galactica sobre “A Fundação” do Asimov. Uma das maiores obras de ficção científica/space opera já realizadas e influencia em tudo de Star Wars a Star Trek.

  • Filipe Aguiar

    Pra quem curte ouvir Podcast no PC, eu recomendo fortemente o ShortOrange, um agregador/player nos padrões dos aplicativos móveis, mas pra PC. MUITO BOM.

    https://shortorange.com/player/#!/

  • Acho que essa ideia do Death Note tirando o Shinigami. Não daria muito certo, eles são muitos importantes para a trama toda.

  • Carol Merida

    Sou total old school, gosto de baixar, até porque ouço sempre no trabalho. Não consigo acompanhar por aplicativo.

    Mas sobre as séries, gostei de todas as ideias, acho que diário de um banana seria a que mais poderia dar certo e render mais temporadas. O que me incomodou um pouco foi Death Note, acho que descaracterizou muito a história usando uma bruxa e sendo da CW.
    Que tal de shinigami fosse na verdade, a própria Morte? Afinal, a humanidade anda tão suja, violenta e triste… Poderia ter uma desculpa para isso. A Morte tem um caderno das próximas mortes a realizar, mas teria aquele lance de ter perdido a fé na humanidade, então, com isso ela joga fora seu caderno e ele surge na terra e daí da pra desenvolver o restante da trama numa boa, o Light na verdade conversa com a figura da morte, que pode ser uma figura bem cadavérica mesmo que continua a não dar a mínima para o que acontece no mundo, após tantas atrocidades as quais presenciou.
    Viajei muito? HAHAHAHA

  • A Batalha do Apocalipse. Vale uma série.

  • Gabriel Do Amaral C. de Souza

    Que tal uma série de um garoto banana que encontra um death note deixado por uma bruxa e o utiliza para reproduzir os assassinatos do John Doe? Fuuuusão… HÁ!

    Obs. Alguém mais se matou de rir com a piadinha cretina do Bruno sobre o Gary Oldman? Fantástico!

  • Bruno Kaleo

    Não sei se Death Note daria uma boa série, sempre imaginei como filme. E acho que ia ficar muito bom sendo dirigido pelo Ben Affleck, focando mais no suspense policial.
    Quanto a questão do shinigami, acho que não seria necessário mostra-lo (já que o espectador não toca o caderno), deixando o espectador na dúvida se a existência dele é real ou se é apenas loucura da cabeça do Yagami. Ou ainda, poderia mostrar ele de forma mais sutil, um vulto refletido nos olhos do Light em um close, reflexos em vidros e espelhos, ou mesmo apenas as consequências da presença dele no mundo real, como a famosa maçã flutuando.

  • Guilherme Zandoná

    Preferi a proposta de Seven. 7 temporada de 7 episódios cada, ok, mas ao invés de uma sequência de copycat serial killers, uma seita ou sociedade secreta que assumiria o legado de John Doe cometendo os crimes. Daria para ter uma plot que começa procedural e vai revelando uma trama maior. Bem legal.

    Sobre os comentários, e se tiver um link no comentário do cast que aparece no feed que, ao clicar pelo celular, fosse direto para o formulário. Observem, que embora os ouvintes old school parecem ser menos que os mobiles, eles se manifestaram rapidamente aqui. Isso porque eles não precisam trocar de plataforma para comentar. Na mesma página que baixam o mp3, digitam sua participação. Para os que ouvem por app (eu sou do Podcast Addict) é mais penoso. Como ficaria um link para o formulário de comentários direto do post do feed (assim: http://canal42.tv/s02e13-isso-daria-uma-otima-serie-02/#disqus_thread )?

    • Guilherme Zandoná

      Ah! E eu faria uma série da Miss Marple, personagem dos livros da Agatha Christie, numa pegada bem na onda da série britânica do Sherlock.

  • Anderson Fortunato

    Parabéns pelo site e pelo podcast, estou conhecendo agora e estou gostando muito.

  • Luis Fernando Mendes

    Se liga so, a minha série seria Codinome: Tarantino

    Seria nada mais que uma Biografia não documental sobre Quentin tarantino. Tudo sobre ele, desde como seus pais se conheceram, como foi seu trabalho como balconista de locadora sua faculdade, sua vida social e seus primeiros trabalhos tanto como roteirista até diretor, até a ascensão dos dias de hoje.

    Realmente é dificil escolher um ator parecido com o diretor, se alguem souber por favor compartilhe aki kkkk.

    A série passaria na HBO sob produção de Martin Scorcese e Quentin Tarantino.

  • HUEHUEHUEHUHEUHEUEH

    Pouts, death note não daria certo cara, no fator shinigami é essêncial na série, o proprio universo shinigami, é uma expansão de tudo que existe naquele universo, os shinigamis no death note são algo a mais, são seres como os perpétuos de sandman, eles organizam e ditam o ritmo do mundo, e talvez por ser uma bruxa, um ser tão mundano, que viveu com seres humanos, estragaria esse gancho de expansão do universo, infelizmente acho que death note é uma série que só funciona no raciocinio oriental

  • HUEHUEHUEHUHEUHEUEH

    Minha série > Um reboot da série skins da bbc com personagens novos e com uma dinamica de direção completamente nova, com dramas mais humanos, misturando uma parada meio as vantagens de ser invisivel, com o humor de DOPE, com aquela cara bem nostalgica, deixando um pouco de lado aqueles personagens e tramas malucas caracteristicas da série original.

    O trio principal, que seria o foco da série e que direcionariam a trama, seria aquele mesmo trio do me earl and the dying girl, só que com a menina como a protagonista apaixonada pelo greg, dando uma mesclada com os dramas do earl e do greg, teriam também os outros personagens mais secundarios, que também teriam seus respectivos POVs, explorando o drama comum dos adolescentes, como acontece na sexualidade com o gay de skins, ou como na parte dos estudos com o gaorto indiano, o abandono precoce dos pais do drogadão, pelas merdas que ele faz, etc… .

    Toda a turma começaria já se conhecendo, inclusive essa seria uma das partes essensiais da série, a mitologia por traz daquela relação de união tão grande daquele nucleo, ambientando tudo isso nos becos mais históricos e undergrounds de londres, a série seria uma contrução e desconstrução de personagens junto com uma carta apaixonada a londres, teria entre 2 a 5 temporadas, é bom que seja curta, e seria uma janela da vida dessas pessoas com um começo meio e fim

    O produtor poderia ser o mark webb, que poderia fazer uma colaboração dahora com as bandas e musicos que teriam que estar na série, o diretor piloto e showrunner das primeiras temporadas seria o stephen chbosky, pra fazer aquela construção fantastica de personagens que ele faz em as vantagens de ser invisivel, e depois poderia flipar pro richard linklater ou cameron crowe pra finalizar e dar o ar nostalgico do “o que será daqui pra frente?” a série

    Confesso que não sei em que canal passaria, nunca vi nada parecido na tv, tirando séries sitcons e séries teens, talvez essa série poderia ser da netflix, que investe nesses projetos diferentes e costuma usar ambientes bem globais pra situar as suas séries.

  • Cleber Segundo

    Tambem gosto salvar link, baixo no pc e passo para o celular.Talvez eu seja um dos mais velhos que veem o podcast de vocês, e gostei muito do papo inicial e de como os cast são um importe meio de transmitir conteúdo na internet.

    Fui ouvinte de radio AM na década de 80, e como trabalhava muito em plantão noturno, passava horas ouvindo os programas das rádios locais. Que eram de informações e debates sobre momentos da vida. poderia ser um filme, politica ou uma grande comoção mundial.

    Depois veio o advento da radio FM, e os programas de radio AM, que eram mais intimistas e pessoais foram diminuindo e a FM veio só para trazer musica, ou que delimitou muito a importância do radio.

    Hoje comparo os cast como aqueles programas que nos ajudavam a passar a noite, que eram nossos companheiros de trabalho, espera no trajeto para ir ou vir do trabalho.

    Gosto de vários Podcast, pois os ouço como uma fonte diversão e de ter como ouvir sobre assuntos que em muitos casos não podemos discutir com o vizinho, colega de trabalho ou até mesmo com alguns familiares. Sabemos que os interesses de um não é o de outros, e temos que sair garimpando para encontrar pessoas com o mesmo pensamento.

    Continuem com o ótimo trabalho, pois sei que tem muita dificuldade por ser algo feito por amor ao que se gosta e não por interseres monetários.
    E continuo a ouvir sempre a minha “Banda de Garagem”.

    E achei o papo inicial bem mais interessante até do que o assunto principal do cast.

  • Caique Castelani

    Estou escutando a parte de feedback… mas já tentei dar um feedback para o Jurandir no 99vidas e ele simplesmente cometou… “Não concordo”, fazendo que uma avalanche de fanboy floddar o tópico… Antes de pedir feedback, tem que estar preparado para ouvir. Além do que feedback não é feito para concordar ou não e sim para interiorizar para posteriormente ver se o que foi dito está ok ou não. Por esse motivo, nunca mais escrevi nada.

  • Caique Castelani

    Fiquei com 3 ideias na cabeça:
    1. Goonies: uma avó conta as aventuras dele quando moleque, onde entramos no universo do goonies (sem gps e google maps) onde teria mapa do tesouro, lendas de fantasmas ou casas abandonadas.
    2. Hogwarts: conta a historia dos filhos dos protagonistas do Harry Potter, voltando no universo e suas lendas. Poderia explorar e expandir o universo dos filmes
    3 Entrevista com Vampiro: a entrevista que conta o lado do Lestat logo a pós o termino do filme para o mesmo jornalista , porém iria juntar o passado com o futuro onde o jornalista seria transformado pelo Lestat.

  • Diego Lima

    Ótimo cast, boas séries sairiam das três ideias. Porém na minha opinião a que melhor seria adaptada é a de Seven. Sensacional a proposta do Bruno, a trama que ele imaginou me deixou intrigado e querendo muito que alguém da HBO ouvisse esse cast kkkkkk. A do banana seria legal no estilo Anos Incríveis e eu assistiria com certeza. A que me deixou com o pé atrás foi a do Dead Note, pô o Shinigami não pode ficar fora da trama, mas pensando aqui poderia ser um Anjo da Morte ao invés de uma bruxa, o ocidente aceita muito bem anjos, ou seja, poderia ser uma forma muito boa de substituir apenas o nome Shinigami para anjo da morte que perdeu seu caderno. Valeu caras e continuem com o grande trabalho.

    Ps1: Sou ‘Oldweb’ baixo no site e passo pro smartphone.
    Ps2: Quero um 42 da segunda temporada do Flash com o Siqueira!

  • Capeitão Caverna

    Até meados do ano passado eu era um ouvinte de podcasts que baixava pelo site, arrastava pro meu celular e ouvia no WINAMP… sim, o WINAMP. Até que descobri o maravilhoso Wecast…
    Mas até hj eu tenho Winamp p/ ouvir videos convertidos no youtube p/ mp3, tipo Roda Viva, algum programa da Jovem Pan que não saiu no feed deles ou alguma palestra.

  • Lucas Soares

    Uma serie sobre berserk seria foda

  • Lucas Vinicius

    Ricardo Rente dando uma de Dragon ball evolution pra cima de Death Note.

    O que eu faria é usar a imagem do ceifador ocidental roupa preta cobrindo tudo,uma maquiagem de caveira e uma foice.Sobre o grupo O light(q axo um bom nome pra serie americana so troca o sobrenome) nao precisa esse grupo seria da policia contra ele e convivendo com eles e o pai dele e quando introduzissem o L o bagulho pegaria fogo.acho que uma cantoria com visual gotico tipo Evanescence ou Hipster combinaria sim para a Misa que essa poderia ter outro nome.

  • Marcelo Luiz

    Puxa pelo o que o Juras falou a série do Diário de um Banana lembra muito um desenho animado antigo o Doug. Das séries citadas no programa a que me compro e faria eu assistir sem ver o trailer seria Seven, a ideia de tratar um pecado em cada temporada e o formato True Detective já me chamou a atenção.
    E acho que poderia virar uma ótima série fazer uma inspirada no clássico Indiana Jones, Harrison Ford para fazer as peripécias de indiana mais em seu lugar poderíamos ter porque não Bradley Cooper.
    E outra série que pensei focada no Batman é uma série sobre os vilões do Batman, onde o personagem principal seria o Coringa e mostrasse todo seu ponto de vista, seu dia a dia, o que passa na sua mente seus planos, uma coisa legal se na construção da serie e do personagem acontecesse algo como Walter White que é um vilão que as pessoas gostam.

  • Gilvani Alves

    Logo quando começaram a descrever como seria a serie baseada nos livros de um diário de um banana, eu visualizei de primeira a serie: Todo mundo odeia o Cris, onde acredito que se assemelharia mais. Acredito que seria muito boa a serie.

    Visto que series desse gênero acabam sendo bem aceitas em sua maioria.

  • Não quero uma série do Death Note, principalmente essa ai do Ricardo. A série japonesa já está de bom tamanho xD

  • Diego C.

    Diário de um Banana: Acho que ficaria legal. Consigo visualizar farias séries que se encaixariam nessa ideia, por isso não acho que seria algo tão novo, mas poderia render bem.

    Seven: O filme é foda, e não acho que precise de uma continuação, ainda mais como série. Esse eu passo.

    Death Note: A história é muito boa, e acho que poderia ser feita uma boa adaptação, mas essa descrição do Ricardo… que merda heim? CW? Light lutando contra o criminoso da semana? Bruxa? Inacreditável.

    Na minha opinião, o Juras levou essa.

  • Rodrigo Moreira

    Mais um podcast fantástico. Parabéns!
    Rapaziada, sou muito fã de vocês.
    Se me permitem, gostaria de sugerir uma séria aqui, um spin off de Harry Potter para as “telinhas”.
    E de quem falaríamos? Potter? Hermione? Weasley? Dumbledore? Não… a pegada seria sobre o Lord das trevas, o grandioso Voldemort.
    O nome seria “My name is Tom” (Meu nome é Tom), uma analogia com o fato do nome “Voldemort” ser aquele que “nunca pode ser dito”.
    Eu tenho um grande encantamento pelos vilões, e muito disso se deve ao fato desses personagens passarem por grandes transformações em suas vidas até chegarem a ser quem são. Sejam essas mudanças genéticas, psicológicas, sociais e por aí vai, e muito bacana “acolher” este tipo de situação e dar voz a quem, talvez um dia, não tenha tido a oportunidade/orientação adequada para escolher um caminho melhor (gosto de brincar com situações ambíguas).
    O plot de Voldemort, ou melhor, Tom, é explicado na saga Harry Potter. No entanto, a história dele (para mim) veio como uma manchete de jornal ou um depoimento na polícia, quando “fulano” dá um relato, compartilha a sua visão da história, mas não o todo.
    Por que será que ele foi para o orfanato, verdadeiramente? Será que tem coisa aí? Como eram os seus pais na adolescência? Sofreu bullying em Hogwarts? E quando o período letivo terminava, para onde ele era mandado e o que fazia? Quais sentimentos e emoções afloravam? Apaixonou-se por alguém? Fragmentar a sua alma criando horcrux, seria um modo para aplacar alguma dor?
    Como trata-se de uma desconstrução para construção de um personagem, penso que deva ser um ator desconhecido, alguém que aos poucos possa se estabelecer nas mentes e corações das pessoas, gerando sentimentos duvidosos “Será que gosto dele ou não?”.
    Claro, provavelmente a Warner levaria esse “filé”, mas como seria bom uma produção feita pela Netflix! Eu não sou muito fã das séries da Warner, pois os conflitos de um episódio, na maioria das vezes, são resolvidos no próprio episódio. Deixam ali… uma “pontinha” para resolver a trama principal ao longo da temporada. Se lá, acho que não funcionaria para esta série que demanda acompanhamento e envolvimento emocional, afinal, estamos falando de um vilão que no inconsciente coletivo, não precisaria de “piedade” ou uma nova chance.
    O diretor seria Alfonso Cuarón, que também dirigiu “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban”. A credito que ele daria um clima um tanto quando sombrio para essa história.
    É isso aí! Como diria a minha avó: “Já pensou se passa um anjo e diz amém?” hahaha. Vai que…
    Abração!

  • Vyctoria Pereira

    Pelo jeito que o Juras descreveu a versão dele de um seriado do ‘Diario de um Banana’ me lembrou muito de uma série que eu assistia quando eu era menor chamada ‘Manual de Sobrevivencia Escolar do Ned’. Muito legal a idéia!

  • Paulo Henrique

    Carai Ricardo eu te respeitava mas, depois dessa ideia de m#, nunca mais.E mais… ele mesmo não iria assistir isso até o final porque ele ja é conhecido como “desistente conhecido”, transformar Death Note em uma serie teen na CW, poderia alcançar mais público que não soubesse do que se trata-se mas, iria acabar com a obra original em vários aspectos.

  • Juno Brose

    A Série do Jurandir seria um “Manual de sobrevivência Escolar no Ned”, da Nick. só que atualizado.

  • Augusto Azevedo

    Série do Guia do Mochileiro das Galáxias, na Netflix…

    • Sarah Oliveira

      Quando eu li os livros, só pensava o motivo de não terem feito uma série do Guia do Mochileiro das Galáxias. São 5 livros, 5 temporadas. Já está pronto! É só fazer! Seria excelente!

  • Bruno Trajano

    Sou bem old school! Não costumo comentar, mas estamos ai!
    Sobre a série escolar, é só assistir Nickelodeon gente, ou Disney XD. E a série do Diario do BAnana, já existiu e era O manual de sobrevivencia escolar do Ned!
    Ideia do Seven, foi a melhor estruturada. faz mais sentido!
    Série do Death Note me pareceu uma outra coisa, que foge bastante do original, mas por ser algo muito dificil de adaptar, eis um fato!
    Sobre o que poderia virar série:
    Percy Jackson, obvio! rsk!
    Mas não sei, tem bons animes que poderiam ter uma versão live action muito boa!( olha a dica ai de um episodio mais tematico ainda…

  • Bruno Mael Paulino

    Minha Sugestão de Série:
    Invencível, da Image Comics, escrito pelo Robert Kirkman.

    Canal CBS (FOX como segunda opção)
    13 a 16 episódios por Temporada (ideal)

    Showrunner(s): Robert Kirkman e Greg Berlanti
    (Charlie Huston na reserva)

    Dylan O’Brien como Invencível/Mark Grayson
    Ray Liotta como Omni-Man
    Mary Louise-Parker como Debby Grayson
    Terry O’Quinn como Cecil Stedman
    Molly Quinn como Atom Eve

    O resto do casting não tenho muitas ideias

  • Gabriel Brescia

    Sou um dos “cools” hahahha ouço o podcast através do app Podcast Addict. Sobre qual séria seria a melhor, acho que a do Se7en. A ideia é muito boa.

  • Alan Zim

    Quem ouve o 99vidas,sabe como é ruim quando os caras param de falar do nada e você é obrigado a ver se bugou o áudio kk,neeeeeeeh seu Jurandir?!
    Cara,eu escuto podcast direto no site.

  • Gabriel Marques 007

    O Death Note, o caderno, poderia ser uma Bíblia que foi usada em um exorcismo e ao final do ritual a entidade fica presa no livro; expurgando todas as palavras e matando todos no recinto, ficando o livro com a entidade aprisionada a espera de ser encontrado …

  • Talisson

    Enquanto o Juras falava sobre a série do Diario de um Banana eu fiquei imaginando algo como Todo Mundo Odeia o Chris, só que mais focado no ambiente escolar e menos Sitcom.

  • Gustavo Calastro

    Sei oq é feed, RSS, tenho podcast, mas ainda prefiro entrar no site pra baixar, é meio que um ritual kkkk Escuto podcast desde 2006, e ainda mantenho esse hábito.

  • Gustavo Calastro

    Vaamoosss anaalisar como diz Jurandir Filho. Achei a ideia do Diários de um Banana muito boa, acho que ia ficar tipo um Malcom in the Middle, ou Todo Mundo Odeia o Chris, o livro é divertido demais.
    Uma série do Seven é uma boa ideia, mas tudo isso de temporada? Não ia ser melhor uma séria menor mas densa em cada episódio.
    Já a ideia da adaptação do Death Note, o Ricardo mudou tudo kkkk Tirou todos os elementos que fazem Death Note especial, mas se o Ricardo fosse o dono da empresa e queria fazer de qualquer maneira, eu acho que o Shinigami deveria ser um Demonio, e não uma bruxa, e acho que deveria ter a produção de James Wan, que consegue trazer terror e ao mesmo tempo uma diversão em seus filmes de terror.

  • Gustavo Madeira

    Gostei muito da ideia de vocês. Sou muito fã de Death Note, mas não sei se renderia uma boa série – não por mais de duas temporadas, mais que isso poderia vir a virar embromation demais. E não dá para tirar o shinigami da história… Se for para trazer para os Estados Unidos, seria melhor colocar o início se passando no Japão, lá sendo encontrado o caderno e sendo apresentado um pouco da cultura japonesa.
    Agora, se fosse para botar dinheiro, seria na do Diário de um Banana. Dava para render bons anos, criar um público cativo que cresceria com os personagens.
    Quanto a ideia de série, tenho uma. Seria uma adaptação da novela O Rei do Gado. Obviamente seria bem mais enxuta, sem aqueles vários personagens e núcleos e romanticismos comuns em novelas.
    Daria para abordar a realidade agropecuária do Brasil, a relação política, questão da terra… Além da imigração italiana. A primeira temporada teria vários flashbacks para mostrar como surgiu o ódio entre as famílias Mezenga e Berdinazzi.
    O ideal seria que fosse pela HBO, mas o Netflix poderia vir a fazer um bom trabalho também.
    Grande Abraço

  • Gustavo Mohr

    Anseio por uma adaptação de Battle Royale desde que li o mangá. Não tenho muitas ideias em relação ao elenco mas deveria ter uma pegada pesada, o mais próximo possível do mangá. Creio que a HBO ou a Netflix conseguiriam produzir algo fiel. A série teria duas temporadas, sendo o season finale a morte do Shinji, que é um puta marco na história e se passa por volta do capítulo 55.

  • Guilherme Ongawa

    Rapaz, até arrepiei quando ouvi o Ricardo falando de Death Note e subindo a musica… Desanimei um pouco quando citou bruxa e cw, mas compraria a ideia

  • Thiago Coelho Ferreira

    Nossa, acho que comentei aqui somente nos primeiros 4 casts, faz muito tempo hehehe. Gostei muito do programa pois adoro ficar pensando e imaginando possibilidades. Duas das indicações eu compraria (desculpa Jurandir, não foi dessa vez). Isto exposto segue algumas considerações (deve ser um post longo, espero que leiam :D):
    1 – Seven com certeza do jeito que foi exposto pelo Bruno e consolidado pela equipe, como uma antologia e cada temporada focada em um pecado, eu compraria e veria fácil.
    2 – Sobre Death Note eu mudaria completamente, na verdade nem usaria o nome Death Note, mas me inspiraria na séria (Death Note está no meu top 5 séries, digo séries mesmo, incluindo animes). A minha ideia seria mais ou menos assim:
    O personagem principal encontraria um caderno branco, de capa de couro branca, todo em branco. Mas a partir do momento que ele em contato com o caderno esse sente uma presença quase divina, mas não entende o que é. Leva o caderno para casa, e lá ele percebe a primeira pagina com a seguinte escrita: caderno da luz; ele não entendo que se trata, mas ao se virar encontra um homem vestido todo em terno branco, de pés descalços e sujos, com um sorriso quase angelical ao cumprimenta-lo: “olá fulano (sem criatividade para nomes). Vou me apresentar, sou a Estrela da Manhã, vejo que encontrou meu caderno”.
    Sem entender, mas ao mesmo tempo sem medo, questiona o que faz alí. “Vim brincar um pouco, deixei meu filho tomando conta das coisas e resolvi vir ver como anda o trabalho do altíssimo”. Sem entender questiona novamente o que veio fazer alí. “Sabe o que faz esse caderno? Sabe porque o encontrou? Este caderno pode controlar o desejo das pessoas…”.
    E assim a história de desenvolveria, pois expandiria o poder do anime (matar é um puta poder, mas controlar o desejo das pessoas, pode deixar qualquer um louco) que já é excelente e acredito que não se deve mexer no anime Death Note. O objeto poderia variar, como um anel, uma caneta, qualquer coisa que possa simbolizar poder, conhecimento. Imaginei um caderno em branco pois como se fala que o poder corrompe as pessoas, a partir do momento que a pessoa iria se corrompendo (estilo Breaking Bad ou mesmo Death Note) o caderno iria se escurecendo e se tornando o caderno das sombras (mudando até o nome futuramente, matando seu usuário que possa se purificar novamente e se tornar branco). Claramente a história tem mais vínculo com a história ocidental pelos ícones religiosos mais conhecidos, como a Estrela da Manhã (referência Lúcifer), Altíssimo (referente a Deus), ia ser bem polêmico.
    Por ter um tom mais pesado e acho que não daria longas temporadas, e como também sou fan do streaming (leia Netflix), acho que seria uma série ideal para ser produzida pela Netflix. O que acham? Espero que tenham gostado,
    3 – Último ponto, juro que está acabando, agora é a minha sugestão. Como sou fan de games também, acharia um anime feito do jogo Chrono Trigger sensacional! Lógico que o melhor desenho deveria ser feito pelo Akira Toriama (com os traços de Dragon Ball Z, não o que estão fazendo com Super), mas caso não pudesse ser feito por ele, pegar a história e dar nas mãos da Madhouse (estúdio que produziu Death Note, Animatrix, Trigun, Batman: Gotham Knight, One Punch Man entre outras ótimas obras) ou a A-1 Pictures (estúdio que produz obras como Fairy Tale, The Seven Deadly Sins e Sword Art Online, sendo estes dois último vale MUITO um cast, e One Punch Man também). Para encaixar esse anime deveriam ser temporadas curtas de no máximo 6 episódios, onde cada temporada se passasse num período. O piloto seria na feira do início do jogo, terminando com os nossos heróis entrando no portal para salvar a Marly. A primeira temporada (tirando o primeiro episódio), teria foco na geração anterior do mundo, focando no sequestro da princesa, como no jogo. A segunda temporada seria no futuro, onde encontram o Robo e descobrem um pouco da história da destruição do mundo que foi causada por uma mago maligno chamado Magus que fez “chover fogo pelo céu e convocou uma criatura maligna”. A terceira seria na pré história. A quarta voltariam para 600 AD (como chamam no jogo), no período da geração anterior da família de Marly, e transita também com o presente, onde encontram Magus e descobrem a história de Lavos, onde finalmente pode ser ter o desfecho da história. Não sei de dubladores, mas a Lucca com certeza seria a Tania Gaidarji (dubladora da Bulma), e quem sabe botar a voz do Goku no Crono? Acho que a voz do Magus seria excelente com o Marcio Simões (dublador do coringa nos jogos e últimos filmes, e também do gênio em Aladdin), pois ele sabe dar um tom sério e louco nas dublagens.
    Estou escutando os podcast com atraso, mas esse eu não poderia deixar de comentar pois me empolguei muito! (espero que leiam o que escrevi :P)
    Bom, até mais, gostei muito mesmo desse programa e continuem o ótimo trabalho!

  • Gabriel Dantas

    #souOldSchool, uso o player do site e fico jogando ou acessando minhas redes sociais.

    Faço isso praticamente desde a 1 edição *-*.

    Sobre o cast, eu concordo principalmente com Diario de um Banana, acho o formato do livro bastante prático de se adaptar. Seria um programa de comédia muito interessante.

    Já Death Note, eu entendo que realmente adaptar “fielmente” o anime, seria muito complicado (até mesmo os japoneses fizeram filmes e uma série de drama que mudaram muito os elementos da obra original), então acho inviável uma serie americana, partindo do fato que perderia vários pontos da essência do mangá.

    O que eu acho que daria uma ótima série:

    > Percy Jackson e o Ladrão de Raios (franquia). Os livros contém mais ou menos umas 400 páginas, com 5 ao total. Acredito que dá pra fazer umas 3 temporadas de 12 episódios. (Daria quase 5h por livro, dá pra encaixar bem).

    > Marvels, HQ do Alex Ross e Kurt Busiek, no estilo Agent Carter, aonde haveria um jornalista que vive em meio há um mundo de heróis. Até onde eu sei, a Marvel tem um leque maior de escolha de heróis na TV (considerando que não fizessem relacionado ao UCM).

    Se relacionado ao UCM, poderiam abordar os fatos de cada filme, do ponto de vista de um jornalista americano. Seria curioso ver o lado da sociedade na Invasão de Nova York, na destruição em Washington DC e etc.

  • Jean Paiva

    Olá pessoal!
    Passando só pra atender ao apelo do Jurandir por comentários aqui, e aproveitando para sair do anonimato.
    Não ouço podcasts por feed.
    Entro no site, baixo para meu desktop, transfiro para meu Memory Card e ouço no som do carro.
    O trajeto de 30 minutos até o trabalho é o único período vago que tenho para ouvir. Por isso eu ouço o programa dividido em partes de meia hora… trágico!

    Abraços e parabéns pelo programa.

  • James sousa 8

    Diário de um Banana daria uma ótima série principalmente se fosse só 13 episódios

  • James sousa 8

    sugestão de quadrinho que serie legal como série e Scott Pilgrim vs. the World

  • Jonatha Hirt
  • Humberto Nelson

    ótimo podcast, parabéns.

  • lucas

    Death Note

  • Pedro Raimundo Do Nascimento

    Diario de um banana

  • Johanes

    Série de Sailor Moon estilo super-herói/fantasia espacial com uma pegada meio mística/mágica e com uma história em arcos e não em “vilão da semana”,pra ter o tom do original,mas com poucos episódios (oito ou nove por temporada) para a produção ser mais bem cuidada tipo um Battlestar Galactica,mas com efeitos melhores já que da época dela pra agora,a tecnologia evoluiu.Por ser uma série não voltada só para o público infantil poderia explorar nuances deixadas de lado no anime como a relação das Sailors com suas vidas passadas, a transformação dos guerreiros do príncipe da Terra em seguidores da Rainha Beryl pelo Negaverse e a relação política entre o reino da Lua e o reino da Terra, dando uma explicação para como os habitantes da Terra “esqueceram” da existência do reino da Lua.
    O Cast é complicado porque como é uma adaptação ocidentalizada, mas pra fazer jus à origem oriental acho que alguns protagonistas deviam ser asiáticos.A primeira temporada teria só Sailor Moon,Sailor Mars, Sailor Mercury e Luna de “suporte” (penso nela feita de CG tipo os dragões ou os lobos de Game of Thrones, e falando que nem os animais da nova versão do Mogli,porque nela não ficou estranho os animais falando).Tuxedo Mask apareceria ao longo da temporada e teria sua identidade revelada só no final, mas eu mudaria quem ele é do anime pra série pra manter a identidade secreta para todo mundo.Sailor V seria frequentemente mencionada e poderia ter aquele videogame dela no fliperama que as meninas têm o costume de jogar,orbitando os acontecimentos da série pra criar expectativa para sua aparição ( a exemplo de Aragorn em Senhor dos Anéis e Luke em O Despertar da Força).Os vilões da primeira temporada seriam Rainha Beryl e seus seguidores Jedite, Neflite,Zoycite e Malachite, apareceria um seguidor a cada dois episódios e no nono apareceriam juntos quando Tuxedo Mask e as Sailors descobrem sobre a existência do Negaverse.
    Casting:
    Sailor Moon/Usagi(Serena)…………………Hayley Kiyoko de Lemonade Mouth
    Sailor Mercury/Ami(Amy)………..Olivia Cooke de Me,Earl and The Dying Girl e Bates Motel
    Sailor Mars/Rei/Reshmi………………Naomi Scott(como a Sailor Mars no anime é uma sarcedotisa vidente de uma religião japonesa que não se encaixaria numa versão ocidental,pensei em fazer a da série uma descendente de indianos devota à religião hindu que tem visões que ela acha que são premonições divinas,mas que são na verdade seus poderes de Sailor misturados com flashes da sua vida passada.Também creio que ela podia ser tipo o que o Bran é em Game of Thrones e ter seu dom de Vidente sendo usado para explicar a história do reino da lua)
    Luna…………….Helen Mirren,a dubladora da personagem na dublagem do anime
    Tuxedo Mask/Mamouro/Matt…………..Will Jay Behlendorf
    Rainha Beryl……………..Famke Janssen a Jean Grey dos primeiris X-men (sério,ela super tem cara de vilã e podia aproveitar wue ela tá fazendo série agora, já que ela está em How to Get Away with Murder)
    Zoycite…………………..Faye Marsay, a menina chata que faz bullying com a Arya na última temporada de Game of Thrones (outra que tem cara de vilã fria e robótica)
    Jedite…………………..Evan Peters de American Horror Story e X-Men
    Neflite……………………Ben Hardy
    Malachite………………Brock O’Hurn

    També consideraria um spin off da Sailor V baseado na série de anime derivada de Sailor Moon “Codename: Sailor V”,uma série sobre o reino da lua tendo as sailors do Outer Senshi como protagonistas, uma série sobre o Novo Reino da Lua sob o governo da Sailor Chibimoon e uma série estilo espião marido-e-mulher só que nesse caso mulher-e-mulher tendo a Sailor Urano e a Sailor Netuno como protagonistas.As séries poderiam convergir na série principal do jeito que a netflix planeja fazer com Defensores

    P.S. Vocês já viram O Manual de Sobrevivência Escolar do Ned, é a série que melhor explora o universo de colégio atualmente,tem toda no Netflix

  • Dr.Hannibal Lecter

    Sev7n. Achei sua ideia genial, Bruno.

  • Cris Caporrino

    sou da galera que ouve online, mas que vez outra faz download pra ouvir no transito… passei aqui pra ajudar na estatistica e dizer que adoro o programa… vida longa e prospera ao canal 42 😀

  • Cris Caporrino

    olha pensei numa coisa aqui, vc não precisa ocidentalizar tanto o shinigami, é só aparecer um espírito estranho falando que ele eh o deus da morte (nos não temos o cara da foice?) e colocar simplesmente um ator com roupas antigas, aspecto sujo e meio pirado, tipo aquele cara que faz o Floki em Vikings. Como ele é um espirito só o Light consegue ver ele (não foi assim em sexto sentido?),,, pronto, e a gente não usa uma bruxa, de novo…

  • Cris Caporrino

    gostei das ideias, mas a série do death note podia mudar um pouco, eu penso que o Shinigami não precisa ser substituido por uma bruxa (de novo, sabe…) mas nós temos uma entidade pra morte, aquele cara da foice… Não precisa ser literal, eu imagino o Ryuk uma pessoa normal (vamos economizar o CGI), usando umas roupas estranhas fora de época, todo de preto, sujo, estranho, meio pirado. Tipo o ator que faz o Floki em Vikings…E como ele é um espirito só o Light consegue falar com ele… Acho justo e contemporaneo usar a internet e rackers pra encontrar os criminosos (Mr Robot tá ai pra ensinar), Ezra Miller certeza!!!!

  • Jade Ottoni

    Aproveitando a conversa sobre podcasts, queria comentar uma característica que gosto muito aqui no Canal 42 (no Rapadura Cast também, por exemplo), que é que os áudios são limpos: aquela musiquinha de fundo, uns efeitos sonoros que fazem sentido, tudo tranquilo. Me arriscando a ouvir outros podcasts por aí, alguns são tão poluídos, vinhetas TÃO escandalosas, metade do cast de propaganda, que me desmotiva completamente. Serião.

  • David Pierre

    Desculpa jurandir, assisti esse podcast no lançamento porém esqueci de comentar. Vc já assistiu o filme irlandês “Ler us prey” ? É uma adaptação não oficial (e não confirmada) de Death Note. O filme é algo trash porém pra quem já assistiu o anime irá notar várias referências, eu assisti desavisado e fui pescando referências ao longo do filme depois uma rápida busca no Google encontrei outras pessoas comentando o mesmo. O diário de um banana que foi comentado neste podcast tbm tem filme.

  • Marcos Rodrigues

    l3

  • James sousa

    queria ver mais animes , mangas adaptadas para series

  • joao bernardes silva

    podcast foda! desculpe não comentar frequentemente.

  • Gabriel Clovier

    Descobri oque era Podcast por um canal que acompanho o Filmes e Games.

[contact-form-7 id="78" title="Formulário de contato 1"]
Mostrar
Sumir