S02E19: Stranger Things [TEMPORADA 1]

Canal42 S02E19

Jurandir Filho, Raphael Santos, Juliana Machado e Bruno Costa conversaram sobre a primeira temporada de Stranger Things, nova série original da Netflix. Como ela conseguiu agradar tanto as pessoas? Foi só por causa da nostalgia? Quais as principais referências? Qual o prognóstico para o futuro do seriado?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


TIMELINE DO PODCAST

[Introdução SEM SPOILERS | até 54min07seg]
[Temporada 1 COM SPOILERS | a partir de 54min08min]


LINKS RELACIONADOS AO PROGRAMA

[VÍDEO] Trailer de Stranger Things
[IMAGEM] VHS de Stranger Things


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Davi Orempüller

    amem

  • dc=marvel

    Depois de House of Cards, melhor serie de Netflix.
    Uma sugestão de futuro podcast: um sobre Ryan Murphy e outro sobre o canal Showtime

    • Paulo Silva

      Orange is The New Black está acima, além de Demolidor, mas Strange fica ali.

  • Gleyson Cardoso

    ÓTIMA SÉRIE, VI OS OITO EPISÓDIOS ININTERRUPTAMENTE.

  • Rodrigo Rufino

    Pensei em assistir apenas 3 episódios no domingo, 17 de julho, para não terminar logo; mas não teve jeito. No mesmo dia vi do começo ao fim esta maravilha! Foi como estar de volta ao lar. Em quase 8 horas de série, eu senti aquela velha magia perdida da minha infância de volta.

  • Eu pensei que o monstro tinha muita energia dentro de si mesmo, por isso conseguia abrir portais onde quisesse, só que conseguia fechá-los também (como na casa da Joyce e no tronco da árvore). Não tinha notado que o nome da personagem Eleven provavelmente indica que houveram outros mutantes antes dela, mesmo sendo óbvio, explodiu minha cabeça. hahaha Estava ansiosa por este podcast, foi ótimo!

    • Lucas Dias

      Acredito que o monstro teve essa habilidade depois do contato com a Eleven… acho que eles ficaram meio “coexistentes” ela podia ir mentalmente no mundo invertido.. e ele fisicamente poderia vir ao nosso. quando teve o “contato” ele aprendeu o caminho entre os mundos.

  • Manteiga No Biscoito

    A MELHOR SÉRIE DE TODO OS TEMPOS!!!

  • Cleber Segundo

    Hoje me perguntaram sobre esta serie ser maravilhosa!
    Eu disse que era apenas uma boa serie. é aquela serie para assistir em família na sexta a noite, ou no Domingo a tarde com a família reunida e comendo pipoca.
    Porque eu afirmo isto, se você notar a serie não tem tres elementos que hoje se encontra em todas as series: Sexo gratuito, Violência excessiva e Homossexualismo, muita gente torce o nariz quando tem um casal gay em um filme, novela ou serie hoje em dia. A violência já vemos em demasia nos telejornais e o sexo constrange algumas pessoas ao assistir qualquer cena com o pai, a mãe ou o filho ou filha.
    Gostei bastante da serie por remeter a uma época em assistíamos as series e filmes na televisão sem ficarmos com medo de sermos taxados por algum tipo constrangimento.
    Muita gente vai discordar, mas quem viveu os anos 70, 80 e 90 como eu sabemos que quando criança muitas das series e filmes que hoje estão por ai nem iriamos ver e achar uma boa serie.
    Serie sem culpa é a melhor serie.

  • Danilo Pereira

    Ricardo enchendo o saco faz falta hein :p

    Olha, é tanta coisa pra se dizer sobre a série, que vou acabar não dizendo quase nada.

    Acho digno de nota o fato de não soar infantilizado, apesar de ter crianças como protagonistas (titio Spielberg aprova). A amarração do roteiro, a fotografia, a trilha sonora, um elenco infantil absurdamente talentoso e carismático. E a nostalgia, ah, a nostalgia… Se teve um filme que me fazia chorar quando era moleque era Conta Comigo (se brincar eu choro até se ver hoje). E esse clima de “turminha do barulho arrumando altas confusões” pega qualquer um. Achei os episódios 5 e 6 abaixo dos demais (principalmente por algumas conveniências de roteiros envolvendo o xerife).

    Enfim, acho uma ótima história, e uma grata surpresa. Mas acho que tem muito oba oba em torno. Ela tá vivendo o hype que toda série nova que faz sucesso no Netflix vive. Mas é muito cedo pra afirmar algo sobre a relevância dela.

    Em dúvida quanto a nota. Vou fechar no 4,5.

    PS Não ouvi o Jurandir falar Lost?! Chocado.

  • Essa série é pra maratonar, tem um ritmo muito bom! Acabei demorando pra assistir por causa das provas, mas consegui ver tudo antes do Cast. rs

  • Paulo Fernando

    Essa parada de universos paralelos me lembrou na hora FRINGE outra serie bem legal q aborda esse assuntoo

  • Paulo Carvalho

    Eu tinha comentado com o bruno no twitter que pra mim essa é a melhor série original do ano.Não esperava nada dela e tive uma bela surpresa!!

    • Bruno Costa

      Tb fui surpreendido!

  • Luis Fernando Mendes

    Se eu disser desde breaking bad que eu não viciava tanto em uma série vão dizer que eu digo assim para muitas outras séries, mas esta se encaixa então com as outras. Mas de todas faia tempo que eu não ficava até as 6.00 da matina vendo um episodio atras do outro, literalmente maratonando e sem pausas.

    Não so o clima de nostalgia que me pegou e o grupo de crianças que relembrou meu grupo de amigos, mas também a trama. Por mais que tenha seu toque Spielberg em diversos momentos, a série tem momentos até originais. Um exemplo é a própria comunicação do Will com as luzes que traz um dos momentos mais tensos que a muito tempo eu não via.

    Pra segunda temporada eu realmente espero resposta para várias questões e graças a Deus que não é um novo Alem da Imaginação porque estou doido pra rever essa turma.

    Nota 9,0/10

  • yuri

    Se eu disser que a tempos uma série não me pega tanto quanto essa, capaz de muitos não acreditarem. Vocês citaram que tal fato poderia acontecer devido a quantidade imensa de referências e/ou pela pegada anos 80, porém acho que é o conjunto da obra. Se pararmos para pensar, ela é uma grande mistura de tudo a que nós estivemos expostos nos anos 80/90 e que naquela época era visto com algo até nerd (pelo lado negativo da coisa) e hoje é reverenciado e referenciado (o jogo muda não é mesmo? Hahah).
    Sempre digo que quando um produto/projeto é feito com o coração (digo isso em relação aos duffer brothers) ele tende a ter uma possibilidade um pouco maior de ir pra frente e até bombar.
    Não sei se concordo com o fato de que a serie poderia ser uma antologia, seria uma ótima idéia claro, porém ainda sim, difícil dizer até o presente momento. Porque como alguns ganchos foram deixados, capaz de (caso fosse) se terminar a historia na temporada seguinte e, sendo assim, somente numa terceira dar prosseguimento a uma nova história, mas ainda não sei. Porém adoraria ver algo com aliens.
    Sugestão para um próximo 42: 12 Monkeys ou Doctor Who, creio que irão adorar ambas as series.

  • Felipe Valentim Ribeiro

    Excelente cast de uma excelente série!

  • Que cast bonito! Adorei!
    E concordo com o Juras: eu me sentiria bem satisfeita com apenas uma temporada. Senti que a história se desenvolveu tão bem 🙂

    • Fiquei o contrário, que universo rico, queria ver, sentir muito mais.

      • Uma pequena parte de mim ficou querendo mais de história, confesso. Mas fiquei tão encantada que não quero pensar no risco de uma continuação não sendo tão fodona como a primeira, rs.

  • Guilherme Gaspar Lopes

    Alem do cast ser muito bom e a série tb, a escalação dos integrantes foi ótima. Sem duvidas q com outra formação a serie ñ iria para a tabua

  • Wilkson Luiz Silva

    Time completo hj

  • Henrique Tavares

    O PH irrita às vezes com umas cagação de regra que ele afirma com uma certeza que ele não teria se pensasse dez segundos antes de falar. Como assim não existe boa relação entre irmãos na mídia? Tem às pencas, tem no próprio Goonies, Conta Comigo e ET, assim como em Totoro, Star Wars, Frozen, Nárnia, Harry Potter, etc. Muitos desses tem as implicâncias normais de irmãos, mas nada pra se dizer que faz “todo irmão parecer malvado”.

  • João Vivas

    Galera, que episódio irado do 42. Deixo meus parabéns por um dos melhores (senão o melhor) episódios. Todos falaram com bastante emoção, trazendo muitos pontos importantes e interessantes da série, embora eu tenha sentido falta de especulaçõe e apostas sobre o futuro. Uma coisa que eu pensei muito é o seguinte: no primeiro capítulo temos uma sessão de RPG em que o boss é o demagorgon, cuja miniatura é similar ao monstro enfrentado. No último capítulo temos outra sessão cujo monstro é um uma hidra e Will cospe alguma espécie de larva para o encanamento da pia. Será que o próximo monstro será uma espécie de hidra tbm?

  • Keilla Teixeira

    Eu sabia que a série era foda quando meu irmão, de 17 anos, assistiu tudo em um dia e ficou na merda quando acabou. Agora que eu tb terminei vou reassistir junto dele contando as referências que ele não conhece.
    E ele finalmente se convenceu a ver Goonies – e tb curtiu. É muita vitória!

    • Betotruco

      Nossa Princesa, parabéns!! Também apresentei Goonies pra minha filha e ela amou !!

      • Lucas

        Odeio os anos 80.

        • Betotruco

          Não seja um merdinha que não conhece nada da vida é escreve “eu odeio”…
          Essa é uma frase muito forte…
          Odeie a corrupção, a pobreza, a maldade, a inveja… E não 1 época que vc nem conhece!

          • Lucas

            Odeio os anos 80 e quem nasceu e viveu a infância nessa época mereciam levar uma surra.

          • Betotruco

            Vc é realmente 1 bostinha perturbado…
            Resolva esse seu trauma com alguém dos anos 80 que certamente te encheu de porrada ou coisa pior…
            Aqui não é lugar para haters.
            Vá se tratar moleque!

          • Lucas

            Na verdade eu não gosto dessa onda de saudosismo que invadiu a internet está destruindo a criatividade.

          • Lucas

            Você um marveco miserável que vive defendo a Marvel na internet.

          • Lucas

            Mas eles não falam isso seu merda e sim que o filme “é sombrio e não divertido” idiota.

          • Lucas

            Tu é um fanboy da Marvel seu miserável se eu te pego na rua te quebro a cara.

          • Betotruco

            Moleque vai se tratar!
            Não existe nada mais poderoso do que A Trindade da Justiça! Meu personagem preferido de todos os tempos é o Batman! O Maioral!
            Só que, os filmes da Marvel são INFINITAMENTE melhores em TUDO!!
            A começar do cast até os diretores!
            Não tem como comparar o carisma, o charme e o talento do Robert Downey Jr com aqueles 3 ridículos do Afleck, Cavill e Gadot!
            Joss Wedhon com os lixos do Snyder e do Ayder…
            No mais paro por aqui.. Não responderei mais nada a vc que é 1 pequeno imbecil.
            Resolva o trauma com quem nasceu nos anos 80 e te traçou e não espalhe o ódio… Dá até dó!
            Vai assar linguiças com a BOCA!
            Câmbio final.

          • Lucas

            Vá a merda.

          • Lucas

            Eu tenho 23 anos seu merda.

          • Betotruco

            Eu tinha escrito que não escreveria mas, pela última vez, a curiosidade é inevitável… E vc pensa que é homem com 23?
            Outra pergunta: há quantos anos desses 23 o cara que nasceu nos anos 80 te traça pra vc ser tão furioso e amargo, molequinho? Desde os 10??
            Por isso vc é assim? Tão putinho!?
            Olha, processa ele pq abusar de idiota é crime, seu SALCHICEIRO!!
            Não precida responder não… Melhor conversar com quem se importe com vc, se é que existe alguém na sua vida patética…
            Só não deixa ninguém te pegar por trás sem consentimento!
            Câmbio FINAL!

          • Lucas

            Você merece é levar um murro nessa tua cara e eu sou revoltado por ter que ver comentários merdas como o seu na internet isso me revolta seu merda já que tu só escreve bosta.

          • Lucas

            Foda-se os anos 80 eu sou revoltado de ter que dividir o meu oxigênio com você um babaca chato e contraditório.

    • Paulo Silva

      Meu irmão odiou Goonies, dos anos 80 ele só curte Robocop.

      • Leonardo Martins

        parabéns pelo seu irmão, garoto é inteligente. Robocop é espetacular

    • Lucas

      Seu irmão é um idiota sem gosto deixar se influenciar para uma irmã mais velha saudosista chata é porque tem que ser muito tapada.

  • João Stuart

    Eu curti a serie mas não achei essa coca-cola toda igual vocês (creio eu que se deve pelo fato de eu ter apenas 20 anos), a historinha que ela conta é bacana, os personagens são excelentes e os atores infantis dão conta do recado. Unica coisa que eu acho que discordo um pouuuuquinho do cast foi a originalidade da serie, acho que foi a Juliana que elogiou isso, que ela curte essas historias diferentes mas me desculpe porque todo o plot da Eleven é MUITO parecido com o da Ellen Page no Beyond Two Souls e isso pesou no meu gosto pela serie.
    Pra quem teve a adolescência nos anos 80/90 deve curtir muito a serie como vocês, no meu caso por ser mais novo e consumir muito material da cultura pop em geral a serie foi apenas bacana. Bom achado da Netflix, 7/10 pra mim.

  • Schmidtera

    A franquia que faz esse lance de soar o alarme e mudar a “dimensão” não é Resident Evil, é Silent Hill rapaziada!!

  • Lucca Defelippo Romanelli

    Não entendi o tanto de ideias malucas do final… Achei que existe o gancho pra futuras séries mas por mim a história fechou 100%. Para mim o Mundo invertido tem muitos monstros o que é evidenciado pela cena da barb e pela cena do Will entubado (nessa cena o tubo é um ser vivo, tanto que Hop atira no tubo). Com isso para mim fica evidenciado que Will esta servindo como encubadora para seres do Mundo Invertido.
    Quanto a Hop entra no carro acredito que o pessoal que sobrou do laboratório veio conversar com Hop, para falar que 11 está viva e que precisa de ajuda. Hop que tem um sentido parternal forte se sente na obrigação de cuidar dela. Vemos isso na cena da comida na floresta onde Hop põem Waffles no baú (comida favorita de 11) .
    Acho que não temos 10 crianças como 11. Penso no número dela da seguinte forma. O experimento que incluía a mãe de 11 tinham dez participantes ( a mãe de 11 sendo uma desses 10). O projeto foi dando errado até o nascimento de 11 quando finalmente deu certo. Não acredito que existam mais crianças como 11 e sim que os 10 primeiros são adultos com LSD.
    Por fim estou curioso para o que vira nas próximas temporadas embora ache que não é necessário.

    Nota: 5

    Ps: Concordei de mais com o Juras sobre lançar a série um ep por semana ia ser muito doido.

    • Se o Will servi de encubadora, então ele vai morrer… Seria triste…

  • Raz

    Melhor série do ano até agora e melhor cast do 42 do ano até agora.
    Parabéns pra toda equipe fluiu o cast com várias opiniões diferentes sem perder ritmo, um bate papo gostoso de ouvir.

    Bruno tamo junto, et me deu medo demais e lembro que sai do cinema aterrorizado e chorando horrores, em minha defesa tinha 6 anos de idade na época 😛
    Tb achei que a série iria ser no formato antologia, acho que seria até melhor.
    A segunda temporada me dá mais medo que o mundo invertido, medo demais de estragarem algo que esta sendo tão marcante.

    2 momentos na série me emocionaram:
    A cena que a Onze fala que ela abriu o portal chorando e o Mike e o Dustin abraçam ela… que cena linda, de uma pureza que só criança consegue passar.

    A cena no final que o delegado ta fazendo massagem cardiaca no will junto com o flashback da filha morrendo foi muito impactante, a sensação de “não vou deixar isso acontecer de novo” mesclado meio que com desespero na cara do ator é muito emocionante!
    Essa cena em específico me pegou por motivos pessoais e acabei derramando suor masculino with pround!

    Eu não dou nota pra essa série pq fui contaminado a nostalgia me pegou demais.
    Mas finalizo o comentário dando nota 5 pro canal 42, ultimamente receberam muitas críticas das quais eu tb fiz parte e que é minha obrigação agora dizer: Obrigado Canal 42, excelente trabalho!

  • Celino filho

    Vcs poderiam fazer um especial sobre The Sopranos

    • vai rolar… escute os casts anteriores que eles falaram sobre isso

  • Pedro Henrique

    Cara, ninguém lembrou de Beyound two souls?? Essa série é uma mistura desse jogo com o filme Super 8!

    • Lucas Dias

      Não considero o Filme Super 8 como referência.Esse filme já foi feito como homenagem então a serie parece o Super 8 pq o filme parece os outros filmes.

  • Edinho Bianchini

    ctz q o Ricardo ficaria procurando defeitos o cast inteiro na serie !!!

  • Rafael Pereira

    Terminei a serie ontem e me senti o meme do Travolta quando acabou o último capitulo, tipo, kd! Passou? Acabou? Quero mais!
    Serie que emociona, diverte, “aterroriza”, faz referências, deixa com vontade de ver mais.
    5/5

  • Rafael Pereira

    Tinha baixado o cast e só fui ouvir depois que terminei a serie. Quando acabei de ver pensei “Seria uma serie para o PH comentar no 42”.
    Começo a escutar o cast e quem tá lá!

  • kkkkkkkkkkkk e eu pensando que estaria na frente suahusahusha

  • Diego de Paula

    Um erro gravíssimo no cast… deveria ter finalizado com The Clash.

  • John L. F. Silver

    Serie realmente muito boa, apenas o final é que eu achei ruim, é como se cada um dos mistérios se encaixassem perfeitamente no que a gente esperava no final… Não que isso seja totalmente ruim, mas não teve nada realmente surpreendente…

  • Matheus Fernandes

    Essa série é muito foda, sou dos anos 90 e só consegui lembrar daqueles filmes da sessão da tarde e Earthbound. hehe

  • Grazik

    Comentando enquanto ouço:

    Eu tb só assisto filmes tipo “monstro”, não curto esses filmes de susto pq tb sou do tipo que mergulha dentro dos filmes. Cheguei a conclusão que filme de terror só é legal se você for assistir em turma e tentar assustar as pessoas enquanto o filme passa, sozinha, nem pensar.

    Quanto a série: assisti tb em 2 dias, perdendo algumas horas de sono. Pontos altos da série: a atuação da Rihona Rider, que pra quem é dos anos 80 e acompanhou os problemas pessoais, ver ela atuando assim maravilhasamente é fantástico. Os núcleos divididos por gerações, crianças, adolescentes e adultos. Sendo que no final você está se importando com todos os personagens, até o namorado almofadinha da garota, e o professor que sabe fazer uma banheira de imersão. Eleven e seus poderes incríveis.

    Vamos as teorias: Pelo que eu entendi, a mãe da eleven participa dos experimentos de imersão quando ela está gravida e Eleven ganha seus poderes pq na sua gestação ela está transitando entre essas dimensões. Quando ela toca no monstro e se assusta, a força dos seus poderes é que criam a ruptura entre as dimensões, que tem dentro daquela base e na floresta, e o monstro consegue farejar essas rupturas pelo cheiro do sangue…

    Pra mim a Eleven está viva no mundo invertido, e o delegado é chamado no final pq eles encontraram alguma mensagem dela. E ele passa a ajudar ela, principalmente por causa da filha…

    Eu me identifiquei demias com o irmão do Will, eu me lembro de acordar a minha irmã usando um daqueles aparelhos de som antigo no último volume. Saudades da minha irmã.

    Gosto tb do delegado, quando ele vai ver que o cozinheiro e o cara fala: parece que vc está de volta a cidade grande, e ele responde, “mas lá eu não conhecia as pessoas”.

    A única coisa que me tirou da imersão é quando o garoto fala que a eleven tem cancer, porque nos anos 80 a gente ainda não associava o cabelo cortado ao cancer, entendo que tenha a ver com a série, mas nos anos 80 isso seria muito mais relacionado a Aids. (Mas é um detalhe pequeno)

    Quanto aos efeitos, eu nao ligo muito. Achei bem anos 80. Boas histórias são boas até com o desenho de homem palito… Histórias ruins nem o melhor cgi salva…

    E por fim, quero que venha mais. Mais referências, mais anos 80, mais do mundo invertido, mais da conspiração sci-fi…

    5 estrelas!

  • Eu acho que o Doctor Brenner não morreu de verdade, porque o modus operandi da “criatura”/monstro era primeiro capturar a pessoa, levar para dimensão dela e depois lá no upside down caçar/comer a pessoa.

    No caso do Doctor Brenner foi muito rápido, logo depois a criatura é “morta” pela Eleven, então acredito que não deu tempo do Brenner ter sido “comido”, ele deve ter ficado vagando na outra dimensão e acredito que de um jeito de voltar para a segunda temporada.

    • Pode ser, mas quando começam a atirar, o monstro entra em modo de defesa/ataque. Faria sentido tbm se o matasse.

  • Tairon

    Caras…Excelente cast.

    Entrei nesta série sem ver nada, sem saber de nada…E em poucos minutos já estava fã, matei a série em um dia, e a única coisa que queria logo depois era mais episódios!!!

    Já se tornou uma das minhas séries preferidas, e mesmo eu consumindo bastante dos anos 80/90 (nascido em 94), teve algumas coisinhas que não peguei, mas isto de maneira alguma tira o 5/5 desta série!!

    Só espero logo uma segunda temporada, e a ideia de mostrar outras crianças em casos separados foi fantástica, MAS, eu ainda quero ver aquele clube dos cinco ali.

  • Uma coisa que discordo, é quando falou que a série vai parar de ser comentada. Talvez, no seu ciclo de pessoas, mas não tem essa. Pessoas vão sempre estar comentando, não precisa ser série semanal para ficar na memória das pessoas.

  • Icaro Vinicius

    Um dos podcast mais nostálgicos kkk, muito bom. Eu nao sei se estou certo ao falar isso, mas uma referência que eu notei é que a casa da família Byers é uma “cabana na floresta”. Alguém concorda?

  • Lucas Dias

    o “Toothless” já ta com dentes.. e agora? huauhahuauhauhauhauh

  • Lucas Dias

    Strangger Things pegou “todo mundo” de surpresa.. principalmente a podsfera.. kkkkk Todo mundo fazendo suas pautas pra DC e MARVEL já que GOT acabou.. e PAH! acontece alguma coisa estranha kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Lucas Dias

    Concordo que deveriam mudar como American Horror Story… mas ja me falaram que confirmaram que vão ser os mesmos

  • Rocco

    No meu ponto de vista, quanto aos portais, o que a Onze criou deu um raio de limite em que o monstro consegue atravessar para a nossa realidade. Não existem portais espalhados pelo mundo, e sim a criatura que abre essas pontes pra caçar, tento que eles fecham em seguida.
    2º A teoria do pH, em que ele diz que a Onze abre caminhos no mundo inverso para a criatura confirmasse quando, depois dela encontrar o Will o monstro também o encontra.
    Nem terminei de ouvir o programa mas já adorei. Continuem fazendo esse trabalho excelente e não liguem pros haters.
    Abraços.

  • Rosiane Alves de Mesquita

    Mano, achei que a série é mesmo todo o hype que tão construindo em cima dela mesmo e vcs comentando sobre o cozinheiro foi foda. Lembrei na hora eu assistindo na sala com a minha mãe e comentar: caralho ela matou ele, ela tava dando comida p menina, que sacanagem.
    Tipo abri a boca em O.
    Ah e vcs são 5 estrelas, abç!!

  • Francesca A

    E eu esperando meu aplicativo me avisar de episódio novo e nada. só com um tweet do jurandir que descobri 4 dias depois que eu estava atrasada e o meu aplicativo estava sem a configuração correta pra notificações.

  • Rosiane Alves de Mesquita

    Mano, achei que a série é mesmo todo o hype que tão construindo em cima dela mesmo e vcs comentando sobre o cozinheiro foi foda. Lembrei na hora eu assistindo na sala com a minha mãe e comentar: caralho ela matou ele, ela tava dando comida p menina, que sacanagem.
    Tipo abri a boca em O.
    Ah e vcs são 5 estrelas, abç!!

  • Rosiane Alves de Mesquita

    Mano, achei que a série é mesmo todo o hype que tão construindo em cima dela e vcs comentando sobre o cozinheiro foi foda. Lembrei na hora eu assistindo na sala com a minha mãe e comentar: caralho ela matou ele, ele tava dando comida p menina, que sacanagem.
    Tipo abri a boca em O.
    Ah e vcs são 5 estrelas, abç!!

  • Daniel Magno

    existe sim series atuais que se situa na década de 80, ex: the americans, halt and catchfire

  • Sergio Moore

    A origem da Eleven é bem similar a origem dos Scanners e também da garotinha do filme “Chamas da Vingança”, crianças que sofrerão mutação no ventre das suas mães após a administração de uma droga, Ephemerol no caso dos Scanners, LSD no caso da Eleven e Lote 6 no caso de Chamas da Vingança de Stephen King. Todos possuem o poder de telecinesia que vai se fortalecendo e crescendo a medida que vai sendo utilizado e efeitos colaterais semelhantes, como o sangramento do nariz e debilidade do corpo.

  • Thiago Costa

    Além das Referências dos anos 80 vi muito da primeira temporada de True Detective em uma linguagem infanto – juvenil. E falo isso como um elogio, pq eles entenderam a atmosfera, o clima da investigação mas de uma forma que aborde um público maior.

    Série excelente, novamente mostrando que essa mídia hoje está nadando de braçada sobre o cinema, aproveitando a linguagem para desenvolver histórias fantásticas.

    Não tivemos, na minha opinião, nenhum filme no Nível de GoT, Stranger Things, Fargo e as discussão de Jessica Jones, isso só este ano.

  • Nadinael Silva

    Só de ouvir comentarem sobre Fullmetal Alchemist me deu esperança que um dia role o programa. Seria foda kkkk

  • Jefferson Silveira

    Assisti a série pq assisti um vídeo da lully no youtube nos bastidores da série, ali algo me pegou e falei vou assistir, maratonei em 2 dias, sensação muito boa que ela nos traz. Entrou para o meu top de séries da vida.

  • Juan Gabriel

    Muito bom!! Reassisti Um Maluco no Pedaço e esotu a espera do podcast em, caras!? Promessa é dívida!! 4×24 talvez é o mais foda de sitcoms, na moral.

  • Gustavo Queiroz
  • Celso R. Costa

    Um ótimo Cast. Uma discussão que trouxe pontos importantes para discussão e que como a série deixou um gostinho de quero mais. Só não entendi porque o Ricardo Rente não participou do programa sendo que ele chegou até a indicar a série para o Bruno, conforme ele mesmo mencionou.

    Se possível e se vocês permitissem gostaria de deixar aqui o link da matéria que publiquei em meu blog “Dimensão Particular” sobre a influência dos anos 80 na cultura pop culminando em Stranger Things: http://goo.gl/gvyc0U

  • Paulo Sérgio

    Ah.. anos 80.. como foi bom.. mas uma vez vcs estão de parabéns… Somente acho que às vezes vcs demoram um pouco para entrar na pauta….Minha opinião…

  • Jade Ottoni

    Pois uma grande referência que eu associava o tempo todo ao assistir Stranger Things, foi Fringe! A Olivia Dunham e a Eleven, os experimentos com Cortexiphan, a realidade paralela… E bateu uma nostalgia!

    • Comigo também!

      • Jade Ottoni

        Inclusive seria fantástico um podcast sobre Fringe e a ficção científica nas séries 😀

  • Caramurú Baumgartner

    Acho que um epsódio por semana não daria o mesmo efeito hype. Stranger Things é de espontaneidade incrivelmente perfeita, como todos os fenômenos são. Foi a overdose de referências e o roteiro incrível – sem parar – que deixou todo mundo vidrado, passando por cima e todos os compromissos. Come on, Stranger Things II!

  • Alan Zim

    Serie sensacional!
    Além de Silent Hill,algumas coisa me lembraram um pouco o Obscure1 e 2.

  • Mikhaelson Shankley

    Uma dica: não usem estabilizador, usem filtro de linha, seu computador agradece.

  • Humberto Nelson

    Espero um dia visitar a Cidade Maravilhosa. Tem problemas sim, mas todo lugar tem, e conheço pessoas do Rio, eles realmente falam dos problemas, mas dizem que o pessoal da uma valorizada foda.

  • Victor Teodoro

    Eu fiz o que o Juras sugeriu. Eu e um amigo não maratonamos. Assistimos dois episódios por dia e no dia seguinte discutíamos, teorias, possíveis rumos e etc.
    Foi uma ótima experiência e está no meu hall de melhores séries.
    PS. Excelente cast, parabéns galera!!!

  • Boa parte do mistério, dos motivos e consequências, me lembraram muito um determinado episódio de X-Men: Evolution, quem acompanhava o desenho vai entender.

    Quando o Forge manipula as habilidades do Noturno, descobrindo que ao usar o seu poder, ele atravessa uma dimensão paralela.

    Forge não para por aí e vai mais fundo em sua pesquisa, descobrindo que nessa dimensão existem criaturas e ao fazer isso, acaba criando fendas dimensionais.

    Através dessas fendas, criaturas escapam para o nosso mundo e geram uma confusão que acaba sendo resolvida pelos X-Men.

    Tudo absolutamente igualzinho 🙂 haha

    • Sarah Oliveira

      Isso não é tratado só nesse desenho, isso é plot dos quadrinhos.

  • NCK

    Podcast lacrou tudo com TOTO no final, parabéns!!!!

  • Paulo Silva

    Cada geração tem o Além da Imaginação que merece.

  • Diego Gonçalves Teixeira

    Esqueceram de falar da música que marcou a série, nunca mais ouvirei essa música sem ter o sentimento de nostalgia que essa série traz. Should i stay or should i go.

    Inclusive fiquei triste quando o podcast não acabou com essa música rs.

    ótimo cast!

  • Johnnyzinho

    O lance do portal não é bem o que falaram aí no programa não. A série mostra (SPOILER) que durante um dos experimentos a Eleven liberou uma quantidade de energia tão grande que abriu um buraco no espaço tempo, e é isso que permite que as criaturas transitem de uma dimensão para a outra. Reparem que as coisas estranhas acontecem só na região próxima à base do governo onde teve o incidente com a Eleven (em determinado momento, Jonathan constata isso, e diz que tudo aquilo ta acontecendo num raio de no máximo um quilometro).

    E sobre os experimentos do governo que o PH citou, era real mesmo essa parada, o nome é projeto MKULTRA, foi exposto no final dos anos 70 e depois o próprio governo admitiu, apesar de que a maioria das informações foram mantidas em segredo. Fica a curiosidade aí se alguém quiser dar uma olhada :p

  • unknow

    Eu achei essa série fantástica, tudo perfeitinho, direção, roteiro, atuações etc. E acho que ela se sustenta sem as referências, não é uma série só pra véi não. As são um ponto a mais, apenas.
    E sobre essa metáfora do câncer, achei interessante mas não comprei a ideia. Acredito que o fato do xerife ter perdido uma filha para o câncer exista para criar uma empatia entre o seu personagem e o da Winona Ryder. Saber a dor que é perder uma filha o motivou a buscar o Will com todas as forças, ele não teve uma chance de salvar sua filha, mas Will sim.

  • unknow

    O lance do portal não é bem o que falaram aí no programa não. A série mostra (SPOILER) que durante um dos experimentos a Eleven liberou uma quantidade de energia tão grande que abriu um buraco no espaço tempo, por isso as criaturas conseguem transitar de uma dimensão para a outra, mas elas não poderiam abrir portais em qualquer lugar. Reparem que as coisas estranhas só na região próxima à base do governo onde teve o incidente com a Eleven (em determinado momento Jonathan constata que todas as coisas estranhas estão acontecendo num raio de no máximo um quilometro).

    E sobre os experimentos do governo que o PH citou, era real mesmo essa parada, o nome é projeto MKULTRA, foi exposto no final dos anos 70 e depois o próprio governo admitiu, apesar de que a maioria das informações foram mantidas em segredo. Fica a curiosidade aí se alguém quiser dar uma olhada :p

  • Gabriel Eli

    Muito bom! Parabéns…
    Ah.. A voz do Bruno Costa tá parecendo a do Beto Estrada!

  • João Antônio

    Estava ouvindo cast numa boa até que veio a mensagem de spoiler aí pensei: vou assistir como continuar a ouvir e mais por mais uma vez, assisti a série em menos de 24h. Que grata surpresa. Só tenho que dar os meus parabéns de pé e dizer(digitar)! o meu: muito obrigado!

    Várias cenas foram impressionantes e sempre ficava rachando de rir com os amigos conversando e ficava pensando: Caramba, eu era assim quando criança kkkk

    Os meus personagens favoritos foram o Lucas e o delegado Hopper. Incrível como o roteiro fez com que todas as informações chegassem a ele. No começo, pareceu que ele seria como o pai do Mike, displicente; mas não, aos poucos ele foi descobrindo o que estava acontecendo. Tiro o chapéu para o delegado.

    Outra cena que gostei foi quando o Dustin fala para o Mike que ele começou a briga e ele terá de dar a mão primeiro para o Lucas.

    Outra cena que achei muito massa, foi quando o Mike pergunta para sua irmã se ela estudou muito e se a matéria ela anatomia humana kkk

    Foram várias cenas e minha nota é 5 estrelas também. Claro que teve algumas brechas, uns probleminhas de continuidade naquela cena que o grupo do Mike está correndo nos trilhos e na cena seguinte já aparece o Lucas e Dustin lá… na frente. Mas nada que atrapalhe e já estou na expectativa para o anúncio da nova temporada.

  • Camila Ochoa

    <3
    Só amor, por vocês e pela série

  • Junior Alves

    Nunca tinha vindo no site para comentar, mais essa série fez isso comigo, só tenho uma coisa para dizer Stranger Things É FODA!!!

  • Vitor Calfa

    Senhores, muito bom o cast sobre a serie. Uma nota de rodapé pessoal sobre o cozinheiro: Em poucos minutos eu me identifiquei muito com o personagem por ele ouvir incessantemente a banda Jefferson Airplane, uma vez que esta era a banda preferida do meu falecido pai.

    • unknow

      Seu pai tinha um ótimo gosto musical 🙂

  • Jhonata da Rocha

    Gostei muito da série.
    Demorei um pouco pra começar a ver, e tive medo do hype ser exagerado, assim como em Mr. Robot.

    Besteira, a série é demais. Uma das melhores do ano.

    4.5/5 pra essa temporada.

  • Miguel Martins

    Eu estava super empolgado vendo esse seriado, até que me dei conta de que o universo em si é muito falho.
    Duas pessoas desapareceram, Will E Barbara. Ninguém lembra da Barbara porque ela não teve peso nenhum no plot da parada. Ela MORREU e ninguém da a mínima.
    As crianças não são estúpidas, mas os pais são. Eles não sabem que os namorados da filha dormem no quarto com ela, não sabe que tem uma outra pessoa vivendo no porão da casa, não sabem de nada. Eles não sabem porque não se interessam em saber, são pais que não são pais, são dois bananas.
    A menina mais nerd da escola vira ninja do dia pro outro. A cena dela e do Jonathan invadindo uma DELEGACIA é ridícula. Isso tudo é de uma facilidade absurda, é conveniente pro roteirista escrever uma parada mais rápida e voltar pra história principal.
    O plot do seriado era o desaparecimento do Will que foi completamente desfocado por causa da luta da Eleven vs demogorgon. Todo mundo aqui tava mais atento pra foderosa Eleven e seu “Goodbye Mike” do que pro resgate do Will.
    Tem um monte de outros erros, mas to com preguiça de ressaltar. Esse seriado só virou fenômeno por trazer elementos que funcionaram antigamente,e que, pra quem é mais velho, cai como uma luva aquele sentimento nostálgico.
    Se fosse um seriado que não tenta ser levado a sério, ele seria bem melhor, afinal é divertido, rápido, carismático e só.

    • unknow

      É, parece que você não entendeu a série, não foi capaz de pegar as sutilezas, e ta achando que é furo de roteiro.

    • Grazik

      As pessoas não ligam pra Bárbara porque o governo encobre a falta dela, some com o carro dela, e deixam a intender que ela fugiu da cidade, de forma que só a Nancy bate o pé que ela não teria fugido…

  • Katia

    Eu estava louca pra terminar a série pra ouvir o podcast! Claro que o primeiro que bom ouvir foi o de vocês. Realmente a série é muito semelhante às histórias do Stephen King. Tem inclusive algumas semelhanças e referências a It. A cena do estilingue, então idêntica!!! Emocionante.

  • Johnny_Gomes

    JURANDIR! te amo só pelo gancho q vc puxou do Silent Hill…toda vez q eu comento pra um gamer, cabeças explodem…!! belo cast!

  • Josivan Batista

    Otimo cast e otima serie, não vi até agora ninguém comentando isso mas acho o monstro parecido com os aliens qndo tomam a forma dos humanos em Kiseijuu ( tbm conhecido como Parasyte – The Maxim) se ligem no video ae. https://www.youtube.com/watch?v=A7LzsRcGuec

    • Sarah Oliveira

      Caraca! Que bagulho bizarro! =O

  • Carlos Vinícius

    adorei,puta serie;

  • Sarah Oliveira

    Um detalhe para os participantes (principalmente para a Juliana): o diretor da série confirmou que é só UM monstro.

    • Bruno Costa

      Olha ai..não sabia disso!

  • Stranger Things é tipo uma Fringe anos 80 com crianças!

  • Não sei se é a trama, nostalgia, os personagens ou o que, só sei que essa série prende e hipnotiza. Essa é uma daquelas que eu não sossego até ver o próximo episódio. E o próximo. E o próximo.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Nícolas Pacheco

    O Ricardo disse q o Juras n conhece o Izzy pessoalmente, mas ele se conheceram no desencontro em Fortaleza pelo q eu saiba

  • Rodrigo Tognin

    Muito boa a série e o cast!
    Acredito que na segunda temporada vai se desenrolar com as crianças indo procurar a eleven na outra dimensão, já que o Will vai conseguir caminhar entre as duas dimensões livremente.

  • JuniorDurden

    Excelente!

*Campos obrigatórios

Mostrar
Sumir