canal42_header_S02E21_Fim

S02E21: Sobre o Fim

Canal42 S02E21

Jurandir Filho,  Bruno Costa e Ricardo Rente se reuniram para conversarem sobre o fim das coisas. Por que nunca estamos preparados para o término de algo? Afinal, o que significa o que fim? Por que damos valor apenas quando perdemos?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Henryque Ferreira

    tomei um susto, achei que fosse sobre o fim do programa.

    • Bean

      Me too, ainda mais com o RIcardo se mudando eu achei a mesma coisa.

  • rockluis

    que susto caralho kkkkkkkkkkkkkkk

  • Luis Fernando Mendes

    Susto?? se eu levei?? nada….NÃO LEVEI NÃO SEUS FILHOS DA…MÃE!

  • Richelly Italo

    Fez igual o papricast sobre o título.

    • Joao Vitor Araujo

      Papricast 😉

  • San Ramon

    Uma série que abordou o tema magistralmente – incluído o seu próprio fim – é Six Feet Under. Toda a série é sobre o processo do luto, a morte, ou mais precisamente daquilo que fica da morte. É uma série magistral.

    Tem também o final de Sopranos, o mais cru e talvez o mais verdadeiro, e eu consigo lembrar de um desenho, Space Dandy – infelizmente pouco conhecido – também com uma concepção muito curiosa, ao final, do que significam os fins últimos das coisas, da vida etc

    • jeff

      pow fiquei muito na bad quando six feet under acabou estava num periodo de insonia pesada e era minha companhia.

      • San Ramon

        Eu acho aquele final tão substancial. Eu fiquei foi leve

        • jeff

          O fim literal é só final da serie em si, a bad é por saber q n tem mais sem os personagens sem os assuntos q cada um levantava,e n costumo fazer nada 2x então é o fim mesmo pra mim

  • Obryan Oliveira

    Caramba. Acabei de ser demitido por justa causa do serviço por algo que não fiz e nem tinha ciência que estavam fazendo em meu nome. É o momento mais difícil da minha vida. Foram mais de 4 anos me dedicando a uma rotina e a uma empresa que nem se preocupou em me ouvir ou averiguar. Mas o pior é não conviver mais com os amigos que fiz ao longo desses quase 5 anos. Foi muito emocional ouvir esse cast. Vai ficar marcado pra sempre.

    • Presidente Exumador

      Demissão é uma das piores coisas que já aconteceu comigo. O primeiro q fui demitido eu tinha 8 anos na empresa, foi quase um divórcio litigioso. Mas cara, vc superar. Virão melhores.

      • Obryan Oliveira

        Está sendo assim pra mim, amigo.
        Mas como eu sempre digo, envolveram o meu nome e a minha honra. Isso foi o que me deixou mais chateado.

    • jeff

      Q tenso cara tente procurar seus direitos se possível e quando uma historia termina outra começa

      • Obryan Oliveira

        Nem aceitei assinar a discussão e já fui direto para o advogado. Mas isso é o de menos. A parte chata é a situação que causou pra mim, pra minha vida pessoal, ainda mais pq sou de uma cidade pequena de uns 30 mil habitantes. As pessoas me falam em dinheiro, mas sempre falo que nada no mundo vale mais do que a sua honra, seu nome é o seu legado para a eternidade.

        • Joao Vitor Araujo

          Segue em frente e pense se vc se afastou dos seus amigos taxa se dedicando mt a isso será q isso te fãs bem na vida o q importa é agente gostar do q agente fãs n o dinheiro

          • Obryan Oliveira

            Isso mesmo mano. Obrigado.

        • jeff

          Com certeza cara boa sorte, a verdade vai aparecer uma hora ou outra e vc vai poder seguir em frente o dinheiro é pelos danos que sofreu, e seu nome n pode ser sujo pq vc é inocente.

          • Obryan Oliveira

            Valeu mano. Muito obrigado pelo apoio.

    • Henrique Tavares

      Fiquei bem chateado de ler o que aconteceu contigo, cara. Torcendo aqui para as coisas darem certo pra ti e que a verdade acabe aparecendo.

    • Marilia Gil

      Os amigos que você fez, que forem de verdade, te acompanharão, tenha certeza. Espero que tudo se encaminhe para o melhor, cara.
      Boa sorte.

  • Presidente Exumador

    O Axel cantar no AC/DC é o mesmo que Anitta querer emular Beyoncé

  • Luis Fernando Mendes

    Enfim….era pra ser um podcast sobre FIM nas séries mas que no desenrolar se tornou algo bem mais interessante. Parabéns por mais um ótimo podcast. Um dos emus favoritos sem dúvida e VOLTA RICARDO, MAS VOLTA LOGO!

  • Presidente Exumador

    Semana passada alguns podcasts acabara e qdo vi esse vitrine me deu um grande cagaço, logo pensei q ia perder meu podcast de séries favorito.

  • Renato Santos

    Sempre confundi a voz do Bruno com a do Beto do MRG, passei mó tempão achando q um era o outro.

  • Fábio Guedes

    Ai meu corassaum! Título capicioso. Vou ouvir o cast agora que acalmei….

  • Iuri Matos

    Que baita podcast! Vocês me emocionaram e me fizeram pensar em como muitas vezes tenho problemas pequenos que faço parecerem o fim do mundo…
    me identifiquei com o bruno que não conseguia fazer amigos por não permitir a aproximação das pessoas (pior que eu nunca sofri bullying, não sei qual a justificativa pra eu ser assim)
    um fim que me marcou recentemente foi o game beyond da quantic dreams, fiquei dias refletindo
    P.s: ao final do podcast fui abraçar minha família

  • Joao Vitor Araujo

    Eu quero falar sobre o fim , n posso falar muito sobre o tema pois sou novo tenho apenas 14 anos , mais já passei por muito nessa vida meus pais são separados nuca ouve uma treta entre eles se separaram quando eu e minha irmã éramos pequenos , fui morar com minha mãe e é aqui onde eu moro até hj e eu tinha um grande amigo aqui q por motivos foi morar longe e hj agente n se fala mais e isso me abalou mt Quando aconteceu mais isso passou com tudo na vida muitas coisas me ajudaram a superar o fim de fases na escola na vida mais o podcast me ajudou muito me emocionou muito me marcou e há por causa do rapaduracast eu quero estudar cinema e leve com vocês q mudaram vidas n só a minha mais muitas e jurando me responda no Twitter flw e obrigado por tudo.

    • mm4c

      Pô brother, eu me reconheci na sua história, con 14 meus pais se separaram e eu me mudei tb, perdi contato com muitos amigos, mas depois eu os reencontrei…
      É outra, outros assumidos vem e vão, não se feche para novas amizades, vai dar td certo…
      Vai na fé bro

      • Joao Vitor Araujo

        Eu sempre tive amigos hj tem nos alguns , mais um é como irmão e o melhor desse amigo é q eu apresentei got pra ele e ele ama hj como eu lê os livros como eu e vamos fazer uma tatuagem ele com fire and bood e eu gostaria winter is coming

  • mm4c

    Poatz, acabou a olimpíada…

  • Gustavo Sant’Anna

    Eu só tenho poucas coisas a dizer aos 3.

    Obrigado por fazer esse trabalho e por terem compartilhado um pouquinho da historia de cada um, veio a calhar num momento muito foda da minha vida e que bom que esse podcast será eternizado.

    Se por algum motivo alguém precisar ouvir bons amigos conversando sobre a vida, esse sera o primeiro programa vai ser esse 🙂

  • Augusto Purukinho Kistler

    É foi bom enquanto durou.

  • San Ramon

    E, claro, o Rente vai fazer falta… História forte, força e sucesso nos novos caminhos. E volte logo.

  • Thiago Assis

    Meu deus que sadcast

  • Andrew Gimaraynsh

    Esse podcast ficou muito bom!

  • PeRf3cT

    Putz, gostei muito do episodio, sou mt novo faço 15 anos dia 25 e ja passei por muitas perdas na minha vida… Perdi meu pai em 2006 e eu era muito novo entao lembro mt pouco dele, fui criado pela minha mae e pelo meus avós maternos e em novembro de 2014 minha mae adoeçeu , e antes dela entrar em coma eu fui visitar ela no posto de saude que ela estava pq no dia seguinte ela seria transferida pra um hospital melhor e eu nao ia poder mais visita-la pq eu ainda sou menor de idade, e no dia da visita foi muito ruim ver uma mulher que me criou praticamente sozinha, e que naquele momento nao conseguia nem falar direito foi muito dificil, e o pior de tudo era ter que segurar o choro na frente dela… depois que ela internou pra valer e o hospital começou a fazer varios exames pra ver oque ela tinha, inicialmente eles acharam que era cancer cerebral mas depois de alguns exames descobriram que ela tinha HIV e ela escondia isso :/ se ela tivesse falado talvez ela teria uma chance de sobreviver, porem acredito eu que ela tinha medo do preconceito e guardou isso tudo. Posteriormente nós descobrimos que meu pai tambem morreu por HIV pq ela escondia isso da gente( Nós achavamos que ele teve problemas nos rins)… No aniversário do meu irmao em 19/01/2015 ela faleceu. Nesse inicio de 2016 minha vida mudou completamente pq eu sai de uma escola publica que eu estudei por 5 anos e consegui passar em um Instituto Federal da cidade, e agora tenho que estudar em tempo integral no inicio eu tive muita dificuldade p fazer novas amizades e me adaptar completamente eu quase entrei em depressao e queria voltar p minha escola antiga, mas depois de um tempo vi que era tudo bobeira e consegui me adaptar e fazer amizades… Sobre crenças eu sou ateu e nao acredito em vida pós-morte queria muito que tivesse pra poder encontrar meus pais de volta, mas infelizmente nao tem provas de que tenha algo pós-morte entao acho errado acreditar cegamente em algo so porque voce quer que aconteça… Acredito que a vida é unica e que eu tenho que aproveita-la acredito que essa é minha unica chance de fazer a diferença no mundo entao quero um dia ser uma pessoa importante e influente que mudou o mundo.
    Queria agradeçer a todos integrantes do cast pelo trabalho que vcs fazem, vlw.

    • O que você faz com o dom da vida, ecoa pela eternidade!

    • Obryan Oliveira

      É lendo esse tipo de mensagem que eu percebo que os meus problemas são mínimos.
      100% de admiração por vc irmãozinho.

      • PeRf3cT

        Vlw mano 🙂

    • Camila Albuquerque

      Cara, que massa que voce achou um espaco pra se abrir por aqui.
      FORCA AI!!! sempre em frente 😀

    • Vinicius Jonathan

      Mano que história, parabéns pela sua superação…nunca leio comentários, mas o seu me emocionou de verdade, força e garra sempre…seja um excelente irmão e sucesso na sua nova escola.

    • Bruno Costa

      Obrigado e espero que tudo dê certo em sua vida! Obrigado por partilhar sua história!!

    • Marilia Gil

      Cara, que barra que você passou. Espero que tudo dê certo. Sempre. Força, mano!

  • Léo Mata

    Nunca comentei aqui no site, erro meu é verdade mas nunca vi necessidade, sempre amei o trabalho de vcs e sempre tentei acompanhar tudo q vcs fazem, já tinha visto a capa desse podcast no snap do Ricardo e fiquei preocupado com uma possível saída do Ricardo ou até um fim do podcast, nessa realidade q vivemos no país, eu sei como está difícil a manutenção de projetos como esse, e só estou aqui a parabenizar vcs pela pessoas q vcs são pela lições de vida q vcs passam, as histórias de vcs q mtas eu mim identifiquei, confesso q chorei várias vezes, obrigado por tudo.
    E Ricardo VOLTA LOGO viu já está fazendo mta falta e q de tudo certo nessa nova fase da sua vida!
    Abraços e vida longa e próspera ao Canal 42
    Desculpem o textão

  • Marcelo Guerra

    Meu caso.. me lembro quando assistir o último episódio de Spartacus.. caraca que EPI foda. Me recordo da sensação… Chorei.. Final épico // triste, mas épico.

  • Luiz Sandoval

    Ainda não me libertei nem aceitei bem do fim de LOST, a ilha não terminou comigo ainda #Spinoff_Já …We have to go back… We have to go baaaaaaaaack.

    • Felipe Magalhães

      WE HAVE TO GO BACK!!!

    • Welligton Silva

      WE HAVE TO GO BACK!!!

    • Grazik

      WE HAVE TO GO BACK!!!

    • Nícolas Pacheco

      Cadê o cast de Lost q to esperando até hj gente? Eles chegaram a falar q fariam?

  • Bruno Freitas

    Que susto. Achei que era o fim do Canal 42 por causa do título. UFA hahaha

  • Lucas Dias

    esse é o fin?

    • Bruno Costa

      Esse é! 😉

  • lucas rafagnin

    Foda

  • João Antônio

    Ainda tenho uma grande nostalgia com o fim da Série Anos Incríveis. lembro-me como hoje, quando esta série acabou e eu pensei: e agora?
    Sobre suas vidas pessoas, minha história se parece muito com a sua, Bruno.
    Este cast foi emocionante e eu me senti na roda com vocês ao ouvir suas histórias.
    Só tenho que dar os meus parabéns e compartilhar para que mais pessoas possam ser alcançadas.
    Obrigado!

  • Hoje se eu tenho um podcast é por causa que eu conheci os podcasts do Jurandir Filho e do Jovem Nerd. Caraca Jurandir eu sempre ouvi falar sobre tal história sua e como o Rei Leão havia te ajudado a superar isso, mas eu nunca tinha ouvido a história assim. Só queria te agradecer Jurandir por ter criado isso e mover a podosfera para frente, abrindo caminho, para nós, seus pequenos padawans, podermos ter trilhado um caminho mais fácil, árduo, mas muito mais fácil do que quando você começou um podcast.
    Obrigado galera do 42!

  • Meireles

    Já nos ensinava o Yoda, desde o nefasto Episódio III.

  • mafhper

    Que episodio bad vibe. Fiquei mal o dia todo. Tive que escutar um rockão pra animar.

  • Yuri Vieitas

    Não sei nem o que falar… Ou melhor por onde começar…
    Nunca comentei em nenhum podcast antes, embora tivesse tido vontade várias vezes, mas nesse não pude deixar passar.
    Primeiramente, ótimo trabalho. Jurandir sempre sabe como tocar as músicas certas p piorar a vontade de chorar na academia hahahaha.
    Esse podcast parece uma transmissão de pensamento, por que estou passando exatamente pela mesma coisa que o Ricardo agora. Acabei de me casar e vamos eu e minha esposa (e meu cachorro) pro Canada e essa é minha última semana no Brasil.
    As despedidas são realmente difíceis, mas sempre que penso no fim, me lembro de uma frase já clássica do Doctor: “Everything’s got to end sometime. Otherwise nothing would ever get started.”
    Todo fim, é um início e então a vida segue (até irmos parar a 7 palmos abaixo da terra hahahaha
    Muito obrigado por esse podcast e pelo ótimo e tocante trabalho.

  • Jonatan Rodrigues

    Como pode, pessoas que só escutamos a voz acabar fazendo a gente sentir uma porrada de sentimentos juntos felicidade, tristeza, saudades… cada uma das historias de vcs tem uma parecida com a minha Jurandir grandes perdas, Ricardo e o problema de bullying, Bruno com o problema do pai, cada uma me veio vários sentimentos, e no final do Cast sempre tem o melhor deles a Felicidade de poder escutar voz de amigos, acho que no fundo é isso que queremos de todos os podcast que escutamos, não só falar de series, games, filmes… e sim de uma conversa de amigos como essa, colocar o sentimento para fora jogar o que sente e se identificar com a outra pessoa, e ver que vc não esta sozinho.

    Obrigado! A cada final de Cast vcs pode se sentir abraçados por todos que escutam.

  • Felipe Magalhães

    Comecei esse episódio sem muita expectativa e até achando que abordariam os finais de séries (sdds Lost, que com certeza seria comentada num podcast que aborde finais de séries hahaha) mas com menos de 10 minutos já me amarrei. Vamos às minhas colocações.

    1) Não sou um fãzaço de Guns, mas comparar eles com Chiclete foi sacanagem hein hahaha, vai atiçar a ira dos haters.

    2) Interessante saber desse álbum do Steve Tyler, vou botar na lista de músicas a ouvir.

    3) Sobre mudança de ritmo, minha banda predileta passou por isso algumas vezes mas talvez a mudança mais brusca tenha sido neste álbum mais recente. Estou falando de Red Hot Chili Peppers e o álbum The Getaway. Eles alegam que não queriam se aconchegar na zona de conforto de tocar sempre na mesma linha de ritmo, mas se compararmos, do Blood Sugar Sex Magik pro One Hot Minute já teve uma mudança para um ritmo mais agressivo e dali pro Californication foi uma baita mudança. Mesmo depois, indo em direção ao By The Way, o tom ficou mais em ritmo da baladas estradeiras, que se manteve no Stadium Arcadium. Já no I’m With You houve a influência da presença de um novo guitarrista e do tempo que o Flea (baixista) passou estudando ritmos africanos (tivemos até o Mauro Refosco, percussionista brasileiro que participou da gravação no estúdio e também fez a turnê) e agora no The Getaway o ritmo tá bem mais deprê, lento.

    4) Cara, hahaha, Desert Rose foi sucesso.

    5) Fim de Lost não me deu choro, mas me deu um nó na garganta. Mas Yu Yu Hakuso, eu era moleque, caras, eu chorei no último episódio, não teve como.

    6) Outros fins que pesam são o final do 1º grau e o final da faculdade. Não é fácil se despedir de amigos e tomar rumos diferentes de pessoas que viveram diariamente com você por 4 ou 8 anos.

    PS: Façam um 42 de The Mentalist!!!!

  • Fiquei muito emocionado com o episódio, já passei por coisas parecidas, momentos bons e momentos ruins, todo mundo tem os seus momentos, sensacional mesmo.
    Ricardo, boa sorte na nova jornada, sucesso pra ti meu querido!!!
    Bruno e Juras, vocês são feras, sem muito pra falar depois desse soco na cara que acabei de levar aqui,
    Continuem sempre o ótimo programa, muito bom mesmo.
    Abraço

    • Bruno Costa

      Valeu Léo!! Grande abraço e obrigado!!

  • Willian Rodrigues

    Acho que bati meu recorde de segurar o choro. Almoçar chorando não dá rs
    Já to com saudade do Ricardo o/

    Caras obrigado por compartilhar as histórias, é algo muito pessoal, mas mexeu muito comigo e fez eu me sentir bem em ouvi-las. Obrigado mesmo.

  • Camila Ochoa

    Minha vida também sempre foi permeada de pequenos finais.
    Meus pais sempre se mudaram muito, de cidade, de país. Tenho família aqui e no Brasil e coração vive praticamente dividido por esse motivo, pois sempre há uma pequena despedida. Além disso, tem as perdas normais da vida e do cotidiano… finais de relacionamentos, de ciclos estudantis, de uma época… finais de filmes e de seriados… alguém que a gente ama muito ir embora… algum produto que gostamos muito deixar de ser comercializado… algum lugar bacana que frequentamos ser demolido… enfim. Tantas coisas…

    Tudo isso, de certa forma me acostumar com despedidas, mas nunca deixar de sentir o peso (bom ou ruim) de cada uma delas.

    Lindo esse cast. Vocês, mais uma vez, estão de parabéns!

    Ah, Bruno, eu também chorei muito com essa cena de Agents of S.H.I.E.L.D.! Você não está sozinho nessa, rs.

    • Bruno Costa

      Tamo junto Camila!!!

  • Esse papo de “O que você faria se soubesse que é a última vez em que vai ver essa pessoa?”, me bateu uma tristezinha hein. Ricardo, aproveita as coisas das quais você está se despedindo mas aproveita também o caminho até o novo lar, a chegada lá etc. Deixar as coisas/pessoas irem é difícil mas muita coisa boa vem pela frente! :3
    Apesar de ouvir todos os episódios, eu não assisto muitas séries e nenhuma delas acabou, por enquanto. Então queria citar o fim da série Harry Potter, tanto os livros quanto os filmes baseados neles. Virei a noite lendo o último livro e quando acabou fiquei meio desolada, mesmo com novos filmes e livro/peça sendo lançados depois, não é a mesma coisa. A Ellen que lia a Câmara Secreta nos intervalos entre as aulas, na cama, no ônibus não é a mesma que lê Cursed Child hoje. Mas apesar dessa nostalgia, é bom mudar, crescer, conhecer coisas novas, bola pra frente!

  • JamianGold

    Não imaginava que este 42 iria me fazer pensar tanto sobre quem eu sou. Logo hoje, numa segunda-feira.

    Ainda estou na luta pra tentar desfazer a casca que criei.

    Eu fico feliz por vcs, que depois de tudo, hoje estão tendo a oportunidade de compartilhar essas experiencias com outras pessoas. Valorizem isso!

  • Joyce Matias

    A sorte que eu estava no trabalho senao teria chorado.
    Muito linda a historia de todos vocês e é incrivel como obras se entrelaçam com a nossa vida e as vezes expressa o que tantas vezes temos guardado em nós , um medo , um desejo ou um passado.

    Como um dos comentarios que li , acredito que Six Feet Under é exatamente sobre isso , mais do que a morte sobre como a vida é um eterno ciclo de chegadas, partidas e reuniões

    https://media.giphy.com/media/dkWgdT5M89xza/giphy.gif

  • JC

    Obrigado por esse episódio, Juras e cia. Veio numa boa hora.
    Vida longa aos seus casts, e a toda a galera aí!

  • Aline M Santos

    Acabei de escutar…. vocês realmente me fizeram chorar…que linda a história de vida de vocês e a forma como superaram os obstáculos da vida!!! Parabéns para vocês, e Ricardo BOA SORTE em sua nova jornada, recomeçar é sempre difícil, mas tenho certeza que você será muito feliz!!! Obrigada por todo este trabalho de vocês, é simplesmente fantástico e eu amo escuta-lós!!!

    • Bruno Costa

      Obrigado Aline!! Valeu mesmo! 😉

  • Victor Dias

    Que episódio incrível.. Sou desses ouvintes que adoram o trabalho de voces, mas nunca comenta. Mas após esse episódio me senti no dever de vim aqui é dizer o quanto o trabalho de vocês têm o poder de ajudar e mudar as pessoas. Muito obrigado por fazerem de muitos momentos ruins um pouco melhor.

    Abraço

    Ps.: Volta logo Ricardo

  • Carlos Henrique

    Olá, galera.
    Nunca comentei no site de vocês, mas depois desse programa me senti obrigado a dar um feedback 🙂
    Parabéns pelo programa e, porque não, pela coragem de se abrirem assim pra uma pá de gente desconhecida nessa internet de meus Deus.
    Vida longa ao podcast, muito boa sorte ao Ricardo nessa nova jornada e um grande abraço!

  • Tonhão

    Confesso que quando comecei a acompanhar o Canal 42 em grande parte era pelo Jurandir, que já conhecia do Rapadura e do 99 vidas. Quando vi a parceria com o Bruno Costa então, do Cinecast, eu não conseguia acreditar no nível do podcast com o meu tema favorito : séries de tv ( que consumo bem mais que cinema e games). Dos 3 o desconhecido era o Ricardo Rente, mas que conseguia estar à altura das discussões. No começo, o Ricardo para mim era somente o participante que fazia o papel mais ácido e que a voz eu confundia com a do Bruno (acreditem, demorei pra diferenciar ! ).
    Inegável que após alguns casts Ricardo roubou a cena. Muitas vezes fazia, inconscientemente o papel de host que cabia ao Juras. Fazia magistralmente, com análises precisas e uma crítica que por mais que me irritasse em determinados pontos por discordar, eu tinha que reconhecer que era de qualidade.
    Não tardou, para que logo eu virasse um seguidor de seu trabalho no YouTube com o canal Territorio Nerd. Ricardo entregava um conteúdo tao bem produzido e informativo que me perguntei porque não conhecia ele antes do podcast. O canal 42 agora era a união de 3 monstros da comunicação, e tratando de séries em casts fantásticos, divertidos e em determinados momentos, emocionantes.
    Em pouco tempo, meu podcast favorito. Disparado.
    Agora, confesso que a despedida do Ricardo do 42, e o programa todo na vdd n só me surpreendeu como me tocou profundamente. Só posso agradecer aos 3 e desejar toda a sorte pra vc nessa empreitada, Rente. Confesso que não tenho o hábito de comentar em sites, mas dar uma dose de energia positiva pra pessoas que contribuem tanto com meus dias me divertindo e emocionando é o mínimo que posso fazer.
    Sentiremos sua falta, Ricardo (claro, tirando os haters, que são muitos). E já esperamos pelo seu retorno.
    E como diz o Jurandir : vida longa ao 42 !
    O melhor podcast da podosfera.

  • Hugo Carlos

    Foi a primeira vez que ouvi esse podcast. Foi denso demais. Muito bonito, muito íntimo. Parabéns por se abrirem de maneira tão sensível e honesta!

  • Gabriel Rodrigues

    eu tenho só 15 anos, mas… essa foi com certeza a melhor conversa que eu já ouvi na minha vida. ótima reflexão.

  • Andrey Lima goulart

    Parabéns pelo cast! foi emocionante, quero saibam que esse podcast já faz parte da minha vida. Por que sempre que eu lembrar desse momento da minha vida, vou lembrar do canal42 e como ele foi e é importante pra mim.
    Que o fim do 42 demore muito a chegar.
    Tmj rapaziada!
    obrigado pelo programa.

  • João Antônio

    Depois de ouvir este cast por duas vezes, quero fazer umas considerações para o Ricardo. Comecei a ouvir este cast por causa do Jurandir. O Jurandir fala das coisas de sua infância e parece que crescemos na mesma rua. Não conhecia o Bruno e nem o Ricardo. Logo de cara me identifiquei com o Bruno e comecei a achar o Ricardo o cara mais chato do mundo, pelas suas análises que não eram de acordo como eu pensava, mas com o passar dos episódios comecei a gostar das suas análises e que tinha o total fundamento tanto que comecei a acompanhar o seu canal no Youtube e suas outras redes sociais, agora só assisto aos seus reviews, parei de assistir os reviews de Omelete e outros. Ricardo faz as análises com exatidão e não fala só por falar, como vemos muitos aí que não fundamenta a análise.
    Ricardo, você foi aquele meu amigo de classe que no primeiro dia de aula não fui com sua cara, mas que no final do ano já estava no meu rol de amigos. Desejo muito sucesso e que volte em breve!

  • Renan Conveniencia Macedo

    Voces não tem noção aonde esse podcast chega e eu não estou falando de distancia.grato

  • Diego de Paula

    How I Met Your Mother… foi foda qnd acabou 🙁

    • Marilia Gil

      eu chorei o.o

  • Francesca A

    Do caralho esse cast. Parabéns. Amo saber um pouco mais do íntimo de nossos ídolos.

  • Francesca A

    Ricardo. Deixa sua mãe ficar com você o máximo que puder. Eles não sabem chegar perto da gente e querem ser úteis. Fico feliz em saber que você a chamou. Sucesso sempre. Mudança é sempre muito bom. Vai lá ser feliz.

  • HeroiLegal

    Cinema, series e bastante musica.
    Estes foram os ingredientes escolhidos para criar um bom podcast.
    Mas o professor, acidentalmente, acrescentou um ingrediente extra na mistura: O feels!
    E assim nasceu O Podcast Perfeito.

    • Bruno Costa

      😉

  • Rodrigo DeAraujo

    Cast bom porém bem triste. Tocou lá no feel. Outra coisa, gente para onde está indo o o Ricardo?

    • Bruno Costa

      Canadá

      • Rodrigo DeAraujo

        Cara sortudo. A despedida é dolorida já passei por isso quando meus pais foram embora para os Estados Unidos juntamente comigo e minha irmã, éramos crianças mas me lembro como foi dolorida a despedida. Porém, depois você se acostuma sabe que estar em um local melhor e que pode ajudar quem ficou para trás. Hoje estou no Brasil novamente e quando voltei matar a saudade foi muito bom quando vi quem ficou para trás.

  • Katia

    Passado o susto monstro com o título… deu pra curtir! Que cast incrível. Muito legal ver que além de criadores incríveis de conteúdo para Internet, vocês são pessoas incríveis. Muito obrigada por compartilhar histórias de amizade e família. Muito comoventes, mesmo de longe, a gente se sente conectado e mais próximo de vocês. Espero ouvir vocês e o rapaduracast tb por muito anos! São meus companheiros constantes <3

    • Katia

      E só complementando, volta logo Ricardo! O 42, o território nerd fazem parte do meu dia dia!
      Tudo de bom e Boa sorte na mudança que vc é a Juliana sejam muito felizes lá!

  • Welligton Silva

    Estou passando por um momento difícil, tenho 3 amigos que sempre saímos juntos pra tomar cerveja, baladas, jogar conversa fora, só que agora todos os 3 estão namorando, um até mudou de cidade para morar com a namorada, e esta sendo difícil de me acostumar sem eles, e não quero ser a vela por isso não saio mais com eles, por um lado preciso sair conhecer novas pessoas uma namorada talvez por outro não tenho ninguém pra sair, ou seja minha única companhia é a solidão. É fim da nossa era de amizade, sei que novos amigos virão mas enquanto isso fico aqui em casa sozinho, sem ninguém pra conversar. É preciso aceitar que acabou.

    • Marilia Gil

      Que triste cara, mas não acho que a amizade de vcs acabou. Ela só mudou. É normal isso acontecer.

  • Andrey Lima goulart

    Parabéns pelo cast! foi emocionante, quero saibam que esse podcast já faz parte da minha vida. Por que sempre que eu lembrar desse momento da minha vida, vou lembrar do canal42 e como ele foi e é importante pra mim.
    Que o fim do 42 demore muito a chegar.
    Tmj rapaziada!
    obrigado pelo programa.

  • D for Doge

    Gostei da ideia do cast, mas achei que se estenderam demais num assunto que seria perfeito em um formato menor, até certo momento achava que era apenas a introdução do cast. Sinceramente, achei massante, não aguentei ouvir o castigo inteiro, ouvi até mais ou menos a metade e ricardei.

    • Marilia Gil

      mi mi mi

  • Filipe Bortoletto

    Decepção… Jurandir fala TOP ¬¬

  • Filipe Bortoletto
  • Filipe Bortoletto

    Dexter queria que fosse tipo CSI, tava repetitivo, mas era uma série que eu me identificava com o personagem principal (não pelo fato de ser um sociopata)

  • anderson

    Muito bom, me identifiquei com algumas histórias, vida longa ao canal 42 <o/

  • Daniel Bock

    Cade o stranger things na tabua???

    • Bruno Costa

      Deixa comigo!

  • César Lira

    Juras tenho 18 anos sou ouvinte de podcast a 9 anos (sim minha irmã me botava pra ouvir Nerdcast) e serio acompanho muitos semanalmente e esse junto com um Iradex pra min são pontos fora da curva! Queria que isso durasse pra sempre! Esse com certeza colocarei pros meus futuros filhos ouvirem!

    • Bruno Costa

      Bacana César!! Legal saber que chegamos tão longe!

  • filipe

    Que episódio sensacional! A maneira com que vocês conseguem falar sobre assuntos pessoais e de certa forma mais delicados é surpreendente. Parabéns por mais um episódio excelente!

  • Carlos Baptista

    Quando vi o título pensei que o cast tivesse acabado. Mas quando ouvi vi que era o melhor e mais emocionante episódio até o momento.
    Que o programa continue por muitos e muitos anos.

  • Bean

    O último fim difícil de aceitar foi o fim de freaks and geeks, que assisti recentemente no Netflix, e depois descobri que so existia uma temporada…

    Façam um favor de fazerem um cast sobre essa seria que eh demais…. saudades…

  • Sociedade Pop

    Nunca tinha comentado no 42 mais depois desse cast tive a obrigação de ir aki no site. Vocês estão de parabéns, já e a terceira vez que eu escuto esse cast que me deixou emocionado, esse programa pra mim foi o melhor do canal 42, Ricardo já está deixando saudades boa sorte mais o cast ñ vai ser o mesmo sem você. So pra finalizar vcs são muito foda, continue com o cast abraço e tchau…

  • Paulo Jeyson

    Muito bom o epsodio! Emocionante, mesmo apenas ouvindo em meu smartphone, me senti prómixo a vocês e envolvido com cada uma das histórias, foi de emocionar, vai ficar marcado esse epsodio! Parabéns e vida longa ao 42!!

  • Luis Sérgio

    Deduso e prevejo pessoas chorando em ônibus, academias e lavando louça. Programa emocionante.

    • Luis Sérgio

      Nunca vi tanta fraternidade e compaixão em comentarios na internet. Nunca que veremos algo assim acontecer novamente.

      • Bruno Costa

        Verdade!!

  • Pedro Raimundo Do Nascimento

    Eu não ouvi o cast, mas vou deixar a minha opinião sobre o fim.

    Algumas série tem seu arco final, alguns terminam com furos outros terminam “mal”, na minha opinião é que uma parte de nós não quer que acabe, afinal as série fizeram parte de um momento da vida ou da sua rotina, acabar algo assim dá vazio.

  • Grazik

    Chorei do início ao fim do cast. Me identifiquei com muitas das historias. Mas eu não estou com estrutura emocional pra comentar mais… hahaha. Ricardo Rente, boa sorte na sua nova jornada. Moro fora, e a mudança de perspectiva sobre a vida é gigantesca, com grande aprendizado e crescimento pessoal. E volte logo. 🙂

  • Gabriel Andrade

    Obrigado !! Esse foi o melhor podcast que já ouvi na vida!! Talvez a imensa identificação com cada caso falado, ou pelo fato de eu estar em uma fase tão nublada com a família, com mortes e doenças difíceis de lidar, em comparação ao tão brilhante momento no trabalho, atualmente trabalhando com o mestre Alam Moore; Entrei para assistir o episódio esperando em falar sobre Anos Incríveis, ou o fim do Cinecast, tão amado por min, e me surpreendi com a humanidade compartilhada.
    Obrigado gente! Mil vezes obrigado!!!!!

  • Romulo Ladeira

    Bruno Costa, ainda tem como baixar os episódios do cinecast? De todas as coisas que eu consumia e que acabaram o que eu mais senti foi o cinecast. Fiquei de Luto. Ele mudou minha percepção de cinema e de vida pra sempre.
    O Juras é demais. RESPECT. O cara passa por tudo isso e tem os conteúdos mais good vibes da internet. Força aí, pra todos.
    Boa Sorte, Ricardo. Volta logo, velho. o/

  • Rafael Nogueira

    Fala Pessoal do 42…
    Como não se emocionar com este podcast de voces!!!
    A historia do Bruno sobre o casamento dizendo que no começo era um sonho mais da esposa e depois ele viu o quanto seria bom. Foi a mesma coisa comigo… Queria so casar e não fazer festa e se isso acontecesse não poderia dizer o quanto foi bom o dia do meu casamento.
    O Ricardo com a historia de mudanças… pra mim isso é muito dificil até hoje, eu casei e estou morando na casa que vivi a minha vida toda, meus pais se mudaram e deixaram a casa pra mim, e não consigo me imaginar em outra casa (dificil pra mim isso) mas sei que tenho q me desapegar que isso aqui é material, mas pra mim fica dificil.
    E a historia do Jurandir dos amigos dele que ele perdeu quando tinha 12 anos… q barra, não conhecia a historia não e não tem como não se emocionar. As vezes eu sinto tambem que não tenho amigos, sou meio fechado pra sentimentos… mas sei que hoje tem uns 4 que eu posso contar.

    So voces mesmo pra fazer eu escrever em um podcast, ouço varios… o de voces desde o começo mas nunca comentei, mas este tema me tocou muito.
    Estão de Parabens pelo trabalho de vocês!!!

    P.S: Ricardo… Boa viagem, excelente transição e volta logo heim!!!

  • Cris Caporrino

    me senti numa terapia de grupo… são essas histórias e sentimentos que aproximam a gente, me deu vontade de dar um abraço em cada um de vocês, boa sorte Ricardo e vê se volta logo :D… Sintam-se abraçados!!!

  • Tom

    É um cast melhor que o outro… assim não dá . kk

  • Lucas Da Silva Biava

    Chorei um pouco aqui.
    Gostei muito de ouvir as histórias do Ricardo. Me sinto mais próximo dele.
    Obrigado.

    Boa sorte em sua nova vida.

  • Érica Tamiris

    Poxa, se Jurandir Filho não existisse ou não tivesse criado o RapaduraCast, eu não teria finalmente decidido assistir, naquela época, o que veio a ser a minha série preferida de todos os tempos!! Doctor Who!! Depois do RapaduraCast sobre Doctor Who eu me perguntei porque raios eu não tinha assistido essa série linda até aquele momento, e maratonei toda a série nova num momento bem estranho da minha vida também… Eu acabei virando fã imediatamente. Bom, eu tinha que comentar isso no Canal42, até porque o Jurandir, e o Siqueira, e o pessoal do Rapadura… foram responsáveis diretamente por eu ter assistido uma série que hoje é a minha companhia nos momentos tristes e felizes, a minha terapia é Doctor Who, assim como Rei Leão foi pro Jurandir.

    • Érica Tamiris

      E sobre finais… Bom, o Doutor não gosta de finais. É uma série que nunca acaba realmente. Sempre há uma renovação completa. Acho que essa é a minha grande conexão com a série também. Não lido bem com finais, acredito na importância das transformações mais do que em finais.

    • Marilia Gil

      Doctor Who é amor <3

  • Rodrigo Teles Medrado

    Estou comentando enquanto ouço o podcast, porquê certas coisas não precisam ser provadas por completo pra perceber o quão forte e relevantes são, e assim é o caso desse episódio. A primeira vez que ou vi o RapaduraCast fiquei emocionado, não só pelo tema, que na ocasião foi sobre 007, mas porquê pela primeira vez ouvi algo sobre cultura pop no sotaque nordestino. Sou do nordeste, mas vivo em São Paulo desde os quatro anos e só que está nessa cidade sabe o quão representativo é o programa e o trabalho que você faz, Jurandir. Depois conheci o 99vidas e agora o Canal42 e confesso que muitas vezes não fica difícil aceitar o fim dos episódios. E pra finalizar, conheci Jeff Buckley esse ano e não parei mais de ouvir e quando ouvi você falando dele apenas confirmou que esse episódio seria muito especial.

  • Diogo Superior

    Quando vocês comentam sobre perdas, sou uma pessoa q tem o problema de sentir de modo tardio elas.

    Uma significativa foi a morte de meu avô e minha avó.
    Nunca superei a morte deles

  • O fim está à nossa volta. Não temos como evitar, apenas adiar. Por isso, por mais que seja difícil, é preciso se preparar. Como eu disse, não é fácil, mas ai que está a questão: vivemos a vida nos preparando para o fim dela. Os que se preparam antes, vivem melhor? Não, sei, é subjetivo, mas não gosto muito de ser pego desprevenido.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Camila Albuquerque

    Tomei um susto de cara tamb’em, mas deve ter sido proposital ne!

    Cast incrivel, me emocionei varias vezes. Achei muito bom, porque criamos essa relacao de amigos com voces, por ouvir sempre, mas na verdade nao sabemos muito da pessoa. Quando aparecem esses casts contando um pouquinho de cada, faz a gente se aproximar mesmo. Parabens pela coragem de se abrir tanto com os ouvintes.

    Perguntinha: Ta indo pra onde o Ricardo??

    • Bruno Costa

      Ele tá indo para o Canadá! 😉

      • Marilia Gil

        Inveja… Mas ano que vem eu irei tbém! ;D

  • Alex Lucena

    Alguma chance de vcs fazerem um episódio sobre: “The Newsroom”.

    • Bruno Costa

      Sim!

  • Gil Ferreira

    Excelente o episódio, me identifiquei bastante com vocês, afinal, acho que todos temos uma história, mas obrigado por compartilhar a de vocês. Não é fácil falar de coisas que nos causaram um certo trauma, e me coloquei a pensar sobre tudo que perdi. Hoje já consigo aceitar muito melhor as perdas que tenho na vida, em contrapartida, dou muito valor para o hoje, vivo sempre como se fosse o ultimo dia, sempre dando o maior valor para as pessoas que gosto, sempre falo pra elas o quanto fazem parte da minha vida e o quanto gosto delas. Cada vez mais vejo que não podemos deixar para amanhã, pois talvez, no amanhã já estaremos em um outro plano espiritual. Sucesso a todos. Abraço.

  • Ed

    Não faz muito tempo eu comecei a ver as críticas do Ricardo no TN, daí um amigo meu me recomendou esse podcast e cara! Que podcast!!! Nunca desistam por causa de duzentas dúzias de babacas, Ricardo, tamo junto nessa história quase igual, Jurandir, você representa muito bem o nordeste, e Bruno parabens pela pessoa que és; de fato eu sou um ouvinte muito fuleiro, pois cada podcast merece um comentario, mas esse realmente vai ficar pra história, e parabens meus caros, parabens mesmo por esse projeto

  • Eric

    Kras, esperava uma conversa despretensiosa sobre séries que acabaram, um podcast que se ouve pra nunca mais ouvir(sem ofensas, kkk). Mas após escuta-lo tive que vir aki baixar o mp3, para coloca-lo em uma pasta que acabei de criar no PC com o nome Podcast Seleção.

    Esse podcast foi de uma imensa sensibilidade. Parabéns pelo trabalho.

  • Ramon Santos

    Episódio incrível e emocionante, e engraçado como as vezes pensamos que estamos passando por certa situações e parece que acontece só com a gente, quando ouvi o bruno falando do seu pai, que até hoje não consegue se relacionar tão bem com ele, ou quando o Ricardo(acho que foi ele) disse para imaginar como seria a vida da sua família sem vc é tb o Jurandir se fechando pra novas amizades devido ao acidente, cada uma dessas histórias formam um pouco da minha tb é acredito que de muitos ouvintes.
    Obrigado por nos proporcionar um cast tão bom e reflexivo.
    Ricardo independente da tua religião cara (e muitas vezes por não concordar com suas opiniões kkkkk) te desejo tudo de bom, que Deus abençoe teu caminho e que seja um recomeço de algo ainda melhor, vc merece cara.
    E a todos mais uma vez meus parabéns.

  • Elis Ulecka

    Sacanagem esse tema hein! Estou até agora tentando me recuperar, mas as lágrimas ainda rolando… Acho que todo mundo consegue se identificar com histórias sobre o fim. No meu caso, tenho sorte de nunca ter perdido um prende próximo, por exemplo, mas conheço bem a dor da despedida por tentar a vida em outro país. O sentimento de saudade que começa muito antes da mudança, só com a ideia das últimas vezes que ainda estamos experimentando… E hoje, quase um ano e meio depois que cheguei aqui cheia de incertezas, quando as coisas finalmente parecem estar dando certo pra valer, eu me pego aos prantos lembrando com nunca mais vou ter a chance de estar em São Paulo, escolher a sombra de uma árvore para me sentar e ler um livro, me deparar com um conhecido e parar para conversar sobre séries ou teorias de viagem do tempo… Caracas, acho que se não fossem os podcasts para controlar essa vontade de jogar conversa fora eu já tinha desistido de tudo.
    Boa sorte Ricardo, que as coisas deem certo pra vocês é que possam encontrar conforto para superar as dores das despedidas.

    • Marilia Gil

      Você está morando onde agora?

      • Elis Ulecka

        Moro em Montana, EUA. Quase nem e diferente de Sao Paulo 😛

  • André Luís Carvalho

    Acabei de ouvir o episódio e acho que foi no momento mais errado possível, minha esposa terminou comigo tem 1 semana. To sentindo um fim na pele neste momento 🙁

    • Marilia Gil

      Que triste o que aconteceu André…. ;(
      Tá melhor?

      • André Luís Carvalho

        Agora estou, poeira abaixou, to mais calmo, só estou aprendendo a viver solteiro de novo, acostumei a ter alguém comigo, obrigado por perguntar 🙂

  • JP F. da Silva

    Finalizando de ouvir este podcast…Estou em casa trabalhando um pouco (dei uma pausa para comentar aqui) e escutei a história do Jurandir pela segunda vez, e mais uma vez me emocionei. Me lembrei da perda da minha avó, e pensei nas escolhas que fazemos sempre pensamos que temos mais uma chance de dizer o quanto amamos alguém, mas não temos. Eu estava trabalhando no Estado do Amapá e minha família é do Rio Grande do Norte, fui passar as festas de fim de ano em casa e minha vó precisou fazer uma cirurgia, logo após o Natal de 2007, fui visitá-la no hospital e vi que estava tudo, aparentemente, bem. Tive que viajar no dia 02/01/2008, não consegui remarcar minha passagem e resolvi ir e na minha folga poder abraçá-la. Contudo no dia 03/01/2008 ela falecera e quando retornei para minha folga, só pude me despedir dela no cemitério…Hoje eu não deixo mais minha vida profissional/acadêmica sobrepujar minha vida pessoal. Sou casado e pai de um jovem Padawan (Edward Elric) e não abro mão de passar boa parte do meu tempo com eles e com minha mãe, mesmo morando longe.

    • Marilia Gil

      poutz, que triste. É muito foda só ver uma pessoa amada, fria, no caixão. Já passei por isso e não desejo nem pro meiu pior inimigo… ;(

      Mas, ó, péra: teu filho se chama como??? S´rio que é Edward Elric??

      • JP F. da Silva

        Sério…Ele irá carregador meu gosto por mangás/animes pelo resto da vida…ou até poder mudar o próprio nome.

      • JP F. da Silva

        Isso mesmo, minha esposa escolheu entre Anakin, Edward Elric, Alphonse Elric ou Rust Cohle…

        • Marilia Gil

          Mano, além de bom gosto (SW, FMW e TD) seu, sua esposa deve ser uma gracinha pra ter aceitado 😉
          E espero que seu filhote carregue esse bom gosto adiante 😉

  • Rubens Bartolassi

    Programa muito emocionante. Continuem com esse trabalho!

  • Roni Mendes

    Fala pessoal do canal 42, parabéns pelo cast, foi realmente foda e eu estava na dúvida se mandava por aqui ou por e-mail mas decidi postar aqui mesmo e torcer para que vocês leiam: MUITO OBRIGADO!! Esse programa foi tão foda que conseguiu me deixar mais próximo da minha avó, com quem moro e á muito tempo venho me desentendendo, sabe como é, diferença muito grande de gerações e ela não entende meus hábitos e vive criticando e eu não entendo os dela, mas esse programa mudou um pouco isso. Estávamos voltando da 25 de março e assim que ouvi o relato do Jurandir, acabei tendo uma reação forte e ela me questionou o porque disse e eu coloquei para ela ouvir, ela se emocionou, comentou e no fim parecia que era próximas de vocês, me perguntando suas profissões e onde moravam e me pedindo pra mandar um recado de que ela iria orar por vocês, e que estava torcendo para que dê tudo certo na mudança do Ricardo ^^. Sério, eu fiquei assustado pois ela parecia intima já, e ficou super á vontade ouvindo vocês e se interessou muito, então venho aqui deixar esse muito obrigado de coração, pois graças á vocês eu consegui ver uma chance de reconciliação e ela finalmente entendeu o porque de eu sempre estar de fone, e acreditem, nem reclama mais, só pergunta se é o programa dos meninos kkkkkk. Além desse momento inusitado, me proporcionou uma profunda reflexão sobre o momento atual da minha vida, que está um pouco bagunçado, mas estou convicto que irá melhorar. Muito obrigado de verdade e estou ansioso para os próximos programas. Um forte abraço.
    Ps.: Ela só reclamou um pouco do palavrões e ficou dando bronca em vocês no carro, mas tirando isso ela disse que vocês são muito legais , tirando a boca suja kkkkk.

    • Caraca, que mensagem legal, Roni! Sério, até contei pra galera aqui. Manda um beijão pra sua avó! 🙂

      • Roni Mendes

        KKKKK valeu Ricardo, já mandei aqui e ela mandou um abraço para todos, desculpa a demora no reply, e volta logo cara kk

    • Marilia Gil

      Que gracinha a sua avó <3

  • Paloma R F

    Obrigada por me fazerem chorar no meio da rua!

  • Branco Dunn

    Caraca, tudo que eu queria era encontrar vocês e dar um abraço depois desse cast!

    • Bruno Costa

      😉

  • Jade Ottoni

    Nossa, gente, esse cast pra mim foi um soco no estômago. Comecei achando que vocês iam falar de fim de séries (estava pensando em como nunca superei o final de Lost), e um pouco sobre a vida e no final tinha caído um olho no meu cisco. Eu acompanho o Canal 42 há um tempo e o RapaduraCast há alguns anos e não sei se vocês do cast tem noção da presença nas nossas vidas, como ouvintes. Falando por mim (inclusive quando falo isso a amigos que não costumam ouvir podcasts eles riem) vocês são praticamente meus amigos. Enquanto vocês fazem seus comentários, eu respondo daqui, e com o tempo eu conheço vocês, alguns detalhes da personalidade, da vida, das preferências, e é como se eu conhecesse vocês de verdade (especialmente o Juras, que já até leu email meu haha). Ouvir a despedida do Ricardo pra mim é como se uma pessoa que eu gosto de conviver estivesse indo embora. Não sei se mais alguém se identifica haha
    Ricardo, eu sei que você sempre vai ter sucesso nos seus projetos porque é um cara fantástico, espero que dê tudo certo e você volte logo 🙂

  • Marilia Gil

    Essa sensação de que a pessoa vai voltar a qualquer momento é de partir o coração, né? É como se algo estivesse fora do lugar, mesmo estando tudo “normal”… É foda… ;(

  • Marilia Gil

    Foda esse episódio. Fazia tempos que não ouvia um Canal42 e logo o que eu ouço pra retomar o costume foi um soco na boca do estômago…
    Ricardo, espero que você esteja se adaptando bem no Canadá e que seja muito feliz aí.
    Juras, que barra essa história dos seus amigos… Antes mesmo de vc dizer o que tinha acontecido eu já estava com o coração na mão… Foda. Mas que bom que você encontrou o seu Hakuna Matata. ;]
    Uma outra parte que me tocou muito foi quando falaram dessa dificuldade de fazer amizades… Sempre fiquei muito no meu mundinho. Meus melhores amigos eram por cartas e hj, mesmo depois de formada, não tenho amigos de escola ou faculdade…

  • Diego C.

    Acabei de passar por todo o processo de sair do país e realmente é muito estranha essa sensação de se despedir de todo mundo. Por mais que você vai continuar vivo, podendo visitar sempre que der, a impressão é a de que esses são os seus últimos dias, mesmo que ali na frente você vá renacer, mas certamente será uma outra pessoa.
    Apesar de não ser essa maravilha que muita gente pensa, só pela experiência, morar fora do Brasil tem valido muito a pena.

  • Claudio Duarte

    Nunca havia comentado sobre nenhum “episódio”, mas esse foi muito especial. É muito estranho se sentir próximo de quem a gente nem conhece, e esse programa fez com que eu me sentisse mais próximo ainda de vocês. Abertura sensacional, até chorei aqui. Parabéns pelo trabalho de todos, e mais ainda por se abrirem assim tão abertamente para tanta gente. Abraços!

  • Olhos suados durante todo o cast. Vocês são foda

  • adjonas lima gomes

    Nossa senhora que cast foi esse ein?. Mesmo com pouco tempo que acompanho vcs. Mas eu já considero tanto. Muito de verdade. Me sinto bem quando vcs falam sobre suas histórias de vida. É esse episódio foi de partir o coração. Mesmo não sendo o fim.. e tbm eu não estava em um bom dia. Mas adorei o cast . Parabéns pelo trabalho.

  • Marcelo SEP

    Esse cast foi uma terapia pra mim, chorei e me emocionei muito ouvindo. 2016 tem sido um ano muito difícil e de certa eu pude me abrir um pouco ouvindo vcs.

    Obrigado por tudo! 🙂

[contact-form-7 id="78" title="Formulário de contato 1"]
Mostrar
Sumir