S02E31: The Get Down [TEMPORADA 1]

Canal42 S02E31

Jurandir Filho, Bruno Costa e Ricardo Rente comentaram sobre a primeira temporada de The Get Down, série exclusiva da Netflix. Criada pelo cineasta Baz Luhrmann, a série traz trechos musicados em uma Nova York de época. Os 6 episódios estão de bom tamanho para o começo dessa história?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


ASSISTA AO TRAILER DE THE GET DOWN


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Diego de Paula

    Série incrível! Mais um acerto (em cheio) da Netflix.

  • Cleber Segundo

    Netiflix é otima e tudo. Mas agora voces só fazem podcast de series da Netiflix….

    • Bruno Costa

      Ricardo só tá com acesso a Netflix lá fora e HBO GO, por isso estamos segurando as séries que não ão da Netflix.

      • Cleber Segundo

        ok, é que não assisti ainda Narcos e nem esta Get Down, ai vou ficar devendo ouvir o cast até assistir ou não estas series.

      • Marco Antonio de Oliveira Sant

        uéh pq ?

      • Ítalo Dos A. Santos

        manda ele baixar por torrent

    • Marco Antonio de Oliveira Sant

      ué pq?

    • Antonio Junior

      Mas as series da Netflix sao excelentes, cara ! To curtindo mt os casts.

  • Anthenor Júnior

    Fala sério Bruno!!! Difícil é português com milhões de flexões verbais, acentos, etc, etc., Eu sei que é desafiador, entender de ouvido no inicio principalmente, mas as regras é o de menos, aprende elas rapidinho, adquire vocabulário que o resto vem na sequencia, basta não desistir. 😀

    • Bruno Costa

      É difícil mano! uhauhauah

  • Clayton

    O rente pode ser meio mala, mas é o complemento perfeito no trio, fez falta!

  • Quando vcs foram fazer os Cast de Oz (ou ate mesmo o Bonanza) será um cast para cada temporada ou irá abordar todas?

    Obrigado! 😀

    • Bruno Costa

      Rapaz..não sabemos ainda

      • vlw !! 🙂

      • Antonio Junior

        Bruno ! Deixa a hbo go chegar direitinho aqui no Brasil ! É osso tentar ver online essas séries. Netflix me acostumou mal hehe

  • Ceh

    Primeiramente gostaria de dizer que, quando comecei a ouvir o podcast, toda vez que o Jurandir dizia “aqui no 42 a gente fala sobre séries”, eu ficava “quê?!”, Como se alguém tivesse me chamado… (Meu nome é Ceres, aliás) Levou um tempo pra ver que não, ninguém estava chamando meu nome!
    Enfim! Vocês estão de parabéns pelo trabalho! Esse podcast foi interessante e me deu muita vontade de ter participado do papo, pois vi o seriado muito despretensiosamente e adorei. Sempre curti hip hop, os novos nomes como Macklemore e os “de raiz” como Tupac mas nunca pesquisei sua origem. Foi muito muito bacana poder, através do seriado e da conversa, dar essa olhadinha nesse mundo muito mais duro e sofrido do que eu poderia conceber daqui da minha cadeira privilegiada, e compreender melhor o porquê desse gênero musical ter conquistado o mundo. Isso de tal maneira que até em países como a Holanda ele é presente. Aliás, pra quem gosta, fica a dica de um rapper belga, criado na Holanda, branquelo e de óculos com uma dicção fantástica chamado Brainpower.
    Obrigada meninos por animarem a semana com sua descontração e continuem com o fantástico trabalho.

    • Bruno Costa

      Brainpower?! Curti muito o nome hahaha

  • Marco Antonio de Oliveira Sant

    Pq o Ricardo Rente não baixa séries?

    • Ítalo Dos A. Santos

      pois é.. boa pergunta .. acho que e por opção mesmo

    • Ítalo Dos A. Santos

      e porque parece que tem uma lei seria lá no canada em direitos.. vc pode receber uma multa.. pqp deus e mais vei

      • Marco Antonio de Oliveira Sant

        ué, como esse pessoal vive então? aligando filme na locadora?

        • Sarah Oliveira

          Comprando legalmente.

          • Marco Antonio de Oliveira Sant

            Então devem ser tudo rico…

          • Marco Antonio de Oliveira Sant

            Imagina a quantidade de lixo… você vai comprando e acumula uma tonelada de coisas, depois tem que jogar tudo fora… deprimente, num país que tem tão pouco espaço… só porque não pode alugar… que decepção pra um país desenvolvido assim… com certeza foi a Nintendo que comprou essa lei…

          • Sarah Oliveira

            Quando você compra legalmente, não necessariamente precisa ser a mídia física, você pode baixar conteúdo digital legalmente. Foi essa a discussão anterior.

          • Antonio Junior

            Esse é o povo brasileiro… achando um absurdo estar dentro da legalidade… dps reclamam …

  • Marco Antonio de Oliveira Sant

    Ouvi a parte sem spoilers aqui. Depois de Luke Cage não consigo mais nem ver outra série sobre o Harlem… começando a parte com spoilers… spoilem tudo!

  • Marco Antonio de Oliveira Sant

    Esse Notorious Big não era da série do Luke Cage??? Como que ele tá no Get Down?

    • Bruno Costa

      A gente contratou ele tb! 😉

  • Rogério Porto Ribeiro

    Acho que o Bruno podia investir na carreira de rapper hein! O cara tem um flow bacana XD

    • Bruno Costa

      uhauhauhauhah nem!!! To fora disso!

  • Erick

    Vamos ter canal42 sobre The Crown?

    • Bruno Costa

      Provavelmente!

  • Diogo Maia

    Achei um pouco excêntrica no começo, os personagens, o visual, bem Moulin Rouge mesmo. Porém, depois me acostumei com o estilo do seriado e até aproveitei bem. O último capítulo foi animal!
    Nota ***1/2

  • Matheus

    Parabéns, vocês me convenceram a assistir essa série.
    Muito Bom o podcast. Esperando mais!

  • Em primeiro lugar parabéns pelo cast! Sensacional de ouvir e ótimos pontos levantados! Queria só deixar algumas considerações

    1) vocês falaram que aquela cena do Dizee naquela balada não agregou nada, mas é uma cena além de tão importante pra mostrar essa minorias oprimida que sempre exsitiu, que era um dos maiores focos da música Disco. Inclusive foi nessa cena que tocaram o CD da Mylene e foi um dos maiores DJs da cena gay e por isso ela consegue o reconhecimento prq assinar o contrato

    2) a música final, mais do que ter sido dividida pra “cada um mostrar seu estilo” é que eles tinham que bolar um jeito de cantar mais alto pra bater de frente com o sistema de som da outra banda. Achei a solução genial que eles encontraram,tanto que nem foi muito um freestyle porqur o Zeke escreveu a letra pra eles cantarem juntos alguns trechos (:

    • Bruno Costa

      Ótimas observações

  • Leonardo Oliveira

    CANAL 42 MONSTRO SÓ ISSO!

  • Marco Antonio de Oliveira Sant

    Cadê os comentários do episódio do Orfan Black?

  • Matheus Roberto

    Sobre a série e os paralelos que fizeram com outras obras (inclusive as do próprio Baz), eu diria que essa vontade do Juras de ver algo dos rappers não é algo tão distante considerando o quanto vem crescendo a popularidade do Hip-Hop na mídia.

    Eu apostaria em algo mais documental como Sonic Highways já que as perspectivas daqueles que conheceram ou foram influenciados ou que conheceram artistas como Tupac e Notorius poderia resultar em entrevistas bem legais e talvez diminuiria a desconfiança de fãs do gênero sobre a abordagem da história desses artistas, um dos motivos pelos quais a avaliação de alguns filmes biográficos não saem da margem do 8 ou 80.

    Aquilo que o Ricardo falou sobre o peso da fama acabar distorcendo a imagem de muitos artistas é algo recorrente na indústria musical, principalmente se observada a mudança nas discografias de artistas que vão adaptando-se ao Pop ou tentar diversificar dentro do que sabem para sobreviver no mercado e são metralhados pela crítica preguiçosa de “este não chega nem perto do que foi o melhor trabalho do(a) artista ou banda”

    P.S: Continua com essa vontade Bruno q que quando o senhor chegar em um bom nível linguístico vai poder morrer de rir com séries como Arrested Development, Community e Parks and Recreation.

  • Antonio Junior

    Vi essa série grande em parte pra ouvir esse cast. Eq grata surpresa. Divertida, bem feita, 6 eps q passam voando. A propósito podiam deixar essa metrica de 6 eps para as séries da marvel. Mt bem condensado e com poucos fillers. De resto, ja estou com saudade dos personagens. E pra mim a melhor cena é a do ep 6 sem dúvida. Que puta show eles deram !

  • Diego C.

    Que série fantástica! É uma pena que muita gente parece não conhecer.
    Apesar de episódios longos a série quase não tem barriga.
    Pra mim é a melhor série dá Netflix junto com Stranger Things e House of Cards.

*Campos obrigatórios

Mostrar
Sumir