S02E33: Black Mirror [TEMPORADA 3]

Canal42 S02E33

Jurandir Filho, Bruno Costa e Ricardo Rente comentaram sobre a terceira temporada de Black Mirror, série que está disponível na Netflix. Foram mais de 3 horas de papo sobre os 6 episódios, ou seja, 6 histórias diferentes. A série já tinha um grupo seleto de fãs e a partir dessa temporada ganhou uma legião. Como isso aconteceu?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


TIMELINE DO PODCAST

Ep. 01 Nosedive [08:04]
Ep. 02 Playtest [42:28]
Ep. 03 Shut Up and Dance [01:07:00]
Ep. 04 San Junipero [01:36:13 ]
Ep. 05 Men Against Fire [02:05:24]
Ep. 06 Hated in the Nation [02:26:00]


ASSISTA AO TRAILER DE BLACK MIRROR TEMPORADA 3


VOTE NO TROFÉU 42 2016

Participe agora da nossa votação anual!


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Sulean Moura Barros

    01 – Nosedive: O Bruno foi muito bem, menos na parte onde ele foi muito determinista, o homem já nasce submetido a ditadura da natureza, o homem nunca escolhe, somos primariamente submetidos aos mecanismos naturais. Depois nascemos em um mundo construido através do erro e da ignorancia, um mundo que antes de nós nascermos já existe como ele é, nós somente estamos participando de acordo com a maré, o individuo que vai ser agente de mudanças na sociedade causa uma oscilação no paradigma atual onde em algum momento comportamentos naturais se tornam abobnaveis devido ao avanço do conhecimento e tecnologia. Nosedive mostra um ambiente semelhante as nossas classes sociais, ninguem gosta de participar, mas é o unico meio que nos é apresentado como meio de sobrevivencia.

    02 – Playtest: Falaram muito bem e destrincharam completamente.

    03 – Shut up and Dance: O que é apresentado no episodio é algo que realmente acontece em foruns como o Reddit, o episodio foi bastante inspirado nisso. Por isso juntaram hackers, pessoas que cometeram crimes e memes. A parte do meme é como eles dizem é #4TheLulz.

    04 – San Junipero: Melhor episodio. Jogo Indie “Gone Home” mandou abraço!

    05 – Me Against Fire: Voltando ao 01, e o comentario do Bruno. Violencia, Inveja e Ganancia são ensinadas, é muito facil participar de uma guerra em um videogame em um ambiente controlado, essa crença determinista do ser humano vem desse véu que se usa pra explicar um comportamento que você não experiênciou e realmente tocou na realidade disso. Como o Juras falou, os veteranos de guerra são homens quebrados por serem colocados em um ambiente que vai contra as suas reais necessidades. Como o Ricardo tocou no assunto, o maior desafio da humanidade é descobrir que o ser humano que está ao seu lado não é o inimigo, mas o ambiente, cultura, religião, tradição e ideias não questionaveis são.

    06 – Hated in Nation: #SaveRicardoFromBully

  • Eduardo Brugnago

    É sério isso?
    “- Bom, e o próximo episodio, vamos falar do que?
    – Podemos falar de Black mirror, q ta se tornando uma série bem falada por aí.
    – Ta bom, então falaremos sobre black mirror. Foi chocante mesmo aquele episodio do porco e…
    – Que? Do porco? Isso é da primeira temporada, vamos falar logo sobre a ultima, foi nessa q ganhou mais visualização, vamos ficar atualizados e falar dela, ja q a serie nao segue uma linha de episodios nao vejo problema.”

    Só pode ser assim q foi escolhido isso, só pode. Só q quem vai assistir, como eu, tenta manter o ritmo seguindo do inicio da série pro seu final, então nao vi a terceira temporada ainda (vi ontem nosedive, e vou ouvir até essa parte no podcast), mas espero que vejam isso como sugestão, se tivessem feito das primeiras temporadas eu iria escutar tais podcasts tbem (se o fizeram e eu q nao achei, desconsiderem e deixem o link aqui, obrigado).

  • Branco Dunn

    Black Mirror já é Top 3 da vida. Parabéns pelo cast, meninos!

  • lucas rafagnin

    BlackMirror é sensacional, ja assisti as 3 temporadas e todo episódio deixa uma sensação diferente pra nós, e claro aquela vontade de discutir isso com alguém.

    Pra mim o melhor episódio nesta temporada foi “Shut up and Dance”, talvez por ser algo tão próximo da nossa realidade e cotidiano. No final do episódio fica aquela divisão, primeiro um sentimento de pena por aquelas pessoas envolvidas, e em seguida, claro ódio pelas merdas que todos eles fizeram e que os colocaram naquilo.

    O cast conseguiu alcançar o nível de excelência da série, se aprofundando em cada tema, além de uma edição fantástica, onde a cada episódio abordado me colocava novamente naqueles Mundos.

    SHOW!

    Façam logo sobre as outras 2 temporadas!

    Lucas Rafagnin, Fco.Beltrão – PR

  • João Paulo Sartori

    O que eu acho interessante de Black Mirror é que ela não é uma serie que fala sobre tecnologia, mas sim sobre filosofia, a tecnologia é apenas um meio para abordar temas tão ricos, por isso a serie tem a capacidade de tocar um publico maior, desde que este esteja disposto a observar certos aspectos dentro de cada episódio, coisa que o pessoal do cast foi muito bem. A edição do cast está incrível, tanto que em alguns momentos chega a ser imersivo. Depois eu até posso deixar um comentário de episódio a episódio sobre as temáticas e algumas coisas que o cast não conseguiu abordar. O Jurandir disse ao comentar o episódio “Men Against Fire” que a Alemanha de Hitler fazia “lavagem cerebral” nas pessoas, vou relevar por que o Jurandir não é historiador, e eu entendi perfeitamente o que ele quis dizer, no caso a manipulação popular contra os não-arianos, porem é um processo muito mais complexo que este, que já estava enraizado na mentalidade do povo alemão vide o conceito de “volksgeist”, também recomendo a leitura de “Os carrascos voluntários de Hitler: o povo alemão e o Holocausto de Daniel Goldhagen” que faz um contra ponto a essa visão de uma Alemanha que foi simplesmente manipulada. Concluindo, foi um excelente cast, estão todos de parabéns pela abordagem que deram a serie, especialmente o Bruno, que soube embasar muito bem suas ideias. Foi minha edição favorita desse ano do cast, tanto que tive que vir aqui escrever para vocês.

    João Paulo (JP), 24 anos, Curitiba

  • Ítalo Dos A. Santos

    Eu só vi os 4 epi os primeiros.. fiquei com preguiça de ver o resto.. Mas eu curti , principalmente o 2 do v.r.. eu achei foda algo meio a origem.. Mas o 3 epi eu não intendi muito bem.. pelo menos até o final a motivação do menino..porque ele estava se masturbando para fotos de crianças.. por isso que ele fez tudo.. mas em questão de privacidade realmente e algo pessoal.. mais eu nunca faria o que o kenny fez por causa de um simples vídeo meu me masturbando..o que todo mundo faz.. então esse episodio do inicio ate o final não entendi.. só nos 45 do 2 tempo foi revelado o motivo maior pro kenny ter feito o que fez;

    • Santos Cárlos

      Então pedofilia acho que e mau visto pelas pessoas,alem de ser crime,deve ser por isso que ele fez a coisa toda

      • Antonio Junior

        A pedofilia não é crime. O estupro de vulnerável que é. Pedofilia é uma doença.

    • Luciana Rodrigues

      Ítalo, vc entendeu que não é um simples vídeo, certo? Quando vc se masturba vendo imagens de mulheres (ou homens) nus seria considerado normal. TAnto que eu não entendia o pq dele ter ficado tão desesperado a ponto de se mijar nas calças. Já com crianças, é fim da vida! Em tempos modernos, em que tudo viraliza e todo mundo tem o julgamento na ponta dos dedos, imagina um vídeo seu se masturbando olhando crianças? Fim da vida social, com ctz.

      • Ítalo Dos A. Santos

        pois é.. ele tinha esse motivo.. mais desde o começo eu não estava torcendo pra ele… pq logo eu saquei que ele tinha se masturbado vendo algo terrível.. pq se fosse qualquer outra pessoa ..não faria o que ele fez.. mesmo vendo videos homossexuais .. pelo menos eu não

        • Notlim Asuos

          Eu não mano, fui enrolado como um patinho. A ligação da mãe foi um soco na minha cara. Pensei que tudo era pela vergonha mesmo.

  • Clayton Miranda

    Mais de 3 horas de cast, muito foda! Parabéns!

  • Diego Gonçalves Teixeira

    Black Mirror é uma série que mexe com minha cabeça, pois eu invejo muitas coisas apresentadas nela como aquela realidade virtual do 2º episódio e sobre ter a escolhe de viver pra sempre dentro de uma simulação de computador.

    Vocês acham que nossa geração vai viver pra ver um tecnologia dessas?

    Parabéns pelo Cast, 3 fucking horas!

    @RicardoRente você foi um chato no rapaduracast do dr estranho, mas no canal42 vc é ótimo.

  • Marco Antonio de Oliveira Sant

    Bom podcast. Uma observação sobre o comentário do Ricardo é que, nessa situação hipotética que apenas você é imortal, conforme o tempo passa você vai se adaptando ao novo tempo, portanto você não fica totalmente deslocado do tempo que você está.

  • Desisti no segundo episódio da primeira temporada 😐
    Senti repulsa do pessimismo que a serie me passou, mais, foi muito bom o podcast 🙂

  • Cuca Beludo

    Só avisar o Jurandir que ano que vem tem mais uma temporada “Wet Hot American Summer” confirmado pra alegria da galera !! hahahahahaha

  • Santos Cárlos

    A youtuber trans é a mandy candy

  • San Ramon

    Excelente podcast. Ele é longo, mas passou voando. Boas pontuações de todos os integrantes. Basicamente concordei muito com todos.

    1. Nosedive.
    Ele ecoa um pouco discussões melhor abordadas em “Fifteen Million Merits”. A Bryce Dallas Howard até se esforça, mas o episódio não vai muito além das suas boas intenções. De bom excelente trabalho técnico, as cores, as tomadas de câmera, tudo de boa qualidade.

    2.Playtest
    Eu realmente não gostei. Eu não entrei muito no episódio e até cogitei que na verdade era a mãe dele mesmo que tinha a doença e ele estava fugindo dela. Não me assustei, não entrei na brincadeira, a simulação dentro da simulação também me pareceu um modo fácil demais de chocar.

    3. Shut Up and Dance
    Vou dizer que é o melhor episódio da série. Eu embarquei na jornada do menino e fui plenamente enganado pelo roteiro. Mesmo com a repulsa da irmã, a cena com a criança, o esforço dele em manter escondida uma simples punhetinha, eu me senti quase assistindo um (bom) filme do Shyamalan ou David Fincher.

    4. San Junipero
    Muito bonito e de fato levanta muitas bandeiras sociais e existenciais instigantes, mas eu devo dizer que achei o final doce demais. Saber que ele foi feito pra ser uma utopia melhorou um pouco o episódio pra mim. Não sei, se ela tivesse decidido não ficar no sistema talvez tivesse me agradado mais, faria mais sentido com todo o discurso que fez sobre a perenidade da vida. Acredito que aquele aparelho na têmpora “suga” os processos neurais do cérebro prestes a morrer. Mas, pessoalmente, ainda acho que é apenas uma simulação de vida e não vida plenamente.

    5 Men Against Fire
    Como o Bruno eu matei rápido o sentido do episódio. A ideia é boa, o pequeno discurso do Doug é excelente, mas achei o episódio de uma qualidade um pouco menor que a dos outros tanto em roteiro quanto em visual.

    6. Hated in the Nation
    Muito bom. Lembrei de algumas boas obras como Perfect Blue, Paprika, Death Note. Curioso que no fim, brilhantemente, o diretor prefere não nos mostrar se o cara seria punido ou preso. Provavelmente será, mas precisamos ver? Precisamos de alguma grande cena final? A gente precisa ver a justiça espetacularizada aos nossos olhos? Muito foda.

    • Rodrigo DeAraujo

      Não foi uma simples punheta. Ele estava vendo pornografia infantil.

      • Luciana Rodrigues

        “…o esforço dele em manter escondida uma simples punhetinha,…” Acredito que o sentido que ele escreveu foi: “O cara tá com vergonha pq foi filmado se masturbando?”.Foi o mesmo que pensei o ep. inteiro, até o momento da revelação do porque aquele medo todo do vídeo ser vazado.

  • Diogo Maia

    Assisti os 13 episódios em três dias para acompanhar esse podcast. Tenho que admitir que apesar de achar Black Mirror brilhante foi bem complicado receber toda aquela carga dramática e pessimista da série em tão pouco tempo. Tendo isso em vista, aqui vai a minha rápida análise:

    Pra mim o ponto de vista a respeito da tecnologia não é um defeito, é apenas um lado que o Charlie Brooker decidiu abordar. É óbvio que a tecnologia tem um lado positivo também, mas que tal fazerem um seriado sobre isso? Tomorrowland, por exemplo, é um filme que mostra uma face mais otimista deste mundo hightech em que vivemos.

    No geral gostei muito das interpretações, fotografia, trilha sonora e direção de arte. Cada capítulo pode ser considerado um filme a parte, genial mesmo. Descobri que esse formato de antologia é o meu favorito, pois dispensa aqueles cliffhangers malditos.

    Ordem dos capítulos da terceira temporada, do melhor pro pior: 1, 3, 2, 4, 6 e, por último o 5.

    Parabéns pela edição. Foi a mais longa de um podcast que eu já ouvi e passou voando.

  • Rodrigo DeAraujo

    Assisti todos episódios a partir do anúncio no último cast. Nunca tinha visto a série antes. Alguns dias via um ou dois episódios em sequência mas não conseguia ver mais a carga era muito pesada. Ainda estou ouvindo o caso, vim aqui falar sobre o Playtest. No cast eles falam de sonhos e é super verdade. Sonhos conseguem te deixar fucked Up legal. Ultimo sonho que tive era sem noção mas para ter ideia. No sonho estava passando uma situação com a esposa aí eu no sonho queria pesquisar na net sobre o assunto mas eu no sonho sabia que estava sonhando então eu via eu tentando acordar mas não conseguia e voltava a dormir. Eu sonhei que estava sonhando e nesse sonho do segundo nível estava sonhando uma situação.

    Sinceramente não me lembro se sonhei antes do episódio ou depois de ter assistido ele mas foi muito louco. Sonhar que estava sonhando e nesse sonho eu estava sonhando dentro dele.

    Acordei com a mente a mil tentando montar o que acabei de ter passado.

  • Anthenor Júnior

    Muito foda a discussão galera! Queria salientar um ponto que o foi levantado, quanto se a cópia de você ser você, amigos, nós não somos nós! Todas nossas células se renovam a cada dia, as que mais duram são trocadas em poucos anos, e já somos todos células totalmente novas, provenientes do que nos alimentamos. Dorme com essa, hahaha.

  • Vitor Reis

    Caraca, esse podcast é muito Black Mirror velho.

  • anderson garcia

    Black Mirror é fantástica. Talvez seja a melhor série em exibição. O programa consegue fazer um estudo profundo sobre a natureza humana e o avanço tecnológico. Apesar da maioria dos episódios terem uma estética futurista, a série consegue ser mais atual do que qualquer jornal publicado hoje. Apesar de todo meu depoimento, é a segunda semana consecutiva que estou a perguntar: CADÊ O CAST SOBRE A SEGUNDA TEMPORADA DE MR. ROBOT, PESSOAL?!

    • Próxima segunda! 🙂

      • anderson garcia

        Obrigado, Ricardo!

  • Magno Ferreira

    Impressão minha ou eu ouvi Tears in Rain durante a análise do sentido da vida do episódio 4?

    I’ve seen things you people wouldn’t believe. Attack ships on fire off the shoulder of Orion. I watched C-beams glitter in the dark near the Tannhäuser Gate. All those moments will be lost in time, like tears in rain. Time to die.

    Apelação mano… kkk. Parabéns!

  • lucas rafagnin

    Sobre o inicio do cast, onde comparam iPhone x Android:

    É engraçado como a maioria das pessoas que reclamam da plataforma Android, de travar e tudo mais, são aquelas que utilizam aparelhos de ~800-1000$, e querem comparar com iPhones que custam na faixa dos 2000-3000$.
    Quem sabe se comprando um android nessa faixa, esses pontos da camera que o Ricardo reclamou, sejam solucionados…

    • Não é o meu caso. O meu Nexus 6p era o high-end do Google até ano passado (hoje substituído pelo Pixel XL).

      • lucas rafagnin

        Então retira o que eu disse 🙂

        ou pelo menos, não se aplica ao seu caso.

  • AdassaNisânia

    Nunca tinha ouvido o Canal 42. Ouvia alguns pedaços quando meu irmão ouvia na sala. E ele sempre, SEMPRE, falava de algo do podcast. Aí quando ele disse que tinha saído um episódio de Black Mirror, foi a isca perfeita.
    Amo a série! Me recomendaram assim que ela foi lançada, e eu amava a sensação de reflexão que você sentia quando terminava cada episódio.
    E agora, depois de ouvir vocês sobre Black Mirror… Acho que vou ouvir todos! Parabéns pro meu irmão kkkkkk ele conseguiu mais um ouvinte para vocês!

  • Luis Fernando Mendes

    Black Mirror é sem sombra de duvida uma das melhores series da atualidade. Alem de tratar inúmeros temas decorrentes, é uma serie que trabalha com sua mente de forma espontânea, inumeras criticas sociais a ponto até de vc não dormir. Se as primeiras temporadas foram 5.5 Pontos a terceira foi 4.0 mas não perde a essência do que a serie quer se propor. Enfim, pra quem nunca viu a serie a recomendação é ENORME

    ps. desafio Continuar com os episodios num mesmo dia apos um Shut up dancing da terceira ou White bear da segunda;

    Enfim excelente cast e Aguardando o canal 42 da segunda temporada de Mr Robot porque essa temporada foi 1

  • Henrique Tavares

    Uma coisa que não entendo é quando falam dos episódios como “podia ser um filme” ou “podia render um seriado”. Por que já não podem ser considerados filmes? Por que necessariamente tem que explorar cada mínimo detalhe se a diversão é como rola no cast, incitar a reflexão?

    E tem muito filme muito mais longo que é muito mais superficial. Tem muita série que pega a mesma quantidade de conceitos e esticam pra toda uma temporada, ficando aguado e cheio de enrolação no meio. Eu acho que, em questão de formato, está no ponto ideal.

    Esse jeito de ser conto, independentes entre si, e ainda mais, com narrativa extremamente concisa, é uma das coisas que mais gosto em Black Mirror.

    • Notlim Asuos

      É aquele desejo de “tomara que isso nunca acabe”.

  • Lorenzo Ramos

    O quinto episódio parece ter se inspirado um “pouquinho” nesse curta sci-fi aqui kkk

    https://vimeo.com/147365861

    Tinha visto bem antes, então perdeu toda a graça pra mim :/

    Ps:. Esperando o episódio sobre Leftovers xD

  • Léu Borelli

    Qual o problema desse Ricardo gente?

  • Tauan

    O Shut up and Dance, me lembrou Seven, com um hacker fazendo o papel do assassino do Seven

  • Rodrigo Lopes da Silva

    Rodrigo Lopes da Silva, 23 anos – Estudante de Jornalismo – Vitória-ES

    Já estava na lista de séries para eu assistir, mas depois do excelente cast sobre os talk shows, e lendo os comentários vocês dizendo que iriam lançar um programa sobre a série Black Mirror, eu rapidamente corri para assistir essa maravilhosa série. Mas infelizmente ou felizmente, não consegui fazer maratona, pois depois de cada episodio eu precisava de um tempo para processar tudo que aconteceu no episódio. Fiquei muito mal, mas, por um lado bom, pude perceber o quanto a nossa sociedade estar atrelado nesse reflexo que a série aborda. Parabéns pelo maravilhoso cast!!

    PS. Por favor façam um cast sobre a season 1 e 2
    https://uploads.disquscdn.com/images/68828101d6c83ebc821f17a4102dbedb5ed45b8724d23dc8869e00282319882c.jpg
    Obrigado!!!

  • Rodrigo Lopes da Silva

    Rodrigo Lopes da Silva, 23 anos – Estudante de Jornalismo – Vitória-ES

    Já estava na lista de séries para eu assistir, mas depois do excelente cast sobre os talk shows, e na leitura dos comentários vocês dizendo que iriam lançar um programa sobre a série Black Mirror, eu rapidamente corri para assistir essa maravilhosa série. Mas infelizmente ou felizmente, não consegui fazer maratona, pois depois de cada episodio eu precisava de um tempo para processar tudo que aconteceu no episódio. Fiquei muito mal, mas, por um lado bom, pude perceber o quanto a nossa sociedade estar atrelado nesse reflexo que a série aborda. Parabéns pelo maravilhoso cast!!

    PS. Por favor façam um cast sobre a season 1 e 2
    https://uploads.disquscdn.com/images/68828101d6c83ebc821f17a4102dbedb5ed45b8724d23dc8869e00282319882c.jpg

    • Bruno Costa

      Faremos a Season 1 e 2

  • Rodrigo Osório

    Gurizada, que episódio sensacional! Foi a mesma sensação que tive ao ver Black Mirror, o tempo passava muito rápido. Li esses dias uma comparação e acho que vem bem a calhar: Black Mirror é o Além da Imaginação do século XXI. Cada episódio trazendo uma reflexão! Já vi todas as temporadas, o meu episódio predileto é o White Christmas, com Jon Hamm. Desta terceira temporada, fico com o San Junipero que traz toda a reflexão de ser idoso e a vida após a morte. Eu gosto de ouvir o 42 pois muitas vezes deixamos passar alguma coisa. Além do mais, vocês conseguem aprofundar o tema e trazer pra atualidade da nossa geração. Parabéns, Jurandir, Ricardo e Bruno! Rodrigo Osório, Porto Alegre/RS, 35 anos.

  • Wilkson Luiz Silva

    Vim comentar só para não passar em branco

  • Léu Borelli

    Olha como o mundo é belo… Bruno não gostou do Men Against Fire, já na minha humilde opinião Men Against Fire é foda. San Junipero é que é ‘OK’ apenas.

    • Bruno Costa

      E não é? hehehe

  • João Marcos

    Muito bom episodio do 42 , já estava com saudades de um cast com 3 horas. Conheci Black Mirror ano passado e logo devorei todos os episodios avidamente, fazia falta um cast do canal 42 sobre black mirror .

    De modo geral gostei bastante dessa temporada. Acho que ela começou muito bem nos 4 primeiros episódios e deu uma diminuída no nível nos 2 últimos.

    Meu Ranking Pessoal de episódios dessa temporada .

    1- Shut Up and Dance
    2- San Junipero
    3- Playtest
    4-Nosedive
    5-Hated in the Nation
    6- Men Against Fire

    Continuem fazendo um ótimo trabalho como sempre . Ah e façam casts de Hannibal e Fullmetal Alchemist Brotherhood .

    João Marcos , 26 anos . Itapetininga -SP

  • felipe

    Fuckkkk yooooou ( peguem a referencia).

  • Felipe Valentim Ribeiro

    Que programa SENSACIONAL! Parabéns gente, Black Mirror é isso!

  • Antonio Junior

    Excelente cast como sempre, realmente o que torna black mirror uma série distinta das outras é a discussão profunda que se extrai de cada episódio, traçando questões tão atuais e mostrando o espelho negro da nossa realidade, por uma ótica tão crítica, que nos afoga em seu pessimismo. Apesar de concordar com o Ricardo e achar o ep. 6 um dos mais fracos é absolutamente pertinente o debate sobre o crescente haterismo na internet, intercalando com uma diferença entre liberdade de expressão e o discurso de ódio. Vejo muitos formadores de conteúdo ignorarem seus haters como forma de negar a existência deles. O que é totalmente errado. Deve se ter uma conscientização do porque que essa conduta é tão nociva, conscientização esta bastante presente no 42 em diversos programas (a propósito, os comentários sobre o ep. Deve ter cutucado a ferida de muita gente que comenta por aqui mesmo ). Meu ep favorito foi shut up and dance. Achei uma temporada muito bem produzida e escrita. Mas ainda acho a primeira a melhor de todas. A propósito se vcs acharam essa temporada pessimista, se preparem para as outras hahaha
    Belém/Pa Acadêmico de Direito
    E que venham mais podcasts de 3 horas o/

  • Notlim Asuos

    O que dizer alem de, parabéns? Episodio fantástico, mesmo eu preferindo um episodio de mais de 1 Giga falando sobre a serie toda, kkk.
    Tirando “The Waldo Moment”, acho todos os episódios fantásticos, ficando a trinca “White Christmas”, “White Bear” e “Shut Up and Dance” como meus favoritos. Já aguardando o episodio das primeiras temporadas.

    • Bruno Costa

      Valeu manolo!!

  • Otaviano da Sol

    Bom dia. Acabei de ouvir o episódio agora.
    Não sei se é coincidência ou não, mas a volta do Ricardo Rente ao Podcast fez um bem danado ao Bruno…
    Incrível… todos os seus comentários neste episódio foram pertinentes e me fizeram indagar várias conclusões que eu já tinha sobre a série.
    Voces tres tem uma quimica muito grande, e uma paciência de Jó, para aguentar tanta gente enchendo o saco de voces no Twitter (inclusive eu de vez em quando… O.o)
    No mais, agradeço aos três por proporcionarem essas mais de tres horas de debate de alto nível e inteligente.

    Parabéns Garotos…

    Otaviano de Jesus – 37 anos – Rio Acima – MG.

    • Bruno Costa

      Só não fala isso pro Ricardo uhauhauha

      • Otaviano da Sol

        Pode deixar….grande Brunão….huahuahuahua…

    • Agradeço a mensagem, Otaviano. Sou NECESSÁRIO pra trazer equilíbrio a balança e coesão ao grupo. Veja como eles ficaram perdidos qnd eu estive fora kkk

  • Genial o episódio!

    Arrisco dizer que foi o Top 1 do Canal 42.
    É sempre muito bom ouvir as percepções que vocês tiveram ao assistir aos episódios de BM. São tantas nuances que me sinto em uma mesa com amigos, debatendo, apresentando pontos e vista e aprendendo com os seus. E o que faz eu me sentir assim é o fato de vocês abrirem até mesmo as particularidades de suas vidas. Isso faz com que a gente se identifique e crie uma proximidade virtual (?) – olha o BM aí –

    Parabéns pelo trabalho maravilhoso que vocês fazem e por me inspirarem.

    Rodrigo Oliveira – Resistência Podcast

  • Louise Rangel Mescouto

    Black Mirror é excelente, muito impactante! Amei a série e o podcast de vocês. A gente sempre precisa de um tempo para digerir o conteúdo que eles expõem. É o tipo de série que não dá pra maratonar. Acrescentaria ao debate do S03E05 que as baratas representam a pobreza como algo que deve ser erradicado e fiquei curiosa para saber a opinião de vocês que certamente teriam algo inteligente a dizer. Odeio os haters, ainda bem que eles sofreram as duras consequências no final. Parabéns pelo trabalho de vocês.

  • Mateus Gomes

    Ótimo cast, mas com essa musica de encerramento sera que poderia ter um cast sobre Serial Experiments Lain em futuro próximo?
    Link para a musica: https://www.youtube.com/watch?v=4-PkAQcuZOw

  • Meu psicologico não me permite ver a série, mas vou ouvir o cast, deve estar bem maneiro.

  • Rubens Junior

    Podcast bem legal e esse formato, comparando a série com a realidade e com as experiências pessoais de vcs, funcionou super bem. Black Mirror mostrou que não é uma série para todo mundo e vem com o intuito de não contar uma história, mas trazer reflexões. Acredito que no final de cada episódio todo mundo acaba com as sobrancelhas franzidas hahaha

  • Josivan Batista

    Yoo minna-san(galera)
    Sou o Josivan Batista, 28 anos, Teresina, Piauí.
    Excelente podcast, não sou muito de comentar, mas vamos lá. Venho do mundo dos animes (não venho de verdade, só acompanho mesmo kkkk) e recentemente dei uma parada nos animes e tal e vi que vocês iam fala sobre Black Mirror e já tinha visto q falavam muito bem e resolvi dar uma chance e para poder acompanhar o podcast também, e logo no primeiro episódio já fui fisgado. Todos episódios são muito bons o que eu mais gostei foi o terceiro porque eu acabei quebrado mentalmente nem consegui ver mais nada no dia (ainda bem que já era noite quando vi). Queria só colocar alguns pontos sobre os episódios, no primeiro lá na cena final, fiquei só pensando no quanto a mocinha lá estava livre, mesmo estando atrás das grades, o terceiro só posso dizer que quando acabou dei aquela suspirada e parei, no quarto me lembrou do Ghost In The Shell, sobre a coisa do que nós somos, existencialismo e tal, no quinto é o que se vê todo dia no facebook da vida, pessoas cegas de ódio pelas outras por conta de manipulação de informação, e no sexto o Bruno leu a meus pensamentos, Death Note foi só o que me veio a mente, e no final mostra a consequência para os inconsequentes, o segundo não tenho nada a acrescentar, já foi tudo dito. E acho que é isso, desculpem se ficou muito grande o comentário (apesar que pedindo desculpas só estou aumentando ainda mais, e mais ainda com esse parenteses), Continuem o excelente programa e continuem com o feedback no final mesmo ficou muito bom e continuem também os casts de animes por favor to até aqui a disposição.Flw.

  • Curti essa temporada, principalmente o E01, pela crítica da busca pela aceitação na sociedade, o E03, pelo plot twist no final, e o E06, pela diversas questões abordadas no episódio.
    Parabéns pelo episódio. Bom como sempre 😉

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Tammer Gomes

    Tammer Morais, 27 anos, João Pessoa – PB

    Que podcast incrível, amigos! Manteve o nivel da série, que desde o s01e01 do Canal 42 eu esperava. E valeu a espera! Cada episódio criou um discussão bastante interessante sobre os mais diversos assuntos (religião, privacidade, medo, racismo…),e isto que faz Black Mirror top 10 das minhas melhores séries. Ótima edição e sonorização do episódio, admito que já votei nele como “melhor edição do ano” na votação 2016.

    Mas outro ponto me faz questionar, ao avaliar a “Tábua do 42”. Após os debates entre os três “titulares” do 42 sobre Black Mirror, não há discussão sobre a sua presença na “tábua”. Porém quando vejo um série como Easy na “tábua”, me faz rebaixar um pouco o sentido dela,que deveria ser para séries suprassumo. Assisti a série antes do podcast, gostei, vi suas qualidades, mas não acho digna de estar ao lado de True Detective, Breaking Bad, entre outros. Deveria ter um rigor maior para colocar uma série na “Tábua do 42” (acho que o Bruno tá no meu lado nessa).

    Grande abraço!
    Continuem com esta qualidade e alto nível!

  • Kleysson M. Santos

    Eu ouvi essa trilha de Ghost In The Shell no fundo, hein Sr. Ricardo Rente.
    kkkkkkkkkkk
    Pessoal, excelente programa, mandaram muito bem. Entretanto eu não sei se foi só eu que percebi (se sim, estou ficando louco), mas vcs estavam meio contidos? Senti falta de uma discussão mais filosófica quando trataram de cada episódio, acho que o Charlie Brooker deixa muitos elemento em cada episódio que podem levar pra uma discussão mais filosófica, como por exemplo a discussão de imortalidade através da tecnologia em San Junipero, achei vcs mto comedidos e acho que poderia ter aprofundado mais.
    Mas logo tem toda aquela questão de crença de vcs e dos ouvintes então realmente é um assunto mais delicado, e tbm o programa já tava se alongando bastante e deu pra sentir isso nas vozes de vcs.

    Mas é isso. Excelente cast, parabéns Ricardo, Juras e Bruno. Mandaram muito bem mesmo, um dos melhores programas, espero que entendam minhas críticas e se tiverem sido vazias, me desculpem e a ignorem.

    Ouvi assim que lançou mas esqueci de comentar. Grande abraço a todos, parabéns e vcs ainda nos devem um programa nível Breaking Bad pra terminar o ano hein.

    Sucesso, pessoal!

  • Sandro Sonetti

    Ricardo, o Nexus 6, não é primor em camera e em alguns apps. Ele é bem cru.

  • Branco Dunn

    Black Mirror entra mais no subgênero de “Post-Cyberpunk”, onde ele se aproxima mais do nosso mundo, focando mais nas tecnologias e relações humanas. Ao contrário do “cyber” tradicional, não tem aquela coisa exacerbada de corporativismo nem o foco no “punk”, ou seja, o indivíduo contra o sistema, como vemos em “Neuromancer”, de William Gibson, Aeron Flux, Akira, entre outros. Outras obras semelhantes são “Her”, “Ex Machina” e a hq “Transmetropolitan”.

    Belo programa, abraços a todos!

  • MClaraA

    Cara, eu ABSOLUTAMENTE amo Black mirror. É minha série favorita de todo o universo. Até ver essa série, eu nunca tinha conseguido escolher uma serie favorita, mas essa bateu pra mim. Eu não vou ficar falando do que eu acho sobre a série, acho que falaram muito bem no episódio, mas eu queria só falar um pequeno ponto.
    Quando chegou no episódio 5, ninguém comentou um ponto que eu acho muito importante sobre o problema das baratas. É claro que existe o ponto negativo dessa tecnologia, que é poder fazer qualquer um ficar contra algo que a pessoa que criou quer, mas eu acho que isso foi tão gritado na cara pelo protagonista que as pessoas não tentaram olhar para além dos pontos negativos. Existe um grande problema atualmente com as pessoas que trabalham para o exército, muitos dos soldados que voltam para casa se encontram com PTSD, ou doenças do gênero. Eles sofrem imensamente em terem que batalhar, então, por mais que eu entenda os pontos negativos da tecnologia, no final do episódio eu me senti tão mal do que em qualquer outro, justamente por que, por mais que eu entenda os pontos negativos, eu entendo também o que essa tecnologia significaria para os soldados. Se a guerra tem que acontecer, que eles pelo menos pudessem se proteger dos traumas que elas geram a eles

    • MClaraA

      e.e ah, só uma coisa…… e .e a serie ainda n está na tábua. Só lembrando….

  • John Silva

    Simplesmente sensacional, a espera por esse cast valeu muito a pena! 3 horas se passaram como três minutos. Adorei a forma como vocês refletiram sobre o episódio, o que Black Mirror nos desperta. Ansioso pelo cast das temporadas 1 e 2. (E Westworld também tá perto ♥)

    Os episódios que destaco são; O primeiro da terceira, “NoseDive”. Senti toda a angústia da personagem em viver naquele mundo cheio de falsidade, de pessoas pláticas e sem expressões. Que é um espelho da nossa sociedade que só se mantém, a maioria do tempo, por aparências e status…

    O belo “San Junipero”. Me surpreendi pelo final ser “um final feliz”, o que um fã de Black Mirror não está acostumado. Me emocionei bastante. Foi o único da série que tem final feliz. Mas será que a eternidade “preso” naquele lugar é realmente uma boa escolha?

    “Shut up and dance” foi um dos plots que mais me surpreendeu nessa temporada. Por ser algo muito mais atual e possível na nossa realidade no século 21. E no final eu me senti enojado por ter torcido pelo garoto achando que ele só tinha feito coisa de garoto, mas, ao ouvir a mãe dele falando ao telefone me cortou o coração!

    É isso, por isso adoro Black Mirror. Apesar de pessimista, suas reflexões sobre nossa sociedade e crítica, me faz ser fascinado e um fã da série. Adoro o 42. Abraço!

    Ps: Não sei porque implicam tanto com o Ricardo. Posso não concordar com todas as opiniões dele, (o que é natural), mas também concordo com outras. E assim se cria diferentes outras facetas, não só uma só linha de pensamento e visão das coisas. É isso.

    John Silva, 19 anos de Aracaju – SE.

  • Valdeci S Jr

    Sobre o 4K… POOOOORRA JURANDIR… aushuahsuhas

  • Felipe Andrade

    Esse cast foi sensacional, muito bom mesmo, parabéns galera. Os comentários de cada um me fizeram perceber coisas que eu não tinha percebido antes, a forma como vocês analisaram cada episódio separadamente fez a diferença. Continuem com o ótimo trabalho!

  • Valdeci S Jr

    Agora depois de escutar o cast na integra eu volto aqui para falar! Fico feliz de ter escutado o cast antes de começar a ver black mirror, boa parte do que foi falado, discutido no cast eu teria uma visão muito mais superficial se ficasse somente na experiencia de somente assistir. Achei esse EP do Canal42 do caralho. parabéns aos três. MUITO BOM!

  • Bean

    @disqus_rUynIzuSSr:disqus como o canal42 entende que anime também é série, gostaria de saber se desenhos como Liga da Justiça vão ter cast também. Se não, gostaria que você, como representante dos fans de HQ do cast defendesse essa palta ai. Eu acabei de ver todas as 4 temporadas da liga da justiça e reafirmo que é bom até hoje, e acho que merece um cast.

    PS: Como fan dos X-men, gostaria que tivesse um também da séria animada dos X-men dos ano 90.

  • Johnny_Gomes

    espelho não….tela preta que reflete….

  • André Donadia

    Olá.

    Sobre o episódio San Jupiero.
    Imaginem se uma pessoa, por causa de suas limitações na vida real, fosse impedida de estudar medicina, mas em San Jupiero ela pudesse estudar medicina eternamente. Daí que essa pessoa chega a um nível tão grande de conhecimento que ela seja capaz de curar o câncer.

    Essa descoberta seria menos real?

    Ou colocando de outro modo: “o robôs sonham com ovelhas elétricas”?

  • Nathan Santos

    https://uploads.disquscdn.com/images/5928deaed4a842f82e4c8130dbf735398dff223d76a73f98b7b398d47bc7bc8a.png

    Acabei de ver isso aqui. Ligando ao episódio 2, no GC da tela falando sobre a Saito

  • Nani

    Galera parabéns, ótima discussão, destaque para o Bruno quando ele explica a sua visão sobre o episódio Shut up and Dance, a coisa fez mais sentido na minha cabeça.

  • Eder Moura

    Eu sempre escuto os podcasts e apenas fico pianinho (aqui e quanto aos outros trocentos que eu acompanho) por achar que eu não tenho muito a acrescentar. Mea culpa, admito. Mas eu tinha que comentar, essa edição foi incrível, bem editada pra c****** (perdão!), nem pareceu durar o tanto que durou. Amei as análises propostas e vocês usaram e abusaram das músicas da Muse na trilha de fundo do episódio, e essa é só a minha banda favorita!

    Quanto a Black Mirror (e dada a escassez de tempo, serei breve), assisti ao 1º episódio da 1ª temporada há uns 2 anos e não tive cabeça pra ver o resto. Devorei tudo recentemente, e isso me influenciou demais. Sei que o viés da série é propor um olhar sobre (bem pessimista) sobre o ser humano e sobre a própria sociedade. Eu havia me interessado muito por psicologia quando acompanhava o CineCast Cult (olha o Bruno influenciando a gente aê), Black Mirror me interessou na área novamente e depois de ouvir este podcast eu criei vergonha na minha cara e me inscrevi no curso numa faculdade próxima daqui. Eu não sei se vocês tem a consciência do tanto que você ajudam a transformar a vida da gente que acompanha vocês nos podcasts que vocês lançam mas mesmo a gente que ‘só ouve no escuro’, sem se manifestar, mesmo a gente acaba por ter uma opinião mudada, por ver as coisas por um ponto de vista diferente, por reafirmar uma ou outra opinião.

    Enfim, belíssimo podcast. E obrigado! Vocês me ajudam muito a passar pelas noites insones de trabalho com ótimo conteúdo sempre!

    🙂

  • JuniorOnline

    Excelente série!

  • Alex Silva

    Galera, estou aqui pra agradecer vocês três por este podcast que foi maravilhoso. Eu não conhecia a série e fui começar pela terceira temporada, igual o Jurandir. Assistia um episódio e vinha aqui ouvir a parte que vocês falavam, foi uma ótima experiência.
    A série pra mim foi bem pesada, cada episódio me deixava muito pra baixo e não conseguia ver outro no mesmo dia. Também porque eu ficava muito tempo pensando sobre cada episódio e eu queria isso. Depois de San Junipero, fiquei 3 dias pra me recuperar. O episódio que menos gostei foi o 5º, talvez por ser o que está mais distante da minha realidade, pra mim ficou só a discussão da manipulação dos sentidos.
    Obrigado por essa grande experiência, ey adorei esse podcast. Agora vou ver os outros episódios da série.

  • João Guilherme

    meu momento mi-mi-mi:
    Jurandir, sou ouvinte do rapadura e do 99vidas, juro que tentei acompanhar o Canal42, mas cara não consigo, velho… Ricardo Rente não dá, não dá mesmo.
    O problema pode até ser comigo, mas não consigo mesmo, um abraço e sucesso para o time.

  • Episódio espetacular! Parabéns pela dedicação na edição e na qualidade do conteúdo. Concordo que os dois últimos episódios foram os mais “fracos”, embora ainda sejam muito bons.

    No aguardo dos programas sobre as outras temporadas!

  • Maurício Pereira de Souza

    Prezados Colegas, só queria registrar minha opinião aqui sobre esse podcast, eu comecei a assistir a série só depois que esse episódio saiu… assisti todo a série no modo off-line Netflix, EU TE AMO NETFLIX, e devorei a série em menos de uma semana, adorei a série são episódios / filmes muito boas adorei mesmo, porém, após ouvi o podcast… a passei a adorar ainda mais a série e percebi que esse foi pra mim o podcast mais relevante que já ouvi, me fez ver a série de uma forma ainda mais ampla, consegui enxergar as tão faladas “camadas” e percebi que o Canal42 é exatamente isso, discutir sobre a série e falar o que “não foi falado” nas séries, não todas as séries tem isso, por isso que séries que amamos não tem um podcast, pois ela não tem essa profundidade toda, é só um puro entretenimento… já deixei claro em outros episódios que respeitosamente não gosto das opiniões do Ricardo Rente, porém, neste episódio eu até concordei bastante com ele… um abraço a todos e obrigado Canal42!

  • PósGraduando Confuso

    Uma coisa que é importante ressaltar sobre o episódio 3, é que diferente dos outros episódios que mostram uma tecnologia futurista, a tecnologia desse episódio já existe. Seria algo que pode acontecer com qualquer um hoje. Por isso o terror.

  • Diego Mello

    Conheci o canal hoje.
    Ouvi o episódio de Westworld e vim pra esse.
    Vcs tão de parabéns!
    É um PUTA podcast.

  • Windson Mateus

    Excelente discussão, ótimo cast.
    Só pude ouvir hoje pois acabei de assistir a série nesse final de semana.
    Parabéns pelo bom trabalho!

  • Diego C.

    Excelente cast falando de uma ótima série.
    Assisti junto com a minha esposa e a cada final de episódio a gente teve altas discussões sobre os temas.
    Para nós, que trabalhamos com TI, um outro ponto bem assustador do último episódio dessa terceira temporada, é a falta de segurança nos dispositivos (abelhas). Tem se falado muito dá “internet das coisas” mas a segurança dá informação pra impedir que essas coisas sejam haqueadas parece não ser uma prioridade. Em fim, como vcs bem apontaram cada episódio pode ser analisado em diversas camadas e isso só engrandece a série.

    Sei que o Canal 42 está passando por momentos difíceis mas torço pra que as coisas se resolvam dá melhor maneira possível e, quando puderem, façam um novo episódio falando da primeira e segunda temporada que também propõem várias discussões interessantes.
    Abraço.

*Campos obrigatórios

Mostrar
Sumir