S02E34: Mr. Robot [TEMPORADA 2]

Canal42 S02E34

Ricardo RenteBruno Costa e Alexandre Luiz comentaram sobre a segunda temporada de Mr. Robot, série do canal USA. O que aconteceu com essa temporada? Finalmente temos as explicações sobre a mente do Elliot? Afinal, quem é o Mr. Robot?

Sinta-se em casa e deixe o seu comentário. \o>


ASSISTA AO TRAILER DE MR. ROBOT TEMPORADA 2


LINKS RELACIONADOS AO PROGRAMA

[PODCAST] Canal42 S01E24: Mr. Robot [Temporada 1]
[LINK] Participe do TROFÉU 42 2016! VOTE!


ASSINE O NOSSO FEED

Não perca nenhuma edição do 42. Assine:

iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/canal42.tv/
Android/Windowshttp://feeds.feedburner.com/canal42podcast


SUGESTÕES, CRÍTICAS E DÚVIDAS

Envie e-mails para: canal42podcast@gmail.com


OUÇA AGORA O PODCAST

Aperte o play abaixo e bem-vindo ao nosso mundo:


Quer baixar essa edição para o seu computador? CLIQUE AQUI!

Comentários

  • Grazik

    Só vim comentar que vocês fazem falta, mesmo sabendo do motivo de terem lançado o programa mais tarde. Já faz um ano que eu ouço vocês, gosto muito e as minhas segundas já são marcadas pelos novos programas do canal42. Um abraço. =)

  • lucas rafagnin

    Ouvirei apenas a abertura e o espaço para feedbacks nesse episódio, já que ainda não finalizei a segunda temporada :/
    Abraço

  • Eu não suporto click bait cara, principalmente os do Youtube.

  • Luis Fernando Mendes

    Sinceramente, eu ADOREI ESSA TEMPORADA. Apesar da escurregada no final, eu aprovo totalmente a segunda temporada de MR Robot. Sam Esmail tinha deixado bem claro que nessa temporada ele iria explorar profundamente a mente de Eliot e ao que parece ele cumpriu o que disse e de forma em minha opinião incrivel. Tanto em Eliott como em Angela, e ja vou logo dizendo que Angela está envolvida totalmente nessas nuances e até a dupla personalidade de Eliott. Não posso revelar aki por conta de spoilers mas eu tenho umas sacadas dessa temporada que remetem a isso.

    Fotografias incriveis, cenas de explodir a cabeça, critica social bem respondida e muitas outras coisas que para min da pra esquecer os problemas do final dessa temporada mas NUNCA superar sua primeira.

    Enfim, pela amor de odin, esqueçam esse negocio de Maquina do tempo, Sam Smail ja falou que a serie será 100% pé no chão.

    Enfim, dou 4,5 pra essa temporada e mal posso esperar pra proxima e espero realmente que os erros cometidos sejam desfeitos e que venham muitos outros plottwist.

    • Antonio Junior

      Cara. Eu gostei mt tbm dessa temporada. Acho que me pegou mais doq a primeira.

  • Leitura de e-mails excelente, a opinião da galera agregou mt valor ao camarote.

  • Cuca Beludo

    A serie e foda, e Jurandir o choro e livre. hahahaha

  • César

    Eu compartilho muito deste sentimento de
    decepção, principalmente quando é uma produção que você amou desde o início e vê entregar algo bem abaixo do esperado…

    Só que ainda continuo muito investido na série, minha opinião é parecida com a do Ricardo, eu me empolgava com os episódios, com as discussões e teorias, estava sempre comentando lá no Cinealerta que fizeram ótimos podcasts dos episódios. Não deixei de me importar com a trama e os personagens, pra mim seguem muito interessante e instigante!

    Mas é como foi comentado, há excessos, auto-indulgência do diretor, alguns momentos no roteiro que o texto causa aquele “cringe” mesmo. Além disso, tudo poderia ter sido feito de forma mais enxuta e nem tanta expectativa deveria ser depositada na trama e subtramas, pois as respostas sempre ficam aquém…

    Dito isso, ainda gostei muito da temporada. O mergulho total na mente do Elliot é foda demais, eu acho que há uma transição legal do personagem, que ainda é muito ingênuo (o discurso do “fuck god”, que a galera gosta de reproduzir por aí, é pueril, fala mais sobre o desejo do próprio Elliot de encontrar controle do que outra coisa). A trama do Ray é necessária pra desmoronar a visão maniqueísta que ele tem do mundo, porque é fácil estampar o “Evil” na ECorp, mas fica complicado quando o malvado assume uma face carismática (o símbolo do yinyang no PC do Ray não é nada sutil). Além disso, todos os embates com o Mr. Robot são fantásticos e as tentativas de erradicá-lo de sua mente, até compreender que isso significaria destruir uma parte essencial dele mesmo… Não concordo em dizer que não houve nenhuma construção do personagem.

    Gosto muito da trama da Angela também, que é inconstante e contraditória, não sabe em que lado ficar. Isso não é defeito, a personagem só quer um “cantinho” pra ela, uma zona de conforto, não quer compactuar com a empresa que destruiu a família dela, mas também não se quer ver impotente diante das situações, ela quer ser valorizada de alguma forma. A Whiterose parece ter apresentado alguma verdade naquela conversa na sala escura que converteu a Angela, o Esmail disse que isso ainda será explicado, e sobre a dúvida de toda aquela cena, acho que foi mesmo um teste pra avaliar a empatia e predisposição da Angela em cumprir regras (a porta fechada, as perguntas).

    Enfim, esses são alguns exemplos de como acredito que os personagens continuam interessantes e ainda há muito a ser mostrado. Vou dar o benefício da dúvida pra série!

    Só um comentário sobre o que vocês falaram da Madame Executora e como não faria sentido o vacilo da FSociety: não teria a própria Darlene premeditado aquele cenário? Tem umas pistas de como ela teria, deliberadamente, deixado de vigiar a casa só pra ter uma chance de um frente a frente com a advogada. Ela teria optado desde o início em se instalar na casa pra poder ter essa vingança pessoal, só não acreditava que chegaria ao ponto de matá-la como diz em uma cena com o Cisco. Mas concordo que a exposição toda da vingança e de ter visto a advogada na TV quando criança foi feito porcamente.

    Bom, é isso, daria pra falar muito mais (me empolgo mesmo), mas valeu pelo papo! 3,5 estrelas (nota 7) acho justo!

    PS: Ricardo, a cena do Elliot vestindo a máscara pela primeira vez acho uma das melhores coisas também, a trilha é do Gustav Holst – Planets, uma parte é Venus e quando surge o título é Mars, a sinfonia e os arranjos do Holst inspiraram a composição de John Williams em Star Wars.

  • As vezes eu acho bacana eu ser meio tapado com séries, MINHA CABEÇA EXPLODIU QDO DESCOBRI ONDE O ELIOT TAVA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.KKKKKKKKKKKKK

    • Grazik

      Como que o Bruno disse? Pessoa meio média…. hauhauhauhauhau Fiquei nessa ai também, só descobri no episódio.

    • Antonio Junior

      Me senti meio burro por n ter sacado logo haha, eu nem desconfiei que o Elliot tava na prisão. Na hora q revelou eu nem tinha entendido bem oq havia ocorrido. Ai q eu fui montando e fiquei aaaaah caraaaca kkkk

  • Grazik

    Sobre o cast: Eu não sei se entendi direito, ouvi vocês falando que o Eliot não sabe que ele está na prisão. Mas pelo que eu entendi, ele esconde é da gente que ele está na prisão. Na primeira cena ele diz que não confia na gente, por isso não vai contar algumas coisas… Eu achei estranho o fato de ele estar fora da história central, mas eu achei que ele tivesse se isolado, de forma que quando revelaram que ele estava na prisão eu realmente fui pega de surpresa, ao contrário da primeira temporada que eu já sabia da dupla personalidade dele. E eu gostei muito disso. Mas concordo que podia ter sido mais curta essa parte.

    Na primeira temporada ele acha que foi recrutado para fazer parte da fsociet, ara depois descobrir que foi a sua outra personalidade que criou fsociet. Na segunda ele já sabe da sua segunda personalidade e tenta combatê-la. Primeiro ele se aprisiona, depois de livre ele vê que não tem controle, e apesar de saber que ele ´´o Mr. Robot, Mr. Robot ainda consegue esconder coisas dele e ainda tem muita coisa escondida. E gente ainda não sabe se o plano do Mr. Robot é maior do que Eliot sabia, e se o Mr. Robot sabe realmente de todo o plano ou está sendo manipulado pelo Whiterose, ou outra pessoa que a gente não conhece.

    Gosto da dualidade dos personagens, as atitudes dúbias da Angela, as decisões firmes que a Darlene tem que toma, mas que depois você não sabe se são certas ou erradas, os questionamentos da Dom, que por um lado da polícia e quer fazer o que é certo/justo, ao mesmo tempo que se sente tentada a mudar de lado, e vê uma lógica na fsociety. E a Whiterose, hora no lado obscuro, hora dentro do governo…

    …e o Ricardo Rente, considerado o carrasco das séries de Tv, defendendo Mr. Robot e dando a nota mais alta do episód… opa… hahaha

  • Diego de Paula

    A série só decaiu.. achei bem fraca esta temporada.

  • Antonio Junior

    Para mim o problema foi o foco na Angela. Eu queria ver mais do Elliot e ,como foi comentado, o excesso de subtramas deixou a série inchada e por vezes chata. Foi uma temporada de extremos. Momentos fantásticos e momentos desnecessários. Mas ao todo, eu gostei bastante. Mr robot é a unica seríe que olhamos pela perspectiva de alguém que parece um consumidor de plantas psicotrópicas. O momento que Elliot fala que só pertence a si mesmo, ou a sua reflexão acerca de Deus num grupo religioso sem que ele notasse que falava e não pensava representam muito bem porque o Elliot é um personagem interessante. Só senti falta de uma conclusão no final da temporada, que não trouxe tantas respostas, e sim mais perguntas. No mais, dou 4 estrelas.

    Belém/Pa

  • Miaggy San

    Ótimo cast. E sobre as opiniões dos participantes, me identifiquei mais com a do Ricardo. Apesar dessa temporada não ter a mesma repercussão do que a primeira, eu gostei bastante. Alguns momentos são únicos da série. E um dos momentos mais fodas que achei foi, acho que que é o episódio 4, onde o Elliot vislumbra um cenário utópico entre todos os personagens unidos em uma mesa de jantar. Todos felizes, confraternizando e, ao fundo, o prédio da ecorp caindo. Fora isso, a trilha dessa parte é a “Basket Case” do Green Day. Se forem atrás da tradução da letra, vão ver que é o que o Elliot ta passando nessa segunda temporada. FODA!

  • Francine Dalapícola

    Tava meio desanimada pra ver essa temporada, mas gostei das críticas. E ao contrário de muita gente, não me importo com spoilers. No caso de Mr Robot, o que vocês revelaram me deixaram curiosa pra ver à temporada.

  • Gregory Oliveira

    Primeiro, parabéns pela edição do cast, deixou muito imersiva nos episódios, que eu finalizei assim que terminou na TV, então alguns detalhes eu nao lembrava. Concordo com todos os participantes que a série tentou abodar mais coisas do que realmente fez. Vamos aguardar a terceira. Abraços e continuem com o bom trabalho.

  • Helder Zemo

    Acho que nessa segunda temporada, o Sam Esmail acabou meio que restringindo a audiência da serie, faltou o fator catarse, o fator entretenimento da coisa, ela é muito boa, mas não é para um expectador convencional, até ritmo faltou em diversos episodios, com se a serie quisesse ser conceitual demais, prepotente demais em diversos momentos, mas as atuações e o roteiro conseguiram prender minha atenção, 4 estrelas pra essa temp

  • Apesar das críticas, curti essa temporada. Ainda gosto da fotografia dela também. E pra mim, foi uma explosão da mente a questão da prisão, pois não assisti os episódio um atrás do outro, então não gravei bem “as dicas” que me fariam descobrir antes.
    Agora, quanto a questão do Tyrell, to ainda confuso com tudo isso hahaha

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Thiago Marques

    Por favor, tragam logo um programa sobre Cavaleiros do Zodíaco! Nunca pedi nada pra vocês! Por favor, por favor!

  • jefferson ricardo dos santos

    Eu particularmente gostei p cassete dessa temporada, mais do que a primeira. A parte da prisão eu só pesquei no ep 6, então achei sensacional quando me foi revelado. Msm não concordando com boa parte do podcast porque eu mais gostei da temporada do que ao contrário kkk, eu adorei o programa, vcs fazem um trabalho foda, ouço praticamente todos e espero que vcs continuem fazendo esse ótimo trabalho, um abraço tmj

  • Carlos Vinícius

    gostei mais da primeira.

  • Diogo Maia

    Muito pouco a acrescentar após essa edição. Sinceramente não curto muito a série. É claro que o apuro técnico do seriado é evidente. Cinematografia, montagem, direção de arte, figurino e a trilha sonora formam um conjunto primoroso, que não tinha visto antes. Talvez apenas Black Mirror faça frente à Mr. Robot nesse sentido. Porém, a minha resistência em relação aos personagens é imensa. Acho o Elliot um sujeito detestável, muito pior que aqueles senhores engravatados que ele quer destruir. De todos os presentes na trama a única que ganhou a minha torcida é a Dominique DiPierro, por isso mesmo achei a segunda temporada melhor que a primeira.

    Nota 2,5/5 pra segunda temporada e 2/5 pra série inteira. Definitivamente assistir Mr. Robot é um passatempo estafante.

  • Alan Zim

    Acho que a segunda temporada exige muita força de vontade,o meio da temporada é muito desconexo,até os últimos episódios onde explica o que estava acontecendo,eu não tinha reparado que o Eliot estava preso,só fui começar a ligar os pontos após o plot twist,a partir daí eu engatei na serie e vi até o final sem parar. Diferente da primeira temporada que vi quase tudo em 1 dia kk

  • luciano Santos

    Decepção esta é a palavra que vem a cabeça quando falo de Mr. Robot na segunda temporada, ficou tudo meio que sem nexo.

*Campos obrigatórios

Mostrar
Sumir